"Song For Someone" 360 Version

Anúncios

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Makes The Future The Past: onde as ruas tinham nome em 1987


A gravação no telhado em 27 de Março de 1987 que resultou no videoclipe de "Where The Streets Have No Name". Republic Liquor Store na 7th com a principal no centro de Los Angeles, Califórnia.

Especialmente para filmar o vídeo, a propaganda do telhado do The Million Dollar Hotel, localizado metros pra frente na mesma rua, foi transferida para o telhado da loja de licores, dando a impressão que a banda toca em cima do Million Dollar Hotel.







UM VÍDEO EM 360°
video


Agradecimento: Márcio Fernando, músico e colaborador do blog

A História De U2's Vision: uma gravação da banda sem Adam Clayton - Parte 2


Um tempo depois, o CD U2's Vision já não era mais vendido. A Principle Management, empresa de gestão do U2, pediu para a Dream Depot não circular mais o CD que custava $25.95.
Laurie Mellor disse que ele recebeu uma ligação de Steve Matthews, diretor da Principle Management, no final de agosto de 2006. "Ele entrou em contato comigo depois de comprar o CD pelo web site e disse que a banda preferiria que ele não tivesse sido produzido e disponibilizado para venda", disse Mellor.
Mellor explicou para Matthews que ele tinha escrito para Paul McGuinness, empresário do U2, para notificá-lo que ele estava vendendo o CD. McGuinness nunca respondeu, disse Mellor.
Mellor forneceu a Matthews uma cópia da carta, e parou de anunciar o CD depois de falar com Matthews.
"Eu disse que tiraria do web site, embora eles na verdade não me pediram para fazer isso", disse Mellor. "Eu quis demonstrar a minha boa-fé".
Desde o tempo que Mellor listou o CD até o momento que retirou do site da Dream Depot setembro, em um ano à venda ele estima que ele vendeu 60 cópias.
Mellor ainda se perguntou se ele não foi "um pouco precipitado em tirar o CD de circulação.... ainda sinto que as pessoas achariam isso inspirador."

Agradecimento: @U2

A História De U2's Vision: uma gravação da banda sem Adam Clayton - Parte 1


O início dos anos de 1980 foram muitas vezes tensos para o U2, pois eles trabalharam cuidadosamente para estabelecer-se como uma banda de rock. Eles lutaram para não serem julgados como uma banda cristã por críticos de música rock, ao mesmo tempo sendo criticados por alguns campos de cristãos por não serem mais óbvios sobre sua fé em letras das músicas. Os três crentes do grupo raramente falavam sobre sua fé pessoal para os jornalistas.
Embora o U2 tenha tocado no maior festival de música cristã, Greenbelt, na Inglaterra, em agosto de 1981, eram muito cautelosos de estarem associados com a cena de música cristã.

Em 2005 / 2006, a Dream Depot, uma empresa em Littlehampton, Inglaterra, oferecia uma linha eclética de produtos, de pacotes de férias para assessoria financeira à livros e CDs.
Entre estes CD'S, estavam vendendo cópias de uma apresentação de Bono, The Edge e Larry Mullen em 1981, para um retiro de fim de semana para os músicos cristãos.
A Dream Depot anunciou o CD U2's Vision como uma gravação "nunca antes disponível". Seu site dizia: "Inspirados por Bono, Edge e Larry, falando sobre as raízes espirituais do U2 em um seminário de música em 1981. Baseando-se fortemente em profetas do velho testamento, eles explicam sua visão para a banda e soam como um aviso ao cenário musical cristão."
O retiro de janeiro de 1981 foi realizado no Gaines Christian Center, em Worcester, Inglaterra e organizado por Laurie Mellor como um evento da Ghettout Music. Mellor fundou a Ghettout Music em 1980 como uma empresa de gravação e gestão para motivar os músicos cristãos a deixarem a subcultura da música cristã para trás para o mundo da música mainstream.
Diretor da Dream Depot, Mellor disse que ele conheceu Larry, Edge e Bono no verão de 1980, pouco antes do lançamento do álbum de estreia do U2, 'Boy'. Depois de conhecê-los mais tarde naquele ano, ele pediu-lhes para vir falar em seu retiro.
"Eu convidei a banda porque eu senti que sua presença seria inspiradora, e assim provou-se", disse Mellor. "Aceitaram o convite prontamente, e eu acredito que os três sentiram que sua presença foi muito benéfica."
Na gravação de 45 minutos, Bono, com 20 anos de idade, e The Edge com 19, falam sobre sua fé, as batalhas que enfrentavam como cristãos no negócio da música e seu senso de que estava à frente do U2. Eles lêem As Escrituras, falam sobre justificar o gasto de produzir o seu próximo single ("Fire") em face da pobreza global, contam umas piadas e convidam o público para um feedback.
O site da Dream Depot anunciava Larry como sendo parte da conversa, mas sua voz não é ouvida em nenhuma parte no CD. Mellor disse que Larry estava presente, mas não falou durante a apresentação.
A visão de Bono para o U2, ele diz ao público, é para a banda ter a mesma agressividade do punk rock para o que ele chama de uma "sociedade ocidental falsa", além de oferecer mais esperança para os ouvintes do que a maioria da música popular da década de 1960 e 70.
"Eu gostaria de pensar que no U2, somos uma banda muito agressiva, nós somos uma banda emocional, nós somos uma banda ao vivo. Acho que isso é bom, eu acho que é bom ao Senhor, porque... João Batista e Jeremias foram muito barulhentos e muito agressivos e ainda cheio de glórias", diz Bono. "Acho que temos um amor, uma emoção. E acho que temos esse tipo de agressão".
Bono menciona Isaías 40:3 - "esta é a Escritura que o Senhor mostrou-nos basicamente no que diz respeito a banda", e depois lê para o público: "Uma voz está chamando, limpe o caminho para o Senhor, faça no deserto uma estrada para o nosso Deus, que seja elevado todo o vale, todo o monte e a colina se tornem baixos, e a áspera terra se torne uma planície "
Isaías 40:3 é um verso de instrução para Bono, ele diz, e para o futuro da banda. "Eu vejo a nossa posição como cristãos como para abrir caminho, fazer um caminho reto para o Senhor pela segunda vez. Nesse sentido, temos que fazer do áspero, suave, e nos envolvermos em fazer do áspero, suave. Mas antes de o Senhor pode usar o banda ... Ele tem que fazer nossas extremidades ásperas e isso é o que o Senhor têm que fazer", diz Bono.
No decorrer da apresentação, The Edge fala apenas em uma parte por cerca de seis minutos. Ele lê do Salmo 40 e Jeremias 29 e fala sobre seu entendimento de ser obediente e o que significa esperar o Senhor.
Dois anos após esta apresentação, o U2 gravou "40" com letras diretamente do Salmo para seu álbum 'War'. Mais tarde se tornaria uma assinatura fechando diversos shows na década de 1980.
Mellor disse que ele convidou os três membros do U2 para este retiro para ser uma espécie de "auxílio visual de que Deus estava tentando dizer sobre sair do Gueto". Ele pensou que Bono, Edge, e Larry poderiam ser especialmente eficazes neste papel. "Eles estavam se tornando conscientes de uma cena de música cristã separada e esperava-se a presença deles para contestarem isso", ele disse.
Nas palavras de Mellor, ele pensou que a banda soou como um alerta para a cena de música cristã, dizendo que não tinha muito propósito. Bono explica no CD que alguns músicos são talentosos para fazer canções de louvor a Deus e os outros possuem um dom para fazer música sobre Deus para chegar aos outros.
"É muito importante que as pessoas não vejam a si mesmas como um alcance no mundo da música se estiverem tocando o circuito cristão", diz Bono. "O que temos que fazer no negócio da música é destruir a imagem que passa ... que tem Deus Todo-Poderoso e Jesus Cristo... uma imagem de um fraco. Uma imagem ligeiramente efeminada. Uma espécie de imagem de domingo. Uma imagem religiosa. Este não é o caso... isso é algo que estamos tentando fazer sobre no U2."
Cerca de 100 pessoas estiveram no retiro e ouviram as apresentações de outros músicos durante o dia, disse Mellor. Mas era a conversa de Bono que Mellor achou que valia a pena lançar naquele momento.
"A incrível energia e paixão de Bono foram comunicadas aos delegados do seminário. Alguns de nós tinham uma emoção real em nosso espírito", disse Mellor. Ele queria uma nova geração de músicos cristãos para capturar a emoção que sentiu na plateia em 1981.
"Agora eu sinto que é o tempo certo para lançar o CD e ele ser ouvido pelos cristãos por seu valor de pura inspiração", Mellor disse. "Eu sinto que o que eles tinham a dizer em 1981 é tão fresco e relevante agora, como era naquele período."
A presença do trio do U2 no retiro Ghettout foi uma rara aparição, mas eles provavelmente nunca falaram como um grupo em um contexto como este novamente, tornando este um evento de "uma vez na vida" na história da banda.
Cópias piratas da conversa, que tem duração maior que o CD de Mellor, têm circulado durante anos. Mellor disse que não os distribuiu e que detém os direitos de autor da gravação. Ele tratou diretamente com Bono por telefone para organizar a disponibilização, ele disse. "Não há contratos assinados. Eles estavam cientes de que as sessões eram gravadas pela Ghettout Music."
"Por respeito a banda, eu não fiz nada com a fita original por 24 anos. Eu estava sendo super protetor, e mesmo agora eu não acredito que o CD possa prejudicar em nada a banda, eles são muito grandes", disse Mellor.
Mellor adicionou que ele tentou entrar em contato com a banda várias vezes em 10 anos, "com resposta zero." Ele havia também entrado em contato com seu escritório de gerenciamento de Dublin e também não recebeu nenhuma resposta.
O que convenceu Mellor à vender o CD foi uma revelação das sortes. "Um ano antes, senti que tinha a 'luz verde' de Deus para o mercado e distribuí-lo", disse Mellor. Embora ele não tem comercializado ativamente o CD, ele disse que desde que o listou em setembro de 2005, por US $25,95, ele já havia vendido algumas dezenas de cópias.

Agradecimento: @U2

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Larry Mullen realiza sessão de fotos e vídeos em Dublin


Um portal da Rússia informa que Larry Mullen se encontra em Dublin realizando uma sessão de fotos e vídeos!
Fãs registraram duas fotos do baterista do U2.

Agradecimento: Carol Coneglian, do Kasabian BR

Curiosidades da edição de relançamento de 20° aniversário de 'Achtung Baby'


No ano de 2011, 'Achtung Baby' do U2 completou 20 anos, e a banda para comemorar o aniversário relançou o disco em diversos formatos.
A remasterização do álbum aconteceu no Bernie Grundman Studios em Los Angeles, ao contrário do que informou Neil McCormick. Ele garantiu que o álbum pode ter sido sonoramente polido, mas não precisou tecnicamente de remasterização. Mas no iTunes uma versão do álbum foi vendida como Remaster.
Diversas faixas bônus e inéditas foram incluídas em versões desta edição de 20° aniversário. Algumas faixas estão em seu formato original, mas algumas outras faixas foram regravadas ou finalizadas com a adição de novos vocais e instrumentais. O livreto lista produção adicional e gravação nas faixas pelo produtor Declan Gaffney, então facilita em saber quais são as canções atualizadas: "Blow Your House Down", "Oh Berlin", "Heaven And Hell", e a Baby Version de "Tryin’ To Throw Your Arms Around The World". Todas estas tiveram novas peças gravadas adicionadas para as faixas originais. Além disso, Delan fez algum trabalho de mixagem nas Baby Versions de "One" e "Love Is Blindness", mas não há informações quais novas gravações e adições foram feitas nestas faixas.
Um erro aconteceu nos créditos de "Lemon (Momo’s Reprise)", que acabou sendo creditada a Paul Oakenfold e Steve Osborne, mas foi na verdade David Morales que remixou esta versão da canção.



A versão de'From the Sky Down' incluída em DVD, como parte das edições Super Deluxe e Uber, é uma versão editada do documentário. Quando o filme foi exibido no Toronto International Film Festival, assim como na televisão britânica, ele incluiu várias cenas que foram cortadas do DVD presente nesta edição. As cenas que estão faltando incluem uma cena onde Bono ouve uma versão inicial de "Mysterious Ways" intitulada "Sick Puppy" e os comentários "it’s not alright" como as risadas de The Edge. Edge contando uma história sobre "Love Is Blindness" e como ele estava colocando tudo que tinha nela só para ter Lanois comentando que não era muito boa; e uma cena onde Bono passa por uma lista de bandas que não estão mais juntas. Essas cenas foram lançadas como parte de uma edição em DVD e Blu-Ray vendida nas lojas para o público em geral.
Houve um problema de produção com as versões que incluíram os DVDs. Embora os discos deveriam ser Região Livre, um erro de produção causado no DVD 'Zoo TV: Live From Sydney' fez o mesmo ser formatado como Região 2, que fez com que o disco não pudesse ser reproduzido em aparelhos na América do Norte. A Universal lançou um programa de substituição para este disco, enviando cópias no formato adequado por correio para substituir estes discos para clientes que não estavam na área de Região 2.

Agradecimento: U2 Songs (U2 Wanderer)

Makes The Future The Past: a sessão de fotos no Allan Gardens em Toronto em 1980



Em dezembro de 1980, o U2 esteve em Toronto, Canadá, para um show da turnê de 'Boy'. A banda tocou no El Mocambo. O show aconteceu uma noite após a morte de John Lennon.
O fotógrafo Peter Noble, da Redferns, realizou uma sessão de fotos com a banda, e um dos locais escolhidos foi o Allan Gardens Conservatory, no centro de Toronto.


É o jardim botânico mais antigo do Canadá, com uma grande estufa de vidro para plantas.

UM VÍDEO EM 360°
video


Agradecimento: Márcio Fernando, músico e colaborador do blog

Adam Clayton e The Edge falam sobre 'Songs Of Experience' para a Q Magazine


Adam Clayton e The Edge falaram sobre o andamento de 'Songs Of Experience' na edição de março 2017 da Revista Q que acaba de chegar às prateleiras.
A entrevista pode ter ocorrido em novembro de 2016, quando os dois estiveram juntos no Q Awards. Não há nenhuma menção sobre a 'The Joshua Tree Tour 2017'.
No momento em que a entrevista foi feita, o U2 estava trabalhando para reduzir de 18 para 10 ou 12 canções para fazerem parte do tracklisting do novo disco. O disco chegou a ter 50 canções, ou ideias de canções. "O calvário está sendo conseguir que os quatro membros concordem com as mesmas canções para o álbum", diz The Edge. Adam fala que a banda mudou de ideia sobre um lançamento na primavera europeia, e que "provavelmente segurariam o lançamento do disco até o final do ano."
Tanto Adam quanto The Edge falam sobre a banda ter repensado o lançamento do disco após as eleições nos Estados Unidos e outras mudanças que estão acontecendo ao redor do mundo. É aí que Adam se refere a "areia movediça" e admite que "talvez as eleições nos Estados Unidos criaram alguma incerteza."
The Edge comenta: "Há momentos em que você apenas sente como: 'Uau, alguém tem que compor uma canção sobre isso e espero que sejamos nós, por isso vamos ter que ir para isso."
Adam disse que o U2 tem "uma abundância de grandes ideias e é realmente sobre identificar o que finalizar e como finalizar."

Agradecimento: ATU2.COM

sábado, 14 de janeiro de 2017

"Beautiful Ghost": A introdução para 'Songs Of Experience'


Será que o U2 irá utilizar de alguma maneira nos shows da turnê comemorativa 'The Joshua Tree Tour 2017', a canção "Beautiful Ghost (Introduction To Songs Of Experience)"?



Na edição de 20° aniversário do disco 'The Joshua Tree', a banda lançou esta canção inédita que era sobra de estúdio.
A canção traz um poema de William Blake na voz de Bono, em cima de uma base instrumental do U2 de 1986. Começou como uma canção experimental e foi gravada nos estúdios STS, com Paul Barret.
The Edge disse: "É sempre interessante ouvir o ponto de partida e depois ouvir onde terminamos. Esta e outras demos iniciais de 'The Joshua Tree' mostram o quanto da identidade musical do registro final entrou em foco ao longo do caminho..."

Songs Of Experience é um livro de William Blake que traz a poesia 'Hear The Voice Of The Bard', que Bono lê na faixa, e que provavelmente teve seus vocais gravados em 2006:

Hear the voice of the Bard
Who present, past, and future, sees
Whose ears have heard
The Holy Word
That walk'd among the ancient trees

Calling the lapsed soul
And weeping in the evening dew
That might control
The starry pole
And fallen, fallen light renew

'O Earth, O Earth, return
Arise from out the dewy grass
Night is worn
And the morn
Rises from the slumbrous mass

Turn away no more
Why wilt thou turn away
The starry floor
The watery shore
Is given thee till the break of day
Till the break of day

Till the break of day
Till the break of day
Till the break of day

Uma aposta é a de que o U2 utilizará a faixa no sistema de som para subir ao palco na nova turnê do álbum. Seria a ligação perfeita, já que a banda lançará em breve seu novo disco de inéditas chamado 'Songs Of Experience'!

Histórias De Bono: A Garota Do Jardim


Bono, em entrevista para a Hot Press em 1987:

"Eu moro em Bray, e as pessoas em Bray são protetoras em relação à mim e Ali. Eles não nos incomodam. Mas nós somos incomodados por pessoas de fora, telefonando para a nossa casa. Parte destas ligações, tudo bem, mas é também um lugar onde, como Ali gosta de lembrar, ela vive também. Ela diz: 'Não quero que você me veja trocar de roupa ao telefone'. Eu tenho que dar razão para ela. Não me importo de convidar as pessoas para a minha casa, mas tenho que honrá-la. Mas lembro de algumas coisas surpreendentes. Lembro-me de um povo da França festejando e me aplaudindo do lado de fora da porta. Eu tinha acabado de sair da cama e eu disse: 'Não, obrigado, eu sou o cara errado.'
Não sei como isso vai soar - mas havia uma garota no jardim. Ela era italiana, 18 anos, muito bonita, sentada nas flores. E ela disse: 'Eu só queria vir para Dublin e conhecer o U2 antes de morrer.' E eu pensei: 'eles sempre vêm com boas histórias, mas essa realmente é uma boa'. Não sabia se ria, nesse caso. Então eu falei com ela, não levei muito a sério e entrei. Mas no dia seguinte, duas BMWs apareceram e saíram estes homens italianos em ternos de grife com flores e mais flores, oferecendo-as para mim, porque eu tinha conversado com a filha deste homem que tinha uma doença incurável. E isso foi chocante. Como eu poderia viver com essa responsabilidade? Deus todo-poderoso. Não posso aceitar isso. A linha é que a música significa muito, mas o que eles não separam é a música do músico. Porque os músicos são apenas pessoas comuns. É a música que é extraordinária, se você gosta."

Bono aparece em trailer do documentário da HBO 'Eagles Of Death Metal: Nos Amis (Our Friends)'


O Eagles of Death Metal vai retomar o horror e o luto do ataque terrorista que aconteceu em Paris, na França, em novembro de 2015, para um documentário dirigido por Colin Hanks e a ser lançado pela HBO em 13 de fevereiro. O filme é chamado 'Eagles of Death Metal: Nos Amis (Our Friends)'.
Nos Amis começa com os ataques de Paris e depois explora a ligação de longa data entre Hughes e o cofundador do grupo, Josh Homme, do Queens of the Stone Age. O documentário também traz integrantes do U2 – Bono e The Edge –, que receberam os membros do Eagles no palco durante um show em Paris, em dezembro de 2015.
O documentário também traz músicas originais do colaborador de longa data do Queens of the Stone Age, Alain Johannes.



Agradecimento: Marcelo Simões Nunes

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Makes The Future The Past: do salão de baile para a biblioteca do Slane Castle nas gravações de 'The Unforgettable Fire'



'The Unforgettable Fire' é o quarto álbum do U2. Foi lançado em 1 de outubro de 1984. Eles trouxeram os produtores Brian Eno e Daniel Lanois par ajudá-los a uma experimentação de mais música ambiente e um som abstrato. O resultado da mudança na direção na época da banda era a mais dramática.
A gravação começou em maio de 1984 em Slane Castle, onde a banda viveu, escreveu e gravou para encontrar nova inspiração.
Inicialmente Lanois pensou que o salão de baile do Slane Castle fosse ideal para gravar, mas descobriu que era muito amplo. Por isso, a banda se mudou para uma biblioteca, onde ficou cercada por livros. Era uma área mais compacta, que permitia melhor qualidade de som.


UM VÍDEO EM 360°
video


Agradecimento: Márcio Fernando, músico e colaborador do blog

Arquivo "Lemon" (Bad Yard Club Remix - Mark Neale)


Este foi o videoclipe editado para a versão "Bad Yard Club Mix" da canção "Lemon", trazendo o conteúdo gravado em vídeo para o videoclipe da versão de estúdio da faixa, mas sem as legendas na parte inferior da tela.
Esta versão remix em vídeo inclui algumas cenas adicionais inéditas que não foram utilizadas na versão original.
Esta versão do vídeo foi divulgada no final de outubro de 1993 para as emissoras de música e foi bastante ao ar na Europa, mas muito pouco na América do Norte.



Da nova seção do site: U2 Songs (antigo U2 Wanderer)

Quando o U2 esteve em São Paulo e (quase) ninguém soube - 2° Dia


A primeira vinda do U2 ao Brasil aconteceu em 1998 com a turnê Popmart Tour. A banda passou uma semana no país, e no dia 01 de Fevereiro deixou o Brasil rumo à Buenos Aires para os shows na Argentina.
O que pouca gente sabe é que o U2 e a equipe voltaram ao Brasil por dois dias naquele mesmo mês de Fevereiro, após o show em Santiago do Chile, rumo à Joanesburgo, África do Sul, como conta Willie Williams em seu diário de turnê:


14 De Fevereiro - São Paulo / Joanesburgo - África Do Sul em um piscar de olhos

Mais um dia amanheceu. Chamadas de alarme aconteceram e nos arrastaram de nosso humilde alojamento para voltarmos para o aeroporto. Vou poupá-los os dramas, mas eventualmente a Varig conseguiu um avião compartilhado e nós (juntamente com 300 outros clientes atordoados e infelizes) partimos para a África do Sul. O que mais você faria sábado de manhã de chuva? O vôo foi longo confortavelmente maçante. O filme foi 'The Evening Star' que aumenta exponencialmente a profundidade do meu coma. Quando pousamos, era 02:00 no horário de Joanesburgo, e apesar de nossos planos de viagem serem imprecisos, sabíamos que estaríamos de volta ao aeroporto em breve. Os vários membros da nossa festa itinerante adotaram estratégias diferentes. The Edge decidiu fazer algo decente e ir direto para uma boate, o que ele fez, e arrastou Larry com ele. Ele retornou às 10:00, contando ter conhecido as Angels, ou pelo menos mulheres bem vestidas, sendo levado para um topo de montanha para ver a vasta extensão que é a África. O 'PopTarts' (nosso contingente feminino) decidiu divertir até ao amanhecer no mini bar do hotel, enquanto reviviam os anos 70 e pulavam ao redor do quarto de hotel.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Bono revela versos da letra da canção inédita do U2 chamada "The Little Things That Give You Away"


O U2.COM publicou uma entrevista de Bono falando sobre a The Joshua Tree Tour 2017. E ele fez revelações sobre o próximo disco do U2, 'Songs Of Experience', além de divulgar parte da letra da nova canção chamada "The Little Things That Give You Away":

"Edge disse que o mundo mudou irrevogavelmente enquanto estávamos tentando terminar 'Songs Of Experience' e que precisávamos de um momento para entender essas coisas. Acho que ele está certo. Ele também está certo quando diz que as razões pelas quais nossos álbuns têm durado ao teste do tempo é, ironicamente, que o melhor deles pode encontrar uma verdade no momento que foram feitos que é constante em tempos de mudança..."

O que aconteceu com 'Songs Of Experience'? Pensei que estava finalizado. Podemos esperar seu lançamento no século atual?

Ah, sim... possivelmente, até mesmo nesta década. A banda me proibiu de falar sobre os prazos e as datas de lançamento. Posso te dizer que 'Songs Of Experience' é um álbum muito pessoal, mas que a intimidade ainda precisa de uma moldura de um mundo mais ansioso e nervoso, porque é onde muitas pessoas estão neste momento...

Nos incentive jogando um ossinho - nos dê o título de uma das novas músicas... e uma letra. Você vai tocar algumas das músicas novas na 'The Joshua Tree Tour 2017'?

Pode ser. Minha favorita no momento é "The Little Things That Give You Away". Aqui vão alguns versos. Existe uma grande tangente no final disso que é muito revelador – mas isso é o suficiente para agora:

"The night gave you a song,
a light had been turned on,
You walked out in the world
like you belonged there
As easy as a breeze,
each heart was yours to tease
Is it only me who sees there’s something wrong here
It’s the little things that give you away
The words you cannot say
Your big mouth in the way
It’s the little things that reveal and betray
Has the hunter now become the prey
It’s the little things, the little things
That give you away
I saw you on the stairs
You didn’t notice I was there
That’s cos you were busy talking at me
Not to me
You were high above the storm
A hurricane being born
But this freedom, it might cost you your liberty
It’s the little things that give you away
The words you cannot say
Your big mouth in the way
It’s the little things that reveal and betray
Has the hunter now become the prey
It’s the little things, the little things that give you away"

"A noite lhe deu uma canção,
uma luz foi ligada,
Você caminhou para o mundo
como se você pertencesse à ele
Tão calma como uma brisa,
cada coração era seu para importunar
É somente eu que vê que há algo errado aqui
São as pequenas coisas que te entregam
As palavras que você não pode dizer
Sua boca grande no caminho
São as pequenas coisas que são reveladas e te traem
Como o caçador agora tornou-se a presa
São os pequenos detalhes, as pequenas coisas
Que te entregam
Eu te vi na escada
Você não percebeu que eu estava lá
Isso é porque você estava ocupada falando comigo
Não para mim
Você estava muito acima da tempestade
Um furacão nascendo
Mas essa liberdade, poderia lhe custar sua liberdade
É que as pequenas coisas te entregam
As palavras que você não pode dizer
Sua boca grande no caminho
São as pequenas coisas que são reveladas e te traem
Como o caçador agora tornou-se a presa
São os pequenos detalhes, as pequenas coisas
Que te entregam"

U2.COM - A Entrevista de Bono


"Trinta anos atrás, 'The Joshua Tree' encontrou um terreno plano, alcançando o ponto mais alto", explica Bono. "Esta é uma turnê para o vermelho e o azul, a costa e o coração da terra... porque a música pode recompor as pessoas tão certo como a política pode separar as pessoas."

Nós temos as perguntas, Bono tem as respostas.

Uma turnê para comemorar um álbum de 30 anos atrás? Isso não parece muito com o U2. De onde veio essa ideia?

Ahaha, nostalgia é uma coisa do passado, como o Edge está sempre me dizendo... e é verdade! Como uma banda que não é conhecida por olhar pelo espelho retrovisor... Suponho que isso mudou quando estávamos escrevendo 'Songs Of Innocence'. Meio que nos forçou, e à mim particularmente, para olhar para trás. Comecei a pensar que, na verdade, o passado é um lugar que vale a pena uma visita, mesmo que apenas fugaz, não para passar algum tempo lá e isso poder realmente mexer com a sua capacidade de lidar com o futuro. Não estou tentando ser inteligente aqui, às vezes, para citar um dos meus escritores favoritos – Eminem – você tem que voltar a arrumar seu quarto. The Joshua Tree Tour é um conceito recente... começou com nós pensando em fazer um ou dois shows, talvez mesmo um festival para diversão, mas quanto mais pensamos nisso, mais animados ficamos e percebemos como o assunto daquelas canções faziam sentido para estes tempos.

A propósito, um monte de fãs na América do Sul, na Austrália, na Nova Zelândia, no Japão estão perguntando como Europa e América do Norte conseguem ver o U2 tão rápido novamente.

Não é justo... eles estão certos. Não estou exagerando quando digo que a banda se sente tão desapontada como nossos fãs sobre demorar tanto para chegar a alguns dos nossos lugares favoritos no planeta. Tudo o que posso dizer é que estamos trabalhando nisso! Obrigado por serem tão pacientes.

Você foi bastante sincero politicamente para esses dois shows dos Estados Unidos em setembro e outubro de 2016. Algumas pessoas não aprovam uma banda irlandesa 'intervindo' em sua eleição? Vamos ver mais disso na The Joshua Tree Tour?

Na eleição dos EUA... como uma banda irlandesa, claramente não tínhamos voto, mas tínhamos uma voz e queria usá-la para falar contra aquilo que achávamos era uma retórica desenfreada, coisas perigosas ... Mas em uma democracia as pessoas têm a última palavra - e é assim que deve ser. Eu me opus a Trump enquanto compreendo que muitas das pessoas que o apoiam são o tipo de pessoas com quem eu cresci, e posso me ver nelas até hoje. Na minha cabeça, pelo menos, o resultado das eleições exigiu que eu me fizesse várias perguntas:

Estou faltando alguma coisa aqui?
Estou fora de contato com os valores americanos?
Estou fora de contato com o povo americano?

É claro que um gigante grupo eleitoral no país se sentiu ignorado ou tratado com condescendência... eles estão com medo do futuro, como um número crescente de europeus. Entendo e respeito isso, e eu quero tentar compreender melhor esses medos. Diferente do que pensam, eu sou um rockstar que não gosta de estar rodeado de pessoas que concordam comigo (pelo menos o tempo todo), e é por isso que entrei para uma banda e ainda sou casado! Ahaha

Nosso público sempre foi briguento, muitas vezes discordam de nós e dos outros. Eu gostaria de pensar que todos que amam seu país se sentiriam bem vindos em um show do U2, porém, diferentemente, eles adoram. E acho que um pouco de humildade pode ser importante para mim aqui. Eu quero entender melhor o que aconteceu, mas eu vou fazer isso sem cruzar o que são as linhas importantes para mim, coisas como apoiar a demonização de imigrantes ou refugiados. Eu sou irlandês, pelo amor de Deus.

Quanto a The Joshua Tree Tour, minha esperança é que, número 1: que seja uma noite transcendente de rock'n'roll. Número 2: se me fosse permitido ter as mais elevadas ambições para este show de rock, eu adoraria que se tornasse uma oportunidade para que nosso público e nós fazermos a pergunta - o que é hoje em dia ser um americano ou europeu?... Trinta anos atrás, 'The Joshua Tree' encontrou um terreno plano, alcançando o ponto mais alto. Esta é uma turnê para o vermelho e o azul, a costa e o coração da terra... porque a música pode recompor as pessoas tão certo como a política pode separar as pessoas. É uma grande tela e que seria incrível se ainda pudesse ser uma meditação de alta tensão sobre o que está acontecendo agora.

Eu ouvi algo sobre outro show esse ano, com o menor público já visto em um show do U2… Apenas Julia Roberts, é isto?

Não, existem duas experiências (RED) Omaze diferentes – um é um chá comigo e Julia Roberts. Sinto que ganhei todas as competições que entrei apenas para estar em sua companhia, ela é demais. Uma amiga e companheira de muitos anos. Exceto que ela ainda tem a mesma aparência de quando eu a encontrei nos anos 80 e eu, bem, estou feliz por não ser o mesmo dos anos 80…
O outro prêmio é a banda tocando apenas para você e um amigo. Que pode acabar com nosso recorde de menor show de todos os tempos, que foi em Bristol em nossa primeira turnê do Reino Unido – 11 pessoas – mas estamos felizes de quebrar esse recorde pela (RED).

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...