"Song For Someone" 360 Version

Anúncios

terça-feira, 31 de maio de 2016

Ex golfista sueca relata problemas com segurança de Bono e ironiza o cantor via Twitter


A golfista sueca Sophie Gustafson, que está agora aposentada, revelou que ela estava sentada na área VIP no show de Bruce Springsteen no Croke Park em Dublin, até que de repente ela e seus amigos foram convidados a se retirarem para um outro lugar, por uma "questão de segurança."
Ela perguntou qual era o problema, e o segurança se limitou a dizer que era uma "questão de segurança".

No Twitter, indignada, Sophie escreveu: "não é todo dia que você é "expulsa" de um local porque você e seus amigos são um "risco de segurança". Obrigado Bono."
A jogadora de golfe admitiu que, quando ela tinha começado a desfrutar do concerto de seu assento VIP, Bono e sua comitiva com umas 10 pessoas ou mais chegaram para que o vocalista entrasse no palco para tocar com Bruce – e assim quinze minutos depois do início do show ela e seus 4 amigos foram retirados por uma "questão de segurança".
Foi só quando Sophie perguntou a um membro da equipe de Springsteen o que estava acontecendo, que disseram a ela que o segurança que a mudou de lugar trabalhava com o vocalista do U2.
Ela disse que tinha ouvido que o vocalista poderia participar do show, e ela tinha achado legal, pois acha o U2 uma banda bacana.

"Se eu estava bloqueando a visão do cara pequenino, eu teria ficado feliz em me mover oito metros à esquerda e o problema teria sido resolvido", disse ela ao Daily Star da Irlanda.
Bono se juntou a Bruce Springsteen no palco do Croke Park mais tarde.

O esquema para as câmeras em 'U2 iNNOCENCE + eXPERIENCE Live in Paris'


'U2 iNNOCENCE + eXPERIENCE Live in Paris' será lançado em DVD e Blu Ray em 10 de Junho!
Um dos extras será 'I+E – Behind The Scenes With The Director (5min e 9seg)', que é uma pequena entrevista de bastidores com o diretor Hamish Hamilton.
Em um trecho, o diretor explica sobre o esquema de gravação com as dezenas de câmeras preparadas para o show.

É mostrada a planta do local com esquemas para cada música. Abaixo, todo o deslocamento que a banda faz no início do espetáculo, e as luzes para "The Miracle (Of Joey Ramone)":

Esta indica onde estão posicionadas as luzes para "Vertigo":

Podemos ver também esboços para a utilização das câmeras em cada momento de cada canção do show. Os desenhos mostram como a banda estará posicionada, o que cada integrante fará, e como a imagem deverá ser capturada para a transmissão.

Em "The Miracle (Of Joey Ramone)", a câmera 6 fica em cima de Bono no palco "e", enquanto ele com o braço para cima introduz o canto inicial:



Em "Vertigo", a câmera 5 fica em cima de Bono no palco "I", enquanto ele abraça a lâmpada do cenário:



Em "Cedarwood Road", a câmera 14 pega Bono subindo as escadas da 'Gaiola' para a performance dentro:


Depois, as câmeras 14 e 6 enquadram Bono dentro do telão e Edge na passarela logo embaixo dele:

Em "Song For Someone", a câmera enquadra Bono no palco "e" olhando para seu filho Elijah no telão:

Não-Oficial: um vídeo para "Cedarwood Road"


Antigamente, era comum ver bandas divulgarem seu trabalho, com um vídeo montado trazendo imagens da performance ao vivo, mas com o áudio original de estúdio da canção.

E se o U2 tivesse alguns vídeos assim também? O colaborador Márcio Fernando criou mais um vídeo, agora um para "Cedarwood Road", com a performance do show em Paris em 2015, e com o áudio substituído pela versão de estúdio da canção! Confira:

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Bajo Un Cielo Rojo Sangre: o vinil do U2 editado na Argentina


O disco 'Under A Blood Red Sky" do U2, lançado originalmente em 1983, teve uma curiosa edição para a Argentina, no ano de 1986.

Ele teve o título do disco e os títulos das canções, traduzidos para o Espanhol, e o selo do vinil um lado na cor roxa, e outro na cor azul.

Hoje em dia esta edição é para colecionadores e uma cópia em bom estado está valendo um bom dinheiro!

U2 En Vivo - Bajo Un Cielo Rojo Sangre

1. Gloria
2. 11 En Punto Tic Toc
3. Lo Seguire
4. Chica Divertida
5. Domingo Sangriento Domingo
6. La Compania Electrica
7. Ano Nuevo
8. 40


Bono sobe ao palco em show de Bruce Springsteen em Dublin


Bruce Springsteen está em turnê e realizou ontem um show no Croke Park em Dublin. Três integrantes do U2 estavam presentes para prestigiar o amigo: Bono, The Edge e Larry Mullen.
Era inevitável que Bono participasse da apresentação, já que Bruce esteve no palco com o U2 em 2015 em show pela turnê iNNOCENCE + eXPERIENCE.

O vocalista foi ovacionado quando apareceu para cantar com a E Street Band e Bruce, a canção "Because The Night", de Bruce e Patti Smith.

Foi o segundo show no local pela turnê The River Tour.

domingo, 29 de maio de 2016

Dierks Bentley conta como Bono inspirou um verso de uma de suas canções


Dierks Bentley é um cantor de música country dos EUA. Ele contou ao site Radio.com que Bono deu um feedback para ele em seus dois álbuns mais recentes.
Quando seu último álbum, 'Riser', foi lançado em 2014, Bentley disse que Bono ficou atraído pela canção "Here On Earth". "Ele adorou a música e disse algumas coisas legais sobre ela. Definitivamente seu segundo verso, é como a música "I Still Haven't Found What I'm Looking For". Mesmo você acreditando em Deus, há coisas que acontecem que testam sua fé."



Bentley revelou que ultimamente tem estado em contato com Bono novamente: "Acho que eu tenho agora uma tradição de enviar uma música ou duas para Bono para cada álbum, e esperar uma resposta", disse ele. "Recebi uma resposta dele. Enviei-lhe uma canção chamada "Freedom". O terceiro verso da canção meio que foi inspirado por uma coisa que ele me disse uma vez. Ele disse que quando as pessoas em outros países vêem a bandeira americana, não só vêem uma localização geográfica, eles vêem uma ideia de liberdade. E eles querem um pedacinho dessa ideia. Então eu mandei-lhe a canção, e ele me mandou um e-mail bastante atencioso. Eu não poderia receber melhor apoio, foi muito legal receber esse e-mail."



Bentley é um dos maiores artistas da música country, mas ele cresceu ouvindo rock e conta que o U2 é uma de suas bandas favoritas, tanto que ele gravou "Pride (In The Name Of Love)". Ele contou como foi receber um email de Bono: "É muito louco, cara, é uma loucura."


sábado, 28 de maio de 2016

U2 presta homenagem para Dennis Sheehan, manager de turnê da banda falecido em 2015


Há um ano, 6 horas após se apresentarem em Los Angeles pela turnê iNNOCENCE + eXPERIENCE, o U2 recebeu uma triste notícia: o manager de turnê da banda, Dennis Sheehan, que trabalhava com o grupo desde 1982, morreu em seu quarto de hotel na cidade.
Ontem, o U2 esteve presente na missa de aniversário de 1 ano da morte do amigo, e uma foto em frente ao túmulo de Dennis Sheehan foi postada no Instagram do grupo.
A WLR FM informou que a banda desembarcou em Dungarvan, Irlanda, em um helicóptero, fazendo uma visita surpresa a família e pessoas da cidade de Dennis Sheehan.
Em seguida, a banda foi ao Downey's Bar e tirou fotos com fãs.

Agradecimento: Fernanda Bottini (@U2)

Não-Oficial: um vídeo extra para "City Of Blinding Lights"


Antigamente, era comum ver bandas divulgarem seu trabalho, com um vídeo montado trazendo imagens da performance ao vivo, mas com o áudio original de estúdio da canção.

E se o U2 tivesse alguns vídeos assim também? O colaborador Márcio Fernando criou mais um vídeo, agora um extra para "City Of Blinding Lights", com a performance do show em Chicago em 2005, e com o áudio substituído pela versão de estúdio da canção! Confira:

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Vídeos dos fãs do U2 para "Song For Someone" serviram como estudo em Universidade da Escócia


As emoções dos fãs de música poderiam ser usadas para ajudá-los a encontrar novas músicas online, de acordo com pesquisa da Universidade de Strathclyde, em Glasgow, Escócia.
Um estudo de 150 vídeos de música gravados por fãs do U2 descobriu uma variedade de métodos, visuais e musicais, usados para transmitirem emoção, através da localização, o estilo de música e conteúdo de vídeo.
Dra Diane Pennington, palestrante do Departamento de Informática e Ciências da Informação de Strathclyde, realizou a pesquisa. Ela disse: "Embora a música não possua nenhuma emoção em si, pode provocar emoções muito profundas em ouvintes e artistas."
"Sou fã do U2 há tempos. Objetivamente, da leitura que fiz e não é só minha percepção como uma fã, geralmente as pessoas que gostam da música do U2, procuram para ser uma experiência muito emocionante quando elas ouvem, talvez mais do que outras bandas. Há algo quase altamente espiritual para os fãs da banda."
Os vídeos foram covers da canção do U2 "Song For Someone", de seu álbum de 2014 'Songs Of Innocence'. Eles foram feitos e postados em vídeo streaming no site YouTube, depois que a banda convidou seus fãs para criarem seus próprios videoclipes "para tornar sua canção pessoal".
A pesquisa constatou que os vídeos e respostas dos telespectadores para eles, eram altamente individuais, mas muitas vezes também sociais, com emoções compartilhadas, criando um senso de comunidade.
Também verificou que tais emoções poderiam ajudar a informar pesquisas, recomendações e listas de reprodução em fornecedores de música on-line.
Dra Pennington disse: "a emoção que a música evoca é a principal razão para as pessoas ouvi-la e muitos gostariam de ser capazes de procurar por vídeos de música que atendem o emocional que precisam, como um desejo de serem animados. No entanto, o sistemas de recuperação de informação, tais como aqueles usados em vídeo streaming de sites, atualmente não suportam isto bem. Para avançar nesses sistemas, novos sistemas precisam ir além das tradicionais consultas baseadas em palavras-chave ou temáticas e requisitos de informações de processo de novas maneiras."
"Eu escolhi os videos de "Songs For Someone" como um estudo do caso após o U2 convidar os fãs para fazê-los. Isto porque seria uma fonte rica de informações e porque, para os seus fãs, as músicas do U2 e concertos são altamente emocionais. Isso se reflete no conteúdo dos clipes de "Song For Someone" e as reações que eles produziram. Muitas das versões covers foram personalizadas por pessoas gravando suas próprias versões em suas casas ou quartos, ou incluindo fotos de seus entes queridos. Outros representaram sua devoção ao U2 usando sua versão original para acompanhar o clipe ou incluindo a parafernália do U2, como camisetas, cartazes e fotos.
"As emoções são difíceis de definir de forma tangível e descrevendo-as de uma forma que poderia beneficiar a recuperação de informação, apresenta um desafio. No entanto, esta pesquisa poderia informar prestadores de serviços de música comercial sobre como eles podem incluir fatores emocionais em suas recomendações e criar automaticamente playlists. Aperfeiçoando o sistema, poderia dar uma contribuição para a terapia da música."

Dos sites: www.phys.org - www.inverse.com

"Get On Your Boots" (Fish Out Of Water Remix) feat. U2 - The Soweto Gospel Choir


The Soweto Gospel Choir - Divine Decade: Celebrating 10 Years Audio CD (Lançado em 28 de Janeiro de 2014)

Este álbum traz colaborações do Soweto Gospel Choir através de seus 10 anos de história, incluindo o trabalho com o U2!
Nos dois shows realizados pelo U2 na África Do Sul pela turnê 360° em 2011, a banda entrou no palco ao som de um remix da canção "Get On Your Boots", que conta com a participação do coral gospel de Soweto.
A faixa foi originalmente remixada por um grupo de DJ's conhecidos como 'Fish Out Of Water', e mais tarde este remix foi reeditado com a adição do Soweto Gospel Choir, em uma versão feita para ser utilizada nos vídeos promos do canal ESPN, para divulgação da Copa Do Mundo 2010.

Ouça a versão na íntegra da canção:

Quando Bono prestou homenagem ao Papa João Paulo II


Bono certa vez prestou homenagem ao falecido Papa João Paulo II, durante show do U2 em Anaheim, Califórnia no ano de 2005, pela turnê Vertigo.
Cinco músicas do show com lotação esgotada em Anaheim, se iniciaram com Bono falando sobre o chefe da Igreja Católica, que faleceu com 84 anos de idade.
"Eu conheci o Santo Padre, e então eu estava tomado por aquele showman, mesmo se eu não concordasse com tudo o que ele disse", falou Bono ao público.

Abaixo, a homenagem de Bono no início da canção "Miracle Drug":



Bono relembrou ainda de 6 anos antes, quando ele conheceu o chefe da igreja e deu ao Papa seus óculos de sol de sua marca.

"Eu disse: 'Santo Padre, você quer um par de óculos Fly Shades?' E ele disse: 'Sim', e colocou-o e ainda fez uma cara meio assim."
Depois, amassando seu rosto para ficar parecido com o Papa João Paulo II, Bono mostrou a multidão que ele ainda carrega com ele um símbolo de sua encontro.
"Ele estendeu a mão e deu-me esta cruz. Ela foi projetada por Michelangelo. Eles são meus rosários e eu uso em volta do meu pescoço e tiro e coloco no meu bolso durante um show de rock, vocês entendem o porquê."

Quando a banda começou a tocar "Miracle Drug", Bono à dedicou para "todos que estão doentes."
Antes do U2 tocar a canção "Sometimes You Can’t Make It On Your Own", Bono falou o nome do Papa – "João Paulo" para a multidão e o descreveu como "como um homem que conhecia a pessoa certa para entrar no céu."

Do site: www.patheos.com

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Os motivos da baixa vendagem do single de "In God's Country" do U2


"In God's Country" foi o 4° single do disco 'The Joshua Tree', lançado em 1987 apenas na América Do Norte, no Canadá e Estados Unidos.
Na capa, uma fotografia de Anton Corbijn, com arte de Steve Averill. Os B Sides do single foram "Bullet The Blue Sky" e "Running To Stand Still", faixas presentes no disco 'The Joshua Tree'.
Com isso, as vendas foram dificultadas, já que não era interessante adquirir um single que não trazia nenhuma canção inédita. Todas as faixas podiam ser encontradas em 'The Joshua Tree', e assim a música não passou da posição 44 das paradas da Billboard e posição 48 no Reino Unido, como single de importação.
Um videoclipe para a canção foi editado e inserido no documentário 'Outside It's America', sobre os bastidores das primeiras semanas da banda na turnê através do sudoeste americano em 1987.
Este videoclipe não foi exibido na MTV e outros meios, dificultando ainda mais a vendagem do single.



Na Austrália e Nova Zelândia, foi previsível a banda aproveitar e utilizar como single a canção "One Tree Hill", aproveitando a mesma capa, arte e B Sides de "In God's Country".

A canção "4th Of July"


Uma das regras de Brian Eno era que não havia regras. Ás vezes, se você trabalhar duro em algo você o mata. Ocasionalmente quando você está desenhando, algo que emerge, que é transcendente. Inspiração pode alcançar as mais inesperadas situações. Você pode moldar de diferentes maneiras. Você pode aprimorá-los até que estejam afiados. Você pode até mesmo desenvolvê-los, como Eno fez, em um conjunto de Oblique Strategies. “O primeiro que eu escrevi foi ‘honra teu erro como uma intenção oculta’, um lembrete para não ter fixada uma visão sobre o que foi apropriado em uma determinada parte”, Eno explicou a David Gan, “aceitar a possibilidade de que às vezes as coisas sem a intenção são as sementes para um futuro mais interessante do que se tinha previsto”.
É impossível especular sobre a intenção de Adam, quando começou a distrair-se com uma cifra de baixo deslizante, em uma pausa durante a gravação. Após o U2 ter feito uma versão de "Bad" em Windmill Lane. Músicos fazem esse tipo de coisas o tempo todo e não mais freqüentemente do que o início de uma ideia se perde na hora que alguém entra com um copo de café.
“Eu comecei a tocar junto com Adam, totalmente inconsciente que Brian estava ouvindo na outra sala”, The Edge relembra. “O que aconteceu era que alguns tratamentos criados para o vocal que Bono estava fazendo, ele aplicou-os à guitarra. Ele achou que era muito bom, isso sem se preocupar em colocá-lo em multi-track, que é a máquina de fita de 24 faixas, ele apenas gravou direto para o tape estéreo. Era muito mais uma performance ao vivo. Não havia nenhuma maneira de poder mixá-la ou voltar a fazer qualquer um dos instrumentos.”
Provavelmente houve uma tentação para Bono cravar o vocal no topo, mas o cantor deve ter ficado aliviado quando essa opção foi indeferida. Menos uma letra para escrever. Ufa!
A faixa é pensativa e exploratória. De modo nenhum uma tentativa de comemorar o Dia da Independência, deve ser tomado antes como uma espécie de diário musical de gravação.
Essa é forma como nos sentimos em "4th Of July". Eno capturou o momento para a posteridade. Que era uma parte vital de seu gênio.

