Anúncios

quarta-feira, 22 de março de 2017

Segredos Revelados: Daniel Lanois e as gravações em Fez do material para 'No Line On The Horizon' do U2


A associação do artista e produtor Daniel Lanois com o U2 começou em 1984, quando Brian Eno e ele ajudaram a reinventar o som da banda em 'The Unforgettable Fire'. Desde então, Lanois e Eno já trabalharam em álbuns clássicos do U2 como 'The Joshua Tree' (1987), 'Achtung Baby' (1991) e 'All That You Can't Leave Behind' (2000). Em 'No Line On The Horizon' de 2009, uma de suas contribuições foi incentivar a banda a trabalhar em Fez, Marrocos, em maio e junho de 2007.

"Nós fomos para lá porque queríamos estar em uma encruzilhada espiritual e nós sentimos que Fez tinha isto a oferecer, musicalmente. Pensamos nisto como uma espécie de Meca. Queríamos estar em uma localização geográfica que foi preenchido com muita música, e que não têm as presas habituais do negócio da música e expectativas. O que isto tem a ver em ir para um país muçulmano? Não falamos sobre isso. Falamos sobre terreno de reciprocidade. Acho que há algo de antigo naquele local que fica em seus ossos. E acho que é uma boa inspiração para a música se basear em fontes históricas. Sim, você pode ouvir música a partir dos anos 80, os anos 70 e talvez nos anos 60 e acho que algum tipo de mimetismo irá atendê-lo. Mas por que não olhar para trás em mil anos e ver o que vem a caminho?
Alugamos um Riad, que é um grande edifício com um pátio aberto, levando um caminhão de 18‑rodas cheio de aparelhagem do U2 de Dublin e montamos no pátio. O caminhão tinha cerca de oito racks de aparelhagem para Edge, um pedal de um guitarra para mim, um microfone para Bono, bateria para Larry e um monte de material para gravação. Nós gravamos com o Radar. Eu recomendo, é uma grande máquina. O Riad tinha uma espécie de telhado automático que pode ser aberto, então pudemos tocar à céu aberto, que é altamente recomendável. O pátio funcionava como um sistema de ventilação antigo; as fugas de ar quente e as paredes fornecem sombra. O convite da banda para eu co-escrever as músicas foi muito amável e muito doce. O fato é, nós tocamos bem juntos, Eno, U2 e eu, e o começo dos trabalhos em Fez foram muito produtivos. Apenas algumas semanas de gravação nos forneceu muitos começos de músicas fascinantes, belas paisagens, momentos isolados e poesia. Estava tudo lá. Era como uma colheita."
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...