Anúncios

sexta-feira, 6 de maio de 2016

U2 na turnê 'A Conspiracy Of Hope' - Parte 01


Para aumentar a conscientização das questões de direitos humanos e para homenagear o 25º aniversário da Anistia Internacional, uma lista impressionante de músicos se juntaram em junho de 1986.
Anunciada como 'A Conspiracy Of Hope', a turnê foi marcada em seis cidades americanas e divulgada em conferências de imprensa, eventos de mídia e nos shows, os artistas envolvidos falavam para o público sobre as questões da dignidade humana e dos direitos humanos, convidando uma nova geração à tomar medidas para libertar prisioneiros de consciência em todo o mundo. A turnê contou com Sting, U2 e Bryan Adams como artistas principais do projeto, com Peter Gabriel, Lou Reed, The Neville Brothers e Joan Baez como shows de suporte para as atrações principais.
O último concerto da turnê teve lugar no Giants Stadium, diante de um público com lotação esgotada de 70.000, e expandiu a formação do line-up. Este evento tornou-se uma maratona de 12 horas, com performances à partir do meio-dia até quase meia-noite e foi transmitido simultaneamente no mundo todo pela MTV e pela rede de rádio Westwood One. Para este grande evento de mídia, celebridades e líderes da indústria do entretenimento se juntaram aos músicos, aparecendo na câmera em anúncios de serviço público e diversos, incluindo Bill Graham, Darryl Hannah, Robert DeNiro, Bill Bradley, Christopher Reeve, Michael J Fox, Muhammed Ali e todos apareceram no palco para anunciar os artistas. Além dos acima mencionados, headliners e atos de apoio, para este concerto final, artistas adicionais incluíam John Eddie com Max Weinberg, Third World, The Hooters, Peter Paul & Mary, Little Steven com Bob Geldof, Stanley Jordan, Joan Armatrading, Jackson Browne, Rubén Blades, Yoko Ono, Howard Jones, Miles Davis e Joni Mitchell. Carlos Santana também participou em diversos shows (incluindo The Neville Brothers, Ruben Blades e Miles Davis) e a noite culminou com uma reunião muito divulgada antes: do The Police.
Um destaque daquela noite foi o show do U2, o grupo que muitos dos participantes, ouvintes de rádio e televisão mais queriam ouvir. Embora não tão óbvio no momento, aquela noite foi um grande momento na carreira da banda.




O The Police, indiscutivelmente o grupo mais popular do mundo naquela época, estavam terminando sua carreira (antes da reunião que aconteceu duas décadas mais tarde) e passaram a tocha para o U2. Naquele momento, o U2 estava nos estágios iniciais de amadurecimento musical, tendo lançado o seu quarto álbum, 'The Unforgettable Fire', um trabalho igualmente temperamental e explosivo que levava o grupo a maioridade. Embora uma mudança dramática e muito mais experimental do que qualquer um de seus trabalhos anteriores, 'The Unforgettable Fire' continha música assombrosa que não era só um salto artístico, mas um claro precursor para a estatura criativa mais plenamente realizada em seu próximo álbum, 'The Joshua Tree'.



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...