AGRADECIMENTO: ROSA - U2 MOFO

Não-Oficial: um vídeo para "New York"


Antigamente, era comum ver bandas divulgarem seu trabalho, com um vídeo montado trazendo imagens da performance ao vivo, mas com o áudio original de estúdio da canção.

E se o U2 tivesse alguns vídeos assim também? O colaborador Márcio Fernando criou mais um vídeo, agora um para "New York", com a performance do show em Boston em 2001, e com o áudio substituído pela versão de estúdio da canção! Confira:



quarta-feira, 25 de maio de 2016

O show do U2 na turnê 360° visto de um helicóptero


Em julho de 2011, o U2 realizou um show em Montreal, Quebec, pela turnê 360°. O show aconteceu no Hippodrome de Montréal.
Há um vídeo espetacular no You Tube, mostrando imagens aéreas deste show, gravadas à partir de um helicóptero que sobrevoou o local!

Confira, é sensacional:

A polêmica do boneco 'Promo Bono'


No ano 2000, após o lançamento do disco 'All That You Can't Leave Behind' do U2, meios de comunicação ao redor do mundo estavam informando que um boneco promocional de Bono foi enviado para os 'críticos VIP' do novo disco da banda. O boneco era conhecido como 'Promo Bono'.
A banda tomou conhecimento disto e o site oficial U2.COM teve que se pronunciar através de uma nota com o título 'ALL THAT YOU CAN'T BELIEVE AT ALL", do tipo "tudo aquilo em que você não deve acreditar". A nota dizia: "Bem, nós não temos um boneco deste. E parece que mais ninguém tem".
A verdade foi que esta paródia foi provocada no fansite U2log.com - trazendo a imagem do boneco e alegando que, se você puxasse um cordão na parte de trás do boneco, ele responderia com áudios sonoros como "vamos morder o traseiro da parada pop", "somos apenas 4 caras em um quarto" e "eles são meninos, nós somos homens".
O boneco foi alegadamente inspirado por um comentário feito por Bono em uma conferência de imprensa australiana em 1998. Quando foi perguntado se a banda planejava lançar bonecos de si mesmos, ele respondeu: 'na verdade eles estão na fábrica neste momento se acasalando com bonecas das Spice Girls e eles não fizeram isso para estar nas ruas.'
Para piorar, no ano de 2002 alguém se aproveitou da ideia e apareceram bonecos de verdade sendo vendidos no Ebay, como sendo 'Promo Bono', feitos de plástico de má qualidade, no estilo bonecos 'Heróis De Ação', em nada parecidos com Bono.

Bono estará no especial Red Nose Day da NBC


Foi confirmado ontem pelo @U2 que Bono irá participar este ano do especial Red Nose Day da NBC, evento de angariação de fundos no Reino Unido, que arrecada dinheiro para apoiar instituições de caridade ajudando crianças que vivem na pobreza na América e no resto do mundo.
O especial de TV de duas horas de duração que irá ao ar nesta quinta-feira, incluirá comédia e apresentações de música, além de curtas-metragens sobre crianças em necessidade.

Já o The Irish Times, informa que em algum momento entre 1° de Janeiro e 30 de Abril deste ano, Bono telefonou para Alan Kelly.
"Uma chamada informal foi feita para promover a ideia de um estúdio de cinema de classe mundial em Dublin". A ligação foi registrada e Bono é listado pelo seu nome completo, Paul Hewson. Alan Kelly ainda era ministro do ambiente na época.
O sonho do estúdio tem sido trabalhado por quase cinco anos entre James Morris do Windmill Lane Studios e Alan Maloney, o produtor do filme indicado ao Oscar, 'Brooklyn'.
A ajuda de Bono é inestimável, mesmo ele não sendo um investidor. "Estamos muito satisfeitos com o apoio de Bono, que tem sido um incansável militante de artes criativas, para investimento na Irlanda – e tem uma reputação global das indústrias criativas. Também confirmamos que Bono não tem nenhum interesse financeiro na presente proposta."

E no Billboard Music Awards 2016:

Categoria Top Duo/Group

Maroon 5
One Direction -- (VENCEDOR)
Twenty One Pilots
The Rolling Stones
U2

Não-Oficial: um vídeo para "Seconds"


Antigamente, era comum ver bandas divulgarem seu trabalho, com um vídeo montado trazendo imagens da performance ao vivo, mas com o áudio original de estúdio da canção.

E se o U2 tivesse alguns vídeos assim também? O colaborador Márcio Fernando criou mais um vídeo, agora um para "Seconds", com a performance do show em Red Rocks em 1983, e com o áudio substituído pela versão de estúdio da canção! Confira:

terça-feira, 24 de maio de 2016

Segredos Revelados: "I’m Not Your Baby", a canção descartada do disco 'POP'


Em 1996 quando o U2 tinha muito do disco 'POP' gravado, ficou combinado com a Island Records que o disco seria colocado no mercado em agosto do mesmo ano, mas vendo o resultado de todas as músicas, o U2 percebeu que as sessões de gravação não era o que esperavam e tiveram que adiar o lançamento para o primeiro trimestre de 1997, quando a turnê já estava sendo promovida pelo mundo, e com as datas agendadas dos concertos.
Esta loucura logística envolveu duas coisas: haveria pouco tempo para as novas músicas serem ensaiadas e muitas das versões que estavam prontas no ano anterior, iriam ser descartadas e ficariam de fora do álbum 'POP'.
"I’m Not Your Baby" é uma canção que acabou seguindo este caminho e foi cortada do disco, porque a banda não se sentiu confortável com o conceito da música e também não conseguiram finalizá-la à tempo para o lançamento do álbum.
Uma das primeiras versões gravadas ainda no ano de 1996 nas sessões do disco, teve um trecho divulgado ano passado em um vídeo promocional criado para a gravadora Island Records na época, para mostrar o andamento das gravações de 'POP'.
Ouça o fantástico trecho da música original, com vocais de Bono e Edge, de 1 minuto e 55 segundos até 2 minutos e 35 segundos:



Se nota que "I’m Not Your Baby" era um esboço bem rock, com letras inacabadas. Seria uma grande contribuição para o disco, mas o U2 não estava contente sua produção naquele momento, e a canção ainda precisava ser mais trabalhada.
Foi então que em 1997, surgiu uma nova oportunidade para a música: o amigo e diretor alemão Wim Wenders, perguntou-lhes se eles poderiam colaborar com um tema para o filme que estava trabalhando chamado 'The End Of Violence', e então o U2 voltou à trabalhar na canção e adicionaram outra voz para cantar com eles, a da irlandesa Sinead O'Connor. A cantora já tinha um histórico de colaborar com a banda, já que havia contribuido para o projeto de The Edge, da trilha sonora de um filme de 1986 chamado 'Captive', e também na trilha sonora do filme 'In The Name Of The Father', com o qual ela trabalhou com Bono e Gavin Friday.
Esta versão de "I’m Not Your Baby" foi produzida por Flood e Howie B e eles terminaram sua mixagem no estúdio Hit Factory, em Nova Iorque, meses mais tarde do lançamento do disco em 1997.



A mixagem final está repleta de efeitos de som fornecidos por Steve Osborne e Howie B, samplers e loops que lhe deram um conceito moderno, com uma força conduzida pelo vocal de Sinead O'Connor, proporcionando um ambiente sombrio e a música é transformada em uma proclamação pública contra a violência de casais, mas cantada do ponto de vista das mulheres.
A letra de Bono tinha um ar de rebeldia e algumas passagens da música procuravam claramente uma voz feminina para dar ênfase para a maneira que alguns homens vêem as mulheres.
A canção é uma espécie de declaração de mulheres que se rebelaram ao conceito do homem machista e que querem tudo da mulher sem dar nada em troca: "Eu não sou sua mãe, você não é meu homem, eu não sou seu bebê", "não me trate como se fosse um truque, não vou te tratar como se fosse uma vacina. Não preciso de nenhum médico, não estou doente, eu não sou seu bebê".
Bono na letra tocou em um tema duro e direto para todos os irlandeses, e como eles vêem as mulheres nessa cultura Judaico-Cristã em que são criados.

Um remix instrumental da música foi incluído no lado b do single de "Please", lançado em outubro de 1997.


Agradecimento: U2 Valencia (U2 - I'm Not Your Baby.. el final de la violencia)

As ideias abandonadas pelo U2 nas turnês 360° e 'iNNOCENCE + eXPERIENCE'


O U2 planejou inicialmente para a turnê iNNOCENCE + eXPERIENCE, shows em pares em cada cidade, sendo uma noite mais rock com um setlist equilibrado, misturando novas canções e antigos hits, e a outra noite com variações de músicas, canções antigas pouco ou jamais tocadas antes, tendo arranjos mais acústicos e adição de uma orquestra. Seria fantástico, se não tivessem abandonado a ideia e optado por shows padrões, para "satisfação do público em geral".
Assim, a fase 2015 da turnê teve apenas algumas performances acústicas, como "Ordinary Love", "Stuck In A Moment You Can't Get Out Of" e "Party Girl", e surpresas mesmo há muito tempo não tocadas, foram "Two Hearts Beat As One" e "Satellite Of Love".

Curioso é que na turnê anterior, a grandiosa 360°, antes da estreia em Barcelona, Larry Mullen concedeu uma entrevista e revelou o que a banda planejava para apresentar ao público: um set acústico estendido no meio do show, revisitando canções de 'Achtung Baby' e outras canções pouco ou jamais tocadas antes na carreira da banda.
A turnê não trouxe este set acústico estendido, e apenas algumas canções foram tocadas neste formato em alguns shows.
Em compensação, apresentaram sim canções jamais tocadas ao vivo antes, como "Electrical Storm" e "Your Blue Room". Ensaiaram "Drowning Man", com Bono tendo um chapéu para uma performance teatral, mas não apresentaram ela.
Revisitaram 'Achtung Baby' apenas com a volta depois de muito tempo, de "Ultraviolet (Light My Way)", e chegaram a ensaiar "Tryin' To Throw Your Arms Around The World", mas não tocaram.
Trouxeram de volta pérolas como "Scarlet", "The Unforgettable Fire", "MLK", "In A Little While", "Zooropa" e "Love Rescue Me".

Vale lembrar: nesta mesma entrevista de Larry Mullen sobre a 360°, antes de ver o grandioso palco montado pela primeira vez, ele declarou: "Nós não queremos outra turnê Popmart".

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Acredite: o tema da série infantil Teletubbies foi usado na turnê 360° do U2


Ao pegar setlists impressos do U2 na turnê 360°, você se deparava com algo curioso: quando a banda realizava a transição de "Zooropa" para "City Of Blinding Lights" em alguns shows no final da turnê, havia uma instrução escrita.....Tellytubbies!

É isso mesmo, houve em shows da turnê, um áudio da série infantil Teletubbies!
Teletubbies é um programa de televisão produzido pela BBC voltado para bebês e crianças pré-escolares, produzido de 1997 a 2002 pela Ragdoll Productions.



O diretor Willie Williams escreveu em seu diário de turnê:

"Há alguns novos elementos que estamos trabalhando para os shows. Eu estava no camarim da banda, e Bono me contou que ficou na estrada em Vancouver, teve que pedir carona, e uma mulher e seu parceiro, um jogador de hóquei, pararam para ajudá-lo. Ele também me perguntou se eu tinha visto o disco voador que estava pairando sobre o show na noite passada em Winnipeg, antes de terminar a conversa perguntando se eu achava que seria possível fazer um segmento musical entre "Zooropa" e "City Of Blinding Lights" usando a música tema dos Teletubbies.
Fiquei me perguntando se eu tinha caído num buraco na realidade mas, por curiosidade, levantei alguns videos dos Teletubbies no YouTube. The Edge chegou neste momento e então ele e Bono ficaram sentados assistindo os Teletubbies, brincando através da TellytubbyLand, murmurando ocasionalmente comentários tipo 'é fantástico'. Eu vi que a probabilidade de me ver desaparecendo num buraco parecia estar aumentando a cada minuto, então deixei os dois ali e fui tomar meu chá.
Os eventos acima foram reais. O jogador de hóquei que ajudou Bono, depois ganhou ingressos para assistir a banda. O disco voador, era um tipo de dispositivo flutuante por controle remoto, e com luzes de LED nele.
Com essas duas revelações, eu decidi então fazer a edição do áudio do tema dos Teletubbies."

Neste vídeo do show em Montreal, se ouve claramente o tema dos Teletubbies na transição entre as canções, aos 3 minutos e 25 segundos:

Segredos Revelados: a entrada de Bono na turnê Popmart ao som de "Pop Muzik"


Na turnê Popmart que aconteceu nos anos de 1997/1998, o U2 atravessa no meio do público e entrava no palco ao som da canção "Pop Muzik", de 1979, o único hit do projeto chamado simplesmente de M, do inglês Robin Scott.
Bono subia no palco vestindo um roupão de boxeador, para na sequência abrir o show cantando "Mofo".



O ex empresário da banda, Paul McGuinness, revelou de quem foi a ideia desta abertura:

"Acho que foi ideia do Bono. Nós iríamos abrir a turnê em Las Vegas e daí vem a mente Oscar de la Hoya - queríamos copiar o manto de um autêntico pugilista e eu acho que Bono sugeriu a entrada no palco como um boxeador entrando em um ringue em Las Vegas.
Então essa foi uma boa ideia, e boas ideias tem muitos pretendentes. O sucesso tem muitos pais, e o fracasso é órfão."

Não-Oficial: um vídeo para "Exit"


Antigamente, era comum ver bandas divulgarem seu trabalho, com um vídeo montado trazendo imagens da performance ao vivo, mas com o áudio original de estúdio da canção.

E se o U2 tivesse alguns vídeos assim também? O colaborador Márcio Fernando criou mais um vídeo, agora um para "Exit", com a performance no show em Paris na turnê The Joshua Tree, e com o áudio substituído pela versão de estúdio da canção! Confira:

domingo, 22 de maio de 2016

Willie Willians comenta sobre o memorável show do U2 em Belfast na Popmart Tour


Em 26 de Agosto de 1997, o U2 realizou um show no Botanic Gardens, em Belfast, Irlanda Do Norte, pela turnê Popmart.
O diretor de shows do U2, Willie Willians, relembra esta apresentação como memorável, sendo que ele aconteceu apenas seis semanas do cessar fogo paramilitar do Exército Republicano Irlandês (IRA). Como ele disse em seu diário de turnê, foi um "sorriso nos olhos irlandeses".

Willie Willians: "U2 tocando em Belfast pela primeira vez em dez anos, é o maior concerto já realizado na Irlanda do Norte, e o cessar-fogo do IRA tem apenas seis semanas. É difícil saber o que dizer. É suficiente dizer que este foi um show muito turbulento, com um público barulhento composto por pessoas de todos os lados do debate político. Por duas horas, a política foi colocada de lado e a música governou. Como Bono disse no aeroporto na chegada: "nós não viemos trazer a paz, nós viemos para fazer um monte de barulho". Lembre-se, The Edge não pôde ajudar, mas introduziu seu momento karaokê dizendo: "esta canção não é uma canção rebelde..." (grande parte da platéia aplaudiu)
Edge cantou uma canção de Elvis Presley e dedicou a todos os envolvidos no processo de paz. A canção? "Nós não podemos continuar juntos, com essas desconfianças (We can't go on together, with suspicious minds".

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...