"Song For Someone" 360 Version

Anúncios

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Tudo é quieto em um dia de ano novo........

Último post do ano de 2009.... último dia do ano de 2009.......
Bono escreveu 'New Year's Day' logo depois que se casou com sua namorada de infância, Ali.
A letra que começa com 'Tudo está quieto no Dia de Ano Novo' teve suas origens em uma canção de amor de Bono para sua esposa, que acabou sendo posteriormente reformulada e inspirada em Lech Walesa e o movimento polonês de solidariedade.
Após esta gravação, a Polónia anunciou que iria abolir a lei marcial, coincidentemente, no Dia de Ano Novo, em 1983.
Os temas de compreensão em um momento de instabilidade mundial, foi um ponto focal para o álbum War, cujo título foi inspirado por diversos conflitos no mundo inteiro de 1982.
Bono considera esta uma canção de amor. Embora seja sobre a guerra, trata-se de "a luta por amor."
Essa mesma música serviu como trilha para um spot da UE de celebração dos 20 anos de eleições democráticas na Polónia.




---------------------
Vídeo 'New Year's Day':


quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

A colaboração de Bono no álbum 'Exile On Classical Street'

Este projeto de 1996 é um CD de música clássica.
Bono estave envolvido na produção deste CD. A idéia era aproximar músicos de rock famosos para escolher as suas peças favoritas da música clássica e fazer uma compilação do gênero.
Outros artistas envolvidos no projeto além de Bono foram Steven Tyler do Aerosmith, Bruce Hornsby, Elton John, Brian Wilson, Marianne Faithfull, Michael Stipe do REM, Elvis Costello, Keith Richards, Paul McCartney, Frank Sinatra, e Trevor Rabin.
A faixa escolhida por Bono para este projeto foi "String Quartet No. 8 in C Minor"


Ritual Fire Dance - Charles Dutoit (3:57)
Rite of Spring (Excerpts): Adoration of the Earth / The Augurs (3:20)
Rite of Spring (Excerpts): Ritual of Abduction (1:25)
Enigma Variations (Excerpts): Troyte - Chicago Symphony Orchestra (0:56)
Enigma Variations (Excerpts): W.N. - Chicago Symphony Orchestra (1:40)
Enigma Variations (Excerpts): Nimrod - Chicago Symphony Orchestra (3:12)
Rhapsody in Blue (6:16)
Beim Schlafengehen - Vienna Philharmonic Orchestra (4:52)
Adagio for Strings - Baltimore Symphony Orchestra (8:40)
Sposa Son Disprezzata (5:56)
Violin Concerto No. 4 - James Levine (6:58)
Gloriana: March - Julian Bream (0:43)
Gloriana: Corante - Julian Bream (1:07)
Gloriana: Pavan - Julian Bream (2:40)
Gloriana: Morris Dance - Julian Bream (0:54)
Gloriana: Galliard - Julian Bream (2:35)
Gloriana: Volta - Julian Bream (1:22)
Gloriana: March (Finale) - Julian Bream (0:45)
String Quartet No. 8 in C Minor - Largo (5:14)
Clair de Lune - Ernest Ansermet (4:14)
Great Gate of Kiev - Chicago Symphony Orchestra (6:24)

==========================
Ouça um trecho da canção escolhida por Bono: http://www.amazon.com/Exile-Classical-Street-Samuel-Barber/dp/B00000429J

ReWired, pelo Jeep Grrlz

Em 1997, uma banda com o nome de 'Grrlz Jeep' assinaram com a Island Records, lar do U2. Esta canção, Re-Wired, era algo que eles estavam tocando nos clubes de todo o Reino Unido. A Island tinha anteriormente pensado em processar a banda, mas escolheu assinar com eles e resolver o problema de direitos da canção. A Island consultou o U2, e Edge deu a permissão para liberar a canção.
A gravadora resolveu lançar apenas como um item promocional. Tanto um vinil 12", como um CD promo foram liberados em 1999.
A canção 'Re Wired' tem um sampler de Wire, do álbum The Unforgettable Fire.
Letras da canção se misturam com novos vocais, em uma base dance.


Re Wired: Written by U2, Marvellous Mee, D. Stress, Love Chocolate. "Re-Wired" contains the sample of "Wire" written and performed by U2.

///////////////////////////////////////
Ouça neste link um trecho da canção: http://www.house12s.com/store/digital/re-wired-jeep-grrlz.html

Senhoras e senhores, com vocês, The Doppelgangers

The Doppelgangers foi uma banda fictícia formada pelo U2 para aparecer no vídeo de "Even Better Than The Real Thing" como cover deles mesmos. O vídeo ganhou o prêmio no MTV Video Music 1992.
Foi o próprio Bono que nomeou a banda de 'The Doppelgangers', mencionando também que eles eram uma grande banda. Além do videoclipe de Even Better, a banda apareceu na fase Outside Broadcast da Zoo TV, dublando a canção Who's Gonna Ride Your Wild Horses.
Mas curiosamente, não tem nenhuma menção sobre o grupo na biografia oficial 'U2 By U2'.

------------------
Vídeos:


 Curiosidade: nesta entrevista de 1992 com Bono falando sobre o 'The Doppelgangers', o vocalista cita o termo 'Original Of The Species', que 12 anos depois viria à ser o nome de uma das canções do álbum How To Dismantle An Atomic Bomb, lançado em 2004.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

New Year's Dub

Em março de 2001, Miami estava hospedando o "Miami Winter Music Conference" com DJs e remixers de todo o mundo. Uma faixa underground estava tocando durante a conferência, chamada 'New Years Dub', por um equipamento da Musique.
Essa faixa tinha um sampler de New Year's Day, do U2, e foi um sucesso nos clubes durante esta conferência.
Coincidentemente, U2 estava na cidade fazendo ensaios para a turnê Elevation, para os shows no final daquele mês em Fort Lauderdale.
Musique e U2 estiveram ligados durante esse tempo e foi aprovada a utilização de um sampler da canção original do U2, que lhes permitiram lançá-lo comercialmente pela Polygram, entre o terceiro e quarto single do álbum 'All That You Can't Leave Behind'.

O Musique lançou um videoclipe da canção, com imagens do U2.
Embora muito samplers de canções do U2 sejam utilizados em remixes, é raro o fato de eles darem permissão para as bandas fazerem isso. Esta é uma das faixas onde U2 deu oficialmente a permissão.


New Years Dub: Written by U2 / Moussa Clarke / Nick Hanson. Produced by Moose & Nick Hanson. Sample "New Year's Day" written and performed by U2, courtesy of Universal Internation Music BV. Programmed and Engineered by Moose @ the Nerve Centre, NWB.
============================
Áudio (Remix): New Years Dub 2000 Ferry Corsten Non Vocal Extended Dub

==========================
Vídeo:

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

A 'Jukebox U2' para a Revista Mojo em 2005

Em Julho de 2005 na revista MOJO, foi feito um especial sobre a turnê Vertigo do U2.A edição da revista apresentava um CD, que continha uma mistura de músicas compiladas pelos membros do U2. A banda se reuniu e escolheu à dedo uma série de 30 músicas do passado e do presente. 13 dessas escolhas foram compiladas no CD.Este CD incluia canções favoritas atuais da banda, como "Wake Up", que vinha sendo usada para abrir cada show da turnê Vertigo, e também músicas antigas dos anos 80 que inspirou o U2 ao longo do caminho.

////////////////////////////// Conheça algumas canções escolhidas pelos membros do U2:












Mensagem subliminar em With Or Without You?


Na música "With or Without You", na parte "...and I wait without you / with or without you" (de 0:53 a 1:03 minuto), se você tocar ao contrário no vinil, ouvirá "mmm... we slap you too... mmm... we slap you... we want it".

Link do trecho disponibilizado por um fã da comunidade U2 Brasil: http://www.4shared.com/file/108022472/86fe3ee8/With_or_Without_you_From_Hell.html

U2 Live From Paris, no Itunes

Em 20 de novembro de 2007 o U2 lançou uma versão remasterizada do The Joshua Tree para comemorar o 20o aniversário do lançamento do álbum . Na versão Deluxe, vinha um DVD bônus de um show da turnê em Paris.
Poucos meses depois, o iTunes lançou uma versão em áudio deste concerto no Hippodrome de Vincennes,em Paris no dia 4 de Julho de 1987.
Com qualidade 256kbs, formato aac (.mp4).
Este download digital apresenta todas as faixas que foram usadas no concerto em DVD.
Essas faixas contêm os trechos de outras canções que U2 utilizou no set, sendo essas:

"Love Will Tear Us Apart" - Joy Division, em "With or Without You"
"Exodus" - Bob Marley em "I Still Haven't Found What I'm Looking For"
"Gloria" - Van Morrison em "Exit"
"Break on Through" - The Doors em "The Electric Co."


O U2 abriu este concerto no Hipódromo de Paris com duas canções covers: "Stand By Me" e "C'mon Everybody". Mas elas não foram incluídas na versão em áudio e nem na versão em vídeo deste lançamento.

I Will Follow (Live from Paris, July 4, 1987) (3:59)
Trip Through Your Wires (Live from Paris, July 4, 1987) (3:34)
I Still Haven't Found What I'm Looking For (Live from Paris, July 4, 1987) (5:26)
MLK (Live from Paris, July 4, 1987) (1:27)
The Unforgettable Fire (Live from Paris, July 4, 1987) (4:40)
Sunday Bloody Sunday (Live from Paris, July 4, 1987) (5:33)
Exit (Live from Paris, July 4, 1987) (4:12)
In God's Country (Live from Paris, July 4, 1987) (2:52)
The Electric Co. (Live from Paris, July 4, 1987) (4:33)
Bad (Live from Paris, July 4, 1987) (7:04)
October (Live from Paris, July 4, 1987) (2:05)
New Year's Day (Live from Paris, July 4, 1987) (4:45)
Pride (Live from Paris, July 4, 1987) (4:56)
Bullet the Blue Sky (Live from Paris, July 4, 1987) (4:54)
Running to Stand Still (Live from Paris, July 4, 1987) (4:08)
With or Without You (Live from Paris, July 4, 1987) (9:59)
Party Girl (Live from Paris, July 4, 1987) (4:12)
"40" (Live from Paris, July 4, 1987) (6:47)


Curiosidade: A performance de With or Without You foi interrompida por uma bomba de gás lacrimogêneo saindo de algum lugar do palco. O concerto ficou parado, enquanto Bono assegurava que o público estivesse bem, para em seguida, continuar o resto da canção.
É por esta razão que esta música tem circulado em bootlegs como "Tear Gas", ao longo de todos esses anos.

---------------------------
Vídeos:






domingo, 27 de dezembro de 2009

..... e 28 anos depois, Bono analisou o primeiro álbum do U2

Bono respondeu em 2008, no site da Rolling Stone, a uma crítica à reedição do primeiro álbum do U2, Boy.
O líder do U2 ultrapassou, no entanto, o limite de caracteres da caixa de comentários da Rolling Stone, pelo que a revista decidiu publicar, numa notícia separada, a conversa de Bono sobre o seu próprio disco.
"Nós, os membros do chamado grupo pós-punk, ficamos muito lisonjeados com a crítica de quatro estrelas e meia da nossa estréia, um álbum em que sempre acreditamos", começa Bono por escrever.
O cantor passou então a enumerar o que estava "certo e errado" em "Boy", depois de ouvir o álbum "pela primeira vez em mais de 20 anos".
"A começar pelo "pseudo" sotaque inglês e pelo fato, poucas vezes referido, de o vocalista parecer uma moça, a coisa não é muito promissora", brincou Bono. "Há muitas razões para querer esbofetear o vocalista, mas vamos começar pela sua pretensão... Tem obviamente ouvido Siouxie and the Banshees, Joy Division e mais uns quantos, cuja malícia e carisma artístico foram demais para o rapazinho sardento de Dublin".
Quanto às letras de "Boy", Bono explicou que foram escritas "ao vivo, ao microfone", uma má idéia desculpável pela procura de "autenticidade".
"Se 90% do rock'n'roll é sobre sexo, este 1% é sobre virgindade e não querer perdê-la", resumiu Bono. "Agora é que consigo perceber porque é que o álbum disse tanto à comunidade gay, com canções como "Twilight" e "Stories For Boys"".
Bono analisou ainda a prestação dos seus companheiros de banda, comparando o talento do baixista Adam Clayton ao de John Entwistle (The Who) e Peter Hook (Joy Division, New Order) e elegendo o guitarrista The Edge como "a grande estrela" do disco.
"Evitando as escalas de blues óbvias que cegam todos os guitarristas que já ouviram Led Zeppelin, The Edge descobre novas cores para o espectro do rock", considerou Bono. "Ele é claramente o guitarrista mais influente desde os grandes compositores, Jimmy Page, Pete Townshend, Neil Young (...)".
Na "despedida", Bono definiu aquilo que, na sua opinião, torna o U2 especial.
"Você pode ter tudo: as canções, a produção, o visual, a atitude, e faltar a essência. O U2 não tinham nada, mas tinham a essência. Para nós, a música era um sacramento".
"Tenho orgulho deste pequeno polaroid de vida de que me lembro perfeitamente", concluiu Bono, adiantando ainda que o U2 se encontrava tentando finalizar o seu álbum "mais completo e radical" de todos.

----------------------
Vídeo:

One, two, three, four!

....... e foi com essa contagem inicial na canção 'I Will Follow' (a primeira canção, do primeiro lado, do primeiro álbum), que o U2 começava a fazer história!
Em 1980 com o lançamento de Boy, quem iria prever que o U2 se tornasse o fenómeno (não apenas musical) que é hoje?
Contrariando a atitude "pseudo-punk" do final dos anos 70, os então garotos do U2 (ex-"Feedback", ex-"The Hype") mesclavam canções sobre a confusão da adolescência com uma atitude extremamente ativa em relação ao público, um diferencial significativo na época.
Definitivamente, um álbum essencial para a compreensão do som do U2 em seus primórdios, além de manter uma atmosfera consistente do início ao fim (pra se ter uma idéia, a temática adolescente aparecia até na capa original do disco - um garoto nu da cintura para cima... pelo menos até o puritanismo dos EUA abolir a capa e substituí-la por uma capa da banda esticada).
Algumas das canções, incluindo "An Cat Dubh" e "The Ocean", foram escritas e gravadas em estúdio. Muitas das canções foram retiradas do repertório de 40 canções que a banda utilizava na época pra tocar, incluindo "Stories for Boys", "Out of Control" e "Twilight".
The Edge gravou todas as canções com sua Gibson Explorer.
A banda também já gostava de experimentar, o que se via em faixas como "An Cat Dubh" ("O Gato Preto" em gaélico), com os quase-"miados" da guitarra de Edge.
A paranóia de "The Electric Co." (sobre um amigo de Bono que passou por terapia de choque) e a sombria "Another Time, Another Place".
A última faixa do álbum, "Shadows and Tall Trees (sombras e árvores altas)", dá um aceno ao romance de William Golding 'O Senhor das Moscas', que partilha o nome com um capítulo do livro.
Originalmente, o produtor Martin Hannet (do Joy Division), seria quem produziria o álbum de estréia da banda irlandesa. Mas devido ao suícidio de Ian Curtis, o produtor estava muito abalado e a produção do álbum do U2 ficou à cargo de Steve Lillywhite.
Martin Hannet foi o produtor do compacto de '11 O Clock Tick Tock'.
Ao introduzir um som de Glockenspiel em uma canção da banda Siouxie & The Banshees, fez com que o U2 pedisse ao produtor Steve Lillywhite para utilizar o mesmo instrumento na canção 'I Will Follow'.
Boy é considerado hoje como um dos melhores álbuns de estréia de uma banda de rock, de todos os tempos.


I Will Follow - 1980


U2 on Tom Snider Show 06/04/1981


U2 On Late Show - 1980

sábado, 26 de dezembro de 2009

Bono faz show de rua na Irlanda na véspera de Natal, para ajudar instituição de caridade

O vocalista do U2 participou de uma apresentação de rua em Dublin, na Irlanda, para ajudar a arrecadar dinheiro para a organização Simon Communities, que ajuda os sem-teto do país.
Bono cantou ma véspera de Natal ao lado de Damien Rice, Glen Hansard (ganhador do Oscar de melhor canção por “Falling Slowly”, do filme “Apenas uma vez”) e do cantor e compositor Mundy, além de um grupo de voluntários da Simon Community de Dublin.
Knockin' On Heaven's Door, Stand By Me e One foram algumas das músicas tocadas pelos músicos.
A apresentação improvisada na Grafton Street atraiu vários consumidores que passavam pela região fazendo as últimas compras de Natal, afirma o site da revista musical irlandesa “Hot Press”.
"Isso foi incrível", disse um espectador encantado a Hot Press. "Eu estava andando, inocentemente fazendo minhas compras, quando vi uma multidão reunida. Eu não podia acreditar em meus olhos, tive que olhar por duas vezes - você não espera ver alguém como Mundy fazendo algo parecido com isto para a caridade, e ainda houve três grandes estrelas lá, dando a ele apoio. Isso realmente da vida à atmosfera da véspera de Natal. O único problema é que eu tinha mais um presente para comprar, mas a loja já estava fechada agora."

.............................................
Vídeo:

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

'Doutor' Dave Evans

No ano de 2007, The Edge recebeu o doutoramento honorário de música do Berklee College of the Music.
Este título lhe foi atribuído como reconhecimento pelos seus feitos no mundo da musica e pela continua contribuição para a cultura americana e internacional.
The Edge foi homenageado pelo Food Bank Of New York na gala anual do Can-Do Awards.

The Edge disse: "O que eu quero dizer é colaboração. Colaborar com pessoas talentosas não é fácil, mas é o caminho certo para brilhar - você brilha mais se está trabalhando com pessoas muito competentes. O que importa no final não é que você é examinado corretamente todas as vezes, o que importa é que a música é a melhor que poderia ser."
====================
Vídeo:

A camiseta 'Fish Can Fly'

Em 2008, Bono através da parceria EDUN Live com Hard Rock, combinou seu amor pela música juntamente com sua esposa e co-fundadora da EDUN, Ali Hewson; no trabalho rumo ao desenvolvimento sustentável da África.
A Edun apareceu bastante na mídia pelo fato de Bono e Ali venderem 50% deaparticipação na linha de roupas ecológicas para a LVMH, maior conglomerado de luxo que pela primeira vez investe em produtos de consciência ecológica.
Lançada em 2005, a grife de Bono e sua mulher produz camisetas e vestidos em algodão orgânico colhido por comunidades no Peru, Tunísia, Quênia, Índia e Madagáscar, onde também estão instaladas suas fábricas. Por lá, os trabalhadores chegam a ganhar salários acima da média local.

A camiseta Hard Rock’s Bono Signature Series 25 foi lançada para a angariação de fundos para beneficiar os produtores de algodão Africano, criando empregos para os trabalhadores em vestimentos Africanos. 15% das receitas das compras foram para o Wildlife Conservation Society e Conservation Cotton Initiative, que ajuda os agricultores Africanos à sair da pobreza através da educação sobre a gestão adequada da terra, algodão orgânico e técnicas de cultivo e conservação da vida selvagem.
Hard Rock's Signature Series Edition 25 foi impressa em uma camiseta da Edun feita 100% de algodão Africano e trazia uma imagem de Bono - uma subida de peixes através da lua e das estrelas, com as palavras "Fish Can Fly ...", e a assinatura de Bono .A camiseta foi produzida pela Live Edun, criada por Bono e sua esposa, Ali Hewson.
Link: http://www.hardrock.com/promo/sig25/

-------------------------------
Vídeo: Bono e Ali no 'Today Show' falam sobre a Edun

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Encha o tanque, Bono!

Verdade ou mentira? Bono teria sido frentista? É dito (quem em suas próprias palavras), ele não agüentou o emprego e pediu demissão. Ele não aguentou as intermináveis filas de carros para abastecer.
Ele disse que a música o salvou porque não havia emprego que servisse pra ele.

Será?

"Pedro e o Lobo" - Livro Infantil ilustrado por Bono



Livro code capa dura, lançado pela Conrad Editora em 2008. 64 páginas, em português. Este livro apresenta a versão do cantor irlandês para a história infantil ´Pedro e o Lobo´. No livro, Bono se auto-retrata como uma versão punk do menino Pedro. O livro tem a colaboração das duas filhas de Bono - Eve e Jordan, que desenharam as flores em torno dos desenhos do pai.
===========================================
Para surpresa dos fãs do U2 e admiradores do Bono, militante de tantas causas sociais, o cantor irlandês revelou mais um talento: o de ilustrador. Para criar as ilustrações do livro baseado na ópera do compositor russo Sergei Prokofiev, Bono contou com ajuda de suas filhas, Eve e Jordan.
Além de pai e filhas, o livro traz Ali, a mulher do cantor, retratada como uma gata, e Robert Hewson, pai do cantor e inspiração para o surgimento deste livro, como o avô protetor de Pedro.
Bono se auto-retrata como uma versão punk do menino Pedro. “Um garoto com cabeça de feijão… eu era realmente assim até os 13 anos”. Uma história que fala de autoconfiança e de como perder o medo de lobos. A colaboração do artista foi feita em prol da "Irish Hospice Foundation", uma organização sem fins lucrativos que se dedica ao desenvolvimento do tratamento de pacientes terminais.
com seu avô em uma casa com um lago no jardim, ao lado de uma floresta. Ali viviam um passarinho e um gato. Um dia, um pato entrou no jardim e se pôs a nadar no lago, conversando com o passarinho. A gata veio para atacar o passarinho, mas Pedro conseguiu advertir a ave a tempo. Porém, um lobo entrou pela porta aberta do jardim, e a gata escapou subindo na árvore, enquanto Pedro foi levado por seu avô para dentro da casa. Porém o pato, bobo, acabou virando o jantar do lobo. Pedro, muito esperto, consegue capturar o lobo com a ajuda do passarinho – e também defende o lobo dos caçadores que queriam matá-lo. Ao final, o lobo é levado ao zoológico, com o pato ainda vivo dentro dele.
-------------------------------
Vídeo:

"Pára, pára tudo, está parecendo o U2. Se parecer com U2, não entra!"

Bono chegou a comentar com seus companheiros de banda: "Pára, pára tudo, está parecendo o U2. Se parecer com U2, não entra!".
A intenção era fazer som "novo" de tudo aquilo que eles já tinham feito.

Esse Você Precisa Ouvir!
por Alexandre Petillo


Em 91, o mundo passava por uma estranha mutação. As pessoas ainda estavam aprendendo a brigar e a amar através de computadores. Coube então ao U2, criar a trilha sonora desde novo mundo.
O U2 dominou toda a segunda metade dos anos 80 deixando de lado as suas raízes irlandesas e mergulhando na cultura americana. Eles visitaram Graceland, cantaram com um coral gospel do Harlem, fizeram um dueto com B.B. King, pagaram tributo à Billie Hollyday e ainda paparam alguns Grammys. A música estabeleceu o U2 como a primeira banda em anos a oferecer ambição, grandiloqüência e liderança, características de gente como Beatles e outros grandes dos anos 60. O U2 tinha cruzado o limite.
Em 31 de dezembro de 89, no final de um show em Dublin, Bono disse para uma platéia que o U2 estava dando um tempo. "Para podermos sonhar tudo de novo", foram suas palavras. Daí em diante, Bono, Edge, Larry e Adam trataram de desaparecer do mundo pop. Até Novembro de 91.
Depois de brilhar sob todos os holofotes do rock, o U2 voltou de Berlim, na Alemanha, com os resultados de uma incisiva viajem à escuridão. Achtung Baby foi gravado no legendário Hansa By The Walls, estúdio onde Brian Eno ajudou David Bowie a finalizar Low e Heroes, entre 1976 e 77. O disco saiu em um ano em que o rock estava obcecado por ódio e raiva. Inspirada pela atmosfera de mudança da recém unificada Alemanha, Berlim e Eno reiventaram o U2. E, por conseguinte, a música pop.
O disco começa com Zoo Station. Uma guitarra heavy-metal de filme de terror anuncia os novos tempos. Bono, com a voz cheia de efeitos e sufocada, diz que não está nem aí. "Estou preparado para o gás do riso/Estou preparado para o que vier". Mas nada disso poderia preparar o mundo para o que estava ouvindo. O U2, último bastião do rock estava soando.... eletrônico. Larry Mullen Jr., o baterista, agora socava seu bumbo acompanhado de sequencers e batidas pré-programadas dançantes. Ninguém esperava que a banda que fez Sunday Bloody Sunday fosse aparecer com músicas que misturavam dance-music, hip-hop eletrônico e guitarras pesadas. Ao lado de Daniel Lanois, Eno criou um disco cheio de textura e pequenos detalhes numa época em que a tosqueira reinava.
Em toda a sua discografia o U2 nunca soou tão coeso como em Achtung Baby. Edge, que fora chutado pela sua esposa poucos dias antes do início das gravações, se apaixonara de novo pela sua guitarra, agora vigorosa e potente como nunca. Com seu estilo minimalista, Edge deu novo significado para o uso de ecos e feedback. Bono, que apenas preocupava-se com responsabilidade social e consciência política, apareceu de couro preto e óculos mosca, intrigado com as dúvidas concretas quanto aos descaminhos do coração. A maioria das 12 faixas que compõem o álbum falam de desapontamentos e dúvidas - em uma via de mão dupla, o amor pode ser a lei maior, te chapar e ser doloroso. Na dilacerante One, Bono canta os versos com tanta paixão e urgência que parece uma revelação. "Nós somos um / Mas não somos iguais / Temos que nos carregar". O compositor, que sempre foi evasivo mesmo em suas canções de amor, resolveu se abrir e deixar escapar sentimentos secretos. Chega a parecer vulnerável em alguns momentos. "Desperation is a tender trap/It Gets you every time", canta, na acusatória So Cruel.
No entanto, o pop tem a incrível habilidade de transformar válvulas de escape emocionais em músicas dançantes. Assim, o U2, em sintonia com os então novos grupos ingleses, como Happy Mondays e Jesus Jones, canalizou os beats da nova era e fez o planeta dançar. Even Better Than The Real Thing invadiu as pistas com seu riff repetido. Em The Fly, a segura linha de baixo de Adam Clayton conduz até ser soterrada pelas batidas de Larry. Sobre uma parede de guitarras a la Sonic Youth, Bono questiona sua posição como performer. "Every artist is a cannibal / Every poet is a thief". Misterious Ways e seu swing oriental apresentava as nova regras: a globalizada visão multiculturalista mistura tudo, enquanto garotos dançam a noite toda chapados de ecstasy.
A banda se entrega em Love Is Blindness. Enquanto Bono canta que "o amor é a cegueira / não quero enxergar", Larry e Adam constróem um clima angustiante, que explode no solo cortante de Edge, como a explosão de uma paixão subentendida. Desde sua capa, o U2 trazia em Achtung Baby todos os conceitos do mundo que se criava: tecnológico, pornográfico, sufocante, hedonista, cínico, selvagem, andrógino, não-romântico, glamouroso e bombardeado por informações ultra-rápidas.
Achtung Baby delimitou o som dos anos 90, e todo mundo que no fim do século, misturou eletrônica à guitarras pesadas, utilizou o disco como referência.

-------------------------
Documentário:







O vocal (re) aproveitado de Bono

Em setembro de 2000, o produtor Adam Dorn, juntamente com Bono, foi um dos membros da 'Million Dollar Hotel Band', banda criada para executar canções da trilha sonora do filme 'O Hotel de Um Milhão de Dólares'.
Dorn registrou vocais de Bono para uma canção que deveria fazer parte da trilha do filme, que seria inserida em uma cena de uma briga no longa de Wim Wenders.
Chamada de 'Air Suspension', a canção acabou sendo cortada do filme e consequentemente da trilha.
Adam Dorn, que tinha produzido a canção, perguntou para Bono se ele poderia utilizar o vocal da canção descartada, em um dos seus projetos solos.

Bono concordou e 'Air Suspension' acabou virando uma colaboração maluca e eletrônica de Bono com o Mocean Worker, lançada em 2001.

Air Suspension: Written, produced and mixed by Mocean Worker and Adam Dorn, Winter / Spring 2000. Vocals by Bono.
----------------------
Áudio:

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Os 'comediantes' Bono e Larry

Que Bono e Larry são ótimos músicos todos sabem, mas que os dois são bons atores é uma novidade! Veja o vídeo da participação deles em um pequeno 'sketch' de uma comédia na TV:

Documentário 'U2: Por Trás da Fama' (legendado)

Assista ao especial sobre a história do U2, exibido no Brasil pelo canal à cabo 'Multishow' em 19 de fevereiro de 2006. A atração traz detalhes da trajetória da banda. O especial volta mais de 25 anos no tempo, quando os músicos começaram com sua primeira banda aos 15 anos, a Feedback, que mudou de nome para The Hype e depois virou o U2.

Uma produção 'Second Coming'. Dividido em 3 partes







sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

POP (e ponto final)

pop (palavra inglesa)
s. f.1. Conjunto variado de manifestações culturais que evidenciam a cultura popular.
2. O mesmo que pop music.
3. O mesmo que pop art.
adj. 2 gén. 2 núm.adj. 2 gén. 2 núm.
4. Que é relativo à pop.
5. Que evidencia a cultura popular.


O lançamento de "Pop" foi polêmico: o álbum dividiu opiniões, sendo, para os mais ecléticos, uma genial experimentação de Bono e cia.; para os mais saudosos, uma perda de personalidade e crise de identidade de que a banda só se recuperaria anos depois. Impasses à parte, este é um disco e tanto.
As sessões de gravação começaram na França, Londres e Irlanda em 1995 com vários produtores, incluindo Nellee Hooper, Flood, Howie B, e Steve Osborne, que foram escolhidos pela banda por suas experiências eletrônicas. Marius de Vries se juntou à eles depois.
Ao mesmo tempo, Larry Mullen, Jr. se afastou devido a uma lesão nas costas, levando os outros membros da banda à terem abordagens diferentes para compor.
Quando Mullen retornou da cirurgia, a banda retrabalhou grande parte do material. Mullen admitiu que ele estava chateado que a banda entrou em estúdio sem ele, consciente de que as principais decisões seriam feitas nos primeiros meses de gravação.
Bono e The Edge já tinham escrito algumas músicas anteriomente: "Wake Up Dead Man", "Last Night on Earth" e "If God Will Send His Angels", que foram originalmente concebidas durante as sessões Zooropa. "Mofo" e "Staring at the Sun" também foram escritas anteriomente, mas apenas em partes e "If You Wear That Velvet Dress" saiu de sessões de pré-produção com Nellee Hooper.
Nellee Hooper deixou as sessões em maio de 1996, devido aos seus compromissos. As sessões de gravação mudou radicalmente, razão pela qual Hooper não foi creditado no álbum.
Como a banda já tinha agendado a turnê e o álbum estava sofrendo atrasos na entrega para a gravadora, a banda finalizou Pop às pressas.
Passados mais de uma década do lançamento deste álbum, percebe-se que muitos o ouviram com preconceito e não souberam captar sua mensagem. Mais do que um punhado de canções de qualidade, "Pop" é um trabalho experimental, que une guitarras e teclados, riffs e camadas sintetizadas, com muita ousadia e criatividade. Além do mais, quem foi que disse que rock não funciona com música eletrônica? Com certeza, ninguém muito próximo deles. Pois a fórmula funcionou.


A segment about U2's album Pop. Includes live footage and interviews


U2- A Year in Pop


U2 On Canadian entertainment TV show. November '97.


U2 live at the 1997 MTV Video Awards

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Bono e The Edge gravaram 'Little Black Dress' com Gavin Friday, em 1995

Gavin Friday é um amigo de infância de Bono, e um colaborador que tem trabalhado extensivamente com Bono e U2. Gavin tem ao longo dos anos influenciado Bono, e também é o consultor em turnês do U2, como Popmart, Elevation e Vertigo.
No terceiro álbum solo de Gavin, lançado em 1995, Bono e The Edge contribuiram com backing vocais na canção "Little Black Dress".

Ouça um trecho da canção aqui: http://www.amazon.com/Shag-Tobacco-Gavin-Friday/dp/B000001E8D
No videoclipe 'Hold Me Thrill Me Kiss Me Kill Me' do U2 lançado neste mesmo ano, podemos notar um letreiro luminoso com os dizeres "Mr. Pussy".
Gavin aproveitou a referência e utilizou o nome em uma das canções deste seu álbum, chamado de 'Shag Tobacco'.
Maurice Seezer também trabalhou nas gravações deste álbum. O trio Bono, Gavin Friday e Maurice trabalharam juntos em outras ocasiões.

----------------------------
Vídeo:

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Um Tiro de Misericórdia (State Of Grace - 1990) - U2/Cinema

Quando Terry Noonan (Sean Penn) retorna ao seu bairro em Nova York depois de dez misteriosos anos de ausência, ele imediatamente se junta à máfia irlandesa comandada por Frankie Flannery (Ed Harrys). Em apenas algumas horas ele e Jackie Flannery (GAry Oldman), um bêbado e nervoso membro da gangue, estão incendiando prédios por vingança, tomando dinheiro de donos de bares sem recursos, batendo selvagemente em seus rivais e matando brutalmente qualquer um que cruzar seu caminho. Enquanto Terry com a bela Kathleen Flannery e a máfia se intensificam, ele se descobre dividido entre sua lealdade e os ideais irlandeses e a um explosivo segredo que poderá destruí-los.
O filme é do diretor Phil Joanou, que dirigiu o longa Rattle And Hum do U2, em 1988.
No filme ele utilizou a canção Trip Through Your Wires (1987) do U2, mas ela não está presente na trilha sonora.

Mas o mais curioso é o trailer do filme, que traz uma mescla de duas canções do U2: um pedaço do vocal de One Tree Hill e a parte instrumental de Exit, ambas do álbum The Joshua Tree.


-----------------------------
Trailer:

New York New York (Ecco Homo) - Vídeo

The Edge toca guitarra e Bono faz backing vocais na canção "New York New York", single lançado pelo Ecco Homo em 1990.
A banda é australiana e este single foi lançado em quantidade limitada pela gravadora RooArt.
O vocal de Bono e a guitarra de Edge foram gravados primeiro com produção de Michael Hutchence e Ollie Olsen. E mais tarde, foram sampleadas na gravação adicional do Ecco Homo.
Foi lançado um videoclipe para a canção, que inclui a aparição de Bono.
No vinil em versão 12' do single, um remix da canção é encontrado.


------------------------
Vídeo:

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

U2 é indicado ao Globo de Ouro 2010 pela canção 'Winter'

Foram divulgados pela Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood os indicados ao Globo de Ouro 2010. E o U2 está nesta lista, concorrendo por melhor canção original com 'Winter', da trilha sonora de 'Brothers'.
O U2 já tinha sido indicado ao Globo de Ouro pela canção The Hands That Built America, da trilha sonora do filme Gangues de Nova York. Mas não levou o prêmio.
"Winter" foi escrita especialmente para o filme. Mas devido aos atrasos no lançamento de Brothers, a canção foi incluída no filme Linear , de Anton Corbijn, que acompanha algumas edições do álbum No Line On The Horizon.
Agora para o filme 'Brothers' a música foi totalmente refeita, incluindo novos trechos na letra. Bastante mais pacífica e orquestrada e, sobretudo, mais apelativa aos créditos finais e à trilha sonora de um drama ou filme de guerra como é o caso de Brothers.
A versão original lançada em 'Linear' é bem diferente. Mais acelerada, com mais elementos atmosféricos típicos de Brian Eno, uma letra maior, murmúrios de Bono e um cântico de ópera no final.
Na nova versão destaca-se a seção orquestral, o violão dedilhado e, sobretudo, o novo take vocal do Bono que é mais audível do que a instrumentização da canção, e é uma voz mais limpa, pura e com mais emoção.
Estranho é o piano que é introduzido com um andamento diferente do restante canção; e a seção orquestral que termina de forma abruta (como se tivesse sido cortada propositalmente em estúdio).
''Winter'' faz ligação com "White As Snow", faixa 9 de No Line On The Horizon . Enquanto a primeira remete imediatamente para o filme, a segunda relata as últimas memórias de um soldado moribundo após uma explosão no Afeganistão, trazendo memórias do irmão e de sua infância.
A premiação acontece em 17 de janeiro de 2010, em Los Angeles.
O Globo de Ouro é uma das premiações mais importantes do cinema mundial, e como já é tradicional as músicas que fazem parte de trilhas sonoras de filmes também concorrem aos prêmios. Confira a lista completa da categoria em que o U2 concorre:

Melhor Canção Original:

“Cinema italiano", de "Nine"
Música e letra de Maury Yeston
--------------------------------
“I want to come home", de "Everybody's fine"
Música e letra de Paul McCartney

--------------------------------
“I will see you", de "Avatar"
Música de James Horner, Simon Franglen
Letra de James Horner, Simon Franglen, Kuk Harrell
--------------------------------
“The weary kind", de "Crazy heart"
Música e letra de Ryan Bingham, T Bone Burnett
--------------------------------
“Winter”, de "Brothers"
Música de U2 - Letra de Bono


////////////////////////////////////////////////

Bono foi cotado para viver Jim Morrison no cinema

Em 1991, foi lançado o filme "The Doors", com direção de Oliver Stone, com Val Kilmer vivendo o lendário vocalista.
O poster do filme é uma montagem que mostra metade do rosto de Jim Morrison e a outra metade o rosto de Val Kilmer, em uma perfeita simetria.

O filme, mostrou os Doors às novas gerações, aumentando ainda mais o culto.
O filme esteve em desenvolvimento durante quatro anos em diferentes estúdios. Durante bastante tempo, John Travolta era o mais apontado para o papel de Jim Morrison.
Outros concorrentes para o papel principal foram o falecido Michael Hutchence, na época a frente do INXS, e Bono, do U2. Bono se ofereceu para o papel de Jim Morrison. "Eu sou um dinossauro, não sei quem está por aí, mas posso citar o Bono, nos velhos tempos, em definitivo." A frase foi dita pelo baterista John Densmore, baterista fundador do The Doors, quando perguntado qual cantor da atualidade possui o mesmo carisma e espírito de Jim Morrison. A entrevista foi concedida no Sundance Film Festival, onde o baterista e o diretor Tom DeCillo estavam promovendo o filme "When You're Strange", que conta a história do The Doors, através de imagens de arquivo dos anos 60 e 70.

====================================

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

A canção do 'INXS' que foi escrita por Michael Hutchence após uma noite pela cidade com Bono

Michael Hutchence, ex-vocalista da banda INXS, e Bono foram amigos íntimos, e Bono e Ali (Hewson, mulher de Bono) foram considerados para serem padrinhos da filha de Michael, Tiger Lily.
A canção, "Elegantly Wasted" do INXS foi escrita depois que Michael e Bono ficaram fora por uma noite, na cidade.

Elegantly Wasted é o nome do 10° álbum de estúdio do INXS.


Welcome to 'The Unforgettable Fire'

Quando o produtor do U2, Daniel Lanois, e a banda fizeram "The Unforgettable Fire" em 1984, eles o gravaram em um castelo irlandês porque buscavam um lugar com história, que Lanois disse que correspondia exatamente ao que ele queria.
Antes de chegar ao Slane Castle, na Irlanda, uma estrutura do século 18 de onde se avista o Rio Boyne, o canadense Lanois havia gravado em lugares incomuns e estava pronto a emprestar esse conhecimento ao U2 e a seu cantor, Bono.
"Bono estava buscando um tipo diferente de locação, um prédio que tivesse fantasmas nas paredes e algum tipo de senso de história", disse Lanois à Reuters. "De modo que nós não estivéssemos apenas num armazém moderno vazio, que nós estivéssemos de fato sentindo a presença de épocas passadas", disse ele.
Com os anos, o multi-instrumentalista Lanois trabalhou em lugares como o topo escavado de uma montanha no México e uma mansão vitoriana em New Orleans, e diz gostar de gravar em locais incomuns porque isso alimenta a criatividade.
No caso de "Unforgettable Fire", inicialmente Lanois pensou que o salão de baile do Slane Castle fosse ideal para gravar, mas descobriu que era muito amplo. Por isso, a banda se mudou para uma biblioteca, onde ficou cercada por livros. Era uma área mais compacta, que permitia melhor qualidade de som.
No fim, Lanois descobriu que ter toda a banda vivendo junto no castelo durante a gravação ajudava a criar uma certa camaradagem. "A melhor parte é que todo mundo estava morando lá", disse Lanois.

-------------------------------------- Vídeos:
MTV promo for Unforgettable Fire Tour 1985


This clip is about U2's 4th album - The Unforgettable Fire. Includes recording studio footage and interviews.


Unforgettable Fire Remastered 2009


Wire & interview - Whistle Test 1984



U2 1985 Interview

Larry Mullen Jnr. participou de faixas do álbum 'Wrecking Ball', de Emmylou Harris

Larry resolveu participar de alguns projetos solos em 1994, e mudou-se para o E.U.A. Ele trabalhou em vários projetos, incluindo este álbum de Emmylou Harris.O álbum foi produzido pelo veterano produtor do U2, Daniel Lanois; e foi o envolvimento de Daniel que trouxe Larry Mullen para o projeto. Sam O'Sullivan, que é técnico de estúdio de Larry no U2, também é creditado no álbum, na música "Wrecking Ball".
O álbum foi lançado em 1995 e é considerado pelos fãs de Emmylou Harris, como um álbum bastante experimental.
Larry Mullen participa das faixas "Goodbye", "All My Tears", "Wrecking Ball", "Deeper Well", "Every Grain of Sand", "Sweet Old World", "May this be Love", "Orphan Girl", e "Waltz Against Texas Tonight".


Notas:
Goodbye: Daniel Lanois: Mandolin, electric guitar, acoustic guitar. Malcom Burn: Piano. Larry Mullen, Jr.: Hand drum, drum kit. Tony Hall: Shaker, bass. Steve Earle: Finger picking, acoustic guitar.
All My Tears: Emmylous Harris: Acoustic guitar. Daniel Lanois: Bass, electric guitar, mandolin, chant vocal. Malcolm Burn: Piano. Larry Mullen Jr.: Drums. Daryl Johnson: Keyboard bass, harmony vocal, chant vocal.
Wrecking Ball: Daniel Lanois: Electric guitar, percussion. Malcolm Burn: Piano, tambourine, vibes. Larry Mullen Jr.: Drums, cymbal. Sam O'Sullivan: Roto wheel. Tony Hall: Bass. Neil Young: Harmony vocal.
Deeper Well: Daniel Lanois: Electric guitar. Malcolm Burn: Keyboards. Larry Mullen Jr: Drums. Tony Hall: Bass. Daryl Johnson: Harmonic bass.
Every Grain of Sand: Daniel Lanois: Acoustic guitar. Malcolm Burn: Organ. Larry Mullen Jr.: Drums. Tony Hall: Bass. Emmylou Harris: Acoustic guitar. Steve Earle: Acoustic guitar.
Sweet Old World: Daniel Lanois: Guitar, mandolin, bass pedals. Malcolm Burn: Slide guitar, piano. Larry Mullen Jr: Drums. Lucinda Williams: Acoustic guitar. Steve Earle: Acoustic guitar. Richard Bennett: Tremolo guitar. Neil Young: Harmony vocal, harmonica.
May This Be Love: Daniel Lanois: Electric guitar, duet vocal. Larry Mullen Jr.: Drums.
Orphan Girl: Daniel Lanois: Mandolin, dulcimer. Emmylou Harris: Acoustic guitar, harmony vocal. Malcolm Burn: Tambourine. Larry Mullen Jr.: Hand drum. Tony Hall: Stick drum. Daryl Johnson: Harmony vocal.
Waltz Across Texas Tonight: Daniel Lanois: Mandolin, electric guitar. Malcolm Burn: Piano, slide guitar. Emmylou Harris: Acoustic guitar. Larry Mullen Jr: Drums. Tony Hall: Bass. Kate McGarrigle: Harmony vocal. Anna McGarrigle: Harmony vocal.

-----------------------
Áudio:






domingo, 13 de dezembro de 2009

Bono em homenagem às mães dos desaparecidos, na comemoração dos 30 anos do movimento 'Madres de Plaza de Mayo'

Com o massivo desaparecimento de jovens (estima-se uns 30.000) presos e torturados, na última ditadura militar instalada na Argentina, muitas mães começaram a procurar seus filhos em diferentes órgãos do governo sem obter nenhum tipo de resposta. Aliás, eram discriminadas por fazerem parte de famílias chamadas 'terroristas'. Ante esta siuação, algumas mães decidiram reunir-se na 'Plaza de Mayo', em frente à Casa Rosada, sede do governo argentino , para escrever uma carta pedindo audiência e assim obter informação sobre a situação dos filhos. Essa primeira reunião na praça aconteceu no sábado 30 de abril de 1977. Nas primeiras reuniões não havia manifestação, somente sentavam-se nos bancos da praça e conversavam. Aos poucos, foram participando outras mães até serem umas 70 pessoas e, como na época havia estado de sitio e não se podia reunir tanta gente, a polícia começou a reprimi-las. E, assim, em lugar de sentar-se nos bancos, as mães tiveram que caminhar para não chamar a atenção da polícia, realizando espontaneamente as caminhadas.
Após vários encontros, já com aproximadamente 300 mães, decidiu-se usar alguma coisa que as identificasse. Assim surgiu o lenço branco na cabeça (simbolizando a fralda dos filhos).
Assim, durante 30 anos de luta conseguiram encontrar muitos filhos e netos. Mas ainda têm muito pela frente; como elas próprias dizem: "Treinta años de vida venciendo la muerte".
O vídeo de Cartoy Emilio Diaz e sua equipe inclui imagens das Mães em sua vida pública e privada. A equipe passou três anos trabalhando com artistas locais e internacionais para uma homenagem ao documentário Madres de Plaza de Mayo.
Bono, durante sua estada em Buenos Aires em 1998, convidou a equipe de filmagem para o quarto de hotel onde estava hospedado, e recitou a canção 'Mothers Of The Disappeared', lançada pelo U2 no álbum The Joshua Tree, de 1987.

-------------------------------------
Vídeo:

U2 e televisão, a droga da nação - Parte2

Alguns especiais, entrevistas e matérias com o U2 ou seus integrantes em TV's ao redor do mundo.
----------------------------
Irish Tradition : From Junior Crehan to U2



Bobby Columbi interviews Bono and Adam in an Entertainment Tonight profile of the band in 1986.


U2 interview on Japanese TV(Best Hit USA) / The War tour in Japan in 1983.


Broadcast in May 1992 and clearly before Adam had quit drinking.


'Estate Rock', Italian TV documentary, Joshua Tree era, 27/05/1987


From Dutch tv, a special program they broadcast before the Vertigo's concerts in Amsterdam 2005.


The first time U2 came to Latinamerica, Bono talks about differences between the public in Brazil and Argentina. Also tells a bad incident in Mexico.


Bono / U2 - Brazil Pre Elevation Tour Interview


U2 Interview from the 80s

U2 Short Biography of the band

Bono e Edge no programa Spectacle, de Elvis Costello.

Bono e The Edge foram os convidados da estréia da segunda temporada de «Spectacle: Elvis Costello With...», programa de entrevistas apresentado pelo músico britânico. O programa foi ao ar no Sundance Channel, canal norte-americano dedicado à produção audiovisual indie.
As gravações aconteceram em Toronto, Canadá, onde se localizam os estúdios da série televisiva. Durante a entrevista, Bono explica como uma visita de Paul McCartney alterou o método de gravação do U2. Tudo porque os membros do U2 descobriram que clássicos dos Beatles como «Eleanor Rigby» não precisaram de mais do que três horas em estúdio para serem gravados.
Durante o programa, Bono e Edge tocaram algumas faixas menos conhecidas do repertório da banda irlandesa. No final, se juntaram-se ao entrevistador e cantaram músicas de ambos.
Spectacle recebeu, na primeira temporada, figuras variadas como Lou Reed e Bill Clinton. Para a nova temporada, espera-se a presença de Bruce Springsteen, Sheryl Crow, Nick Lowe e Richard Thompson, entre outros.

Músicas do programa:
1.Stay (Faraway, So Close!) (Bono and Edge only)
2.Two Shots of Happy, One Shot of Sad (Bono and Costello's rhythm section)
3.Alison (Bono, Edge, and Elvis Costello and his band)
4.Stuck In A Moment (Bono, Edge, and Elvis Costello and his band)
5.Pump It Up / Get On Your Boots (Bono, Edge, and Elvis Costello and his band)
-------------------------------
Vídeos:




Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...