"Song For Someone" 360 Version

Anúncios

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Showgirls (1995) - U2/Cinema

Uma jovem mulher, decidida a fugir de seu tumultuado passado, vai para Las Vegas com o objetivo de tornar-se dançarina, mas logo tem toda a sua bagagem roubada. No entanto, faz amizade com uma costureira, que trabalha no showbiz, e as duas passam a dividir um modesto local. Para sobreviver, começa a trabalhar como stripper em uma casa noturna de reputação duvidosa e, em virtude do seu belo rosto e de um corpo escultural, também atrai clientes, que desejam fazer com ela a "dança do colo", na qual ela pode fazer tudo com um homem mas ele não pode tocá-la. Com o tempo, ela passa a ser corista no show de um grande cassino, mas surge uma rivalidade indisfarçável entre ela e a estrela do show. Até que, quando ela começa a se envolver com o responsável pelos espetáculos, fica claro que o cassino é pequeno demais para ela e sua rival.
Durante o filme, pode-se ouvir a versão de Numb (Gimme Some More Dignity Mix), do U2. Mas na trilha do filme, a música não foi incluída.
A canção faz parte do albúm promocional 'Melon: Remixes For Propaganda', lançado pelo U2 em edição especial para o fã clube Propaganda.
+++++++++++++++++++++++++++
Teaser Trailer:

A Good Man/Patrol Car Blues

Em 1999, Dave Stewart compôs a trilha sonora do filme 'Cookie's Fortune '. Ele era integrante do duo britânico Eurythmics.
Dave convidou dois amigos seus, Bono e Edge; para participar do album.
The Edge tocou guitarra na faixa instrumental 'Patrol Car Blues', e Bono fez backing vocais na canção 'A Good Man'.
+++++++++++++++++++++++
Trailer:


Ouça aqui trechos da trilha sonora: http://www.amazon.com/Cookies-Fortune-Motion-Picture-Soundtrack/dp/B00000IJG7

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Pret-A-Porter (Ready To Wear - 1994) - U2/Cinema

Em Paris, durante a semana de apresentação das coleções prêt-à-porter, vários personagens se cruzam em sub-tramas. Paralelamente aos desfiles é investigada a morte do Presidente da Câmara de Alta Costura, que tinha vários desafetos, incluindo sua própria esposa, fazendo crescer o número de suspeitos, apesar de na verdade ele ter morrido mesmo ao se engasgar com um sanduíche.
Na trilha sonora do filme, que inclui Rolling Stones, Cramberries e Janet Jackson; o U2 contribui com a versão Perfecto Mix de Lemon; remixada pelo DJ Paul Oakenfold. Anteriomente foi lançada como Lado B no single de Stay Faraway So Close, além dos cd's promocionais de Lemon e Melon.
++++++++++++++++++++++++++++
Áudio:

Click (Click - 2006) - U2/Cinema

Michael Newman (Adam Sandler) é um arquiteto workaholic que descobre um controle remoto universal. Em vez de controlar objetos eletrônicos, o objeto é capaz de controlar as situações em sua vida. Os problemas acontecem quando o objeto começa a controlar também as escolhas de Michael.
A canção do U2 presente na trilha sonora é Ultraviolet (Light My Way), do álbum Achtung Baby. Além do U2, estão na trilha The Strokes, Tears for Fears, Cramberries, The Offspring e Air Supply, entres outros.
+++++++++++++++++++++
Audio:
U2 - Ultraviolet (Light My Way).

Trailer:

Três Reis (The Three Kings - 2000) U2/Cinema

Em março de 1991, foi assinado o cessar-fogo na Guerra do Golfo. Em meio às comemorações no acampamento norte-americano, um mapa é descoberto junto a um dos prisioneitos iraquianos. Mostrando a rota de um tesouro enterrado no deserto do Iraque, quatro soldados americanos resolvem partir em sua busca.
A canção que ilustra melhor o clima do filme é “In God’s Country” do U2, usada para sublinhar a vastidão, o calor e a aridez do deserto iraquiano.
A canção toca nos créditos finais do filme, mas não está presente na trilha sonora do filme.
Ela é do album The Joshua Tree, do U2, lançado em 1987.
+++++++++++++++++++++++++++
Trailer:

7 Dias (Seven Days - 2005) - U2/Cinema

Um produtor tem como grande sonho contratar o U2 para um show em Monterrey. Com a esperança de conseguir o dinheiro para isso, aposta e perde 500.000 dólares em um cassino. Falido e sem esperanças, pensa em dizer adeus ao seu sonho. Tony, um mafioso e filho do chefe da máfia, escuta os seus lamentos e não conseguindo esconder sua paixão pela banda convence o seu pai a dar 7 dias de tolerância ao produtor, mas para isso ele tem que conseguir organizar o show, pagar a dívida e salvar a sua vida.
O diretor mexicano Eduardo Arroyuelo revelou ter ficado aliviado ao receber a permissão de Bono para usar músicas e imagens do U2 no filme 7 Días.
Arroyuelo decidiu só consultar a banda após o termino das filmagens, mas para sua sorte, Bono autorizou o uso das músicas e imagens sem nenhum problema.“O meu telefone celular tocou e a primeira coisa que ouvi foi um sotaque irlandês perguntando, ‘Voce vai levar esse filme ao festival de Cannes?’. O Bono foi tão sincero e humilde que fiquei sem palavras. Conversamos por cerca de meia hora. Ele fez muitos elogios ao filme”, explicou o diretor.
A canção tema do filme é Miracle Drug, do U2; lançada originalmente no album How To Dismantle An Atomic Bomb em 2004. ++++++++++++++++++++++++++
Trailer:

O Fantasma Do Futuro (Kokaku Kidotai / Ghost in the Shell - 1995) - U2/Cinema

Major Motoko, líder do Esquadrão Shell, grupo formado pelo governo para combater uma onda de crimes, é informada que o famoso criminoso, "Mestre Marionete" um "expert" em computadores, está no Japão. Durante a investigação, descobre-se que o super "hacker" surgiu como um vírus, fabricado pelo próprio Ministério como parte de uma operação internacional fraudulenta. Sabendo que esta informação pode ser o seu fim, o Ministério ataca o Esquadrão Shell na esperança de resgatar o "Mestre Marionete".
Na versão original japonesa do filme, a música que toca nos créditos é 'Reincarnation III', de Kenji Kawai.
Na versão Americana, a canção dos créditos finais é 'One Minute Warning', do Passengers, um projeto do U2 com Brian Eno.
Na trilha sonora original do filme, One Minute Warning não está incluída. Ela só é encontrada no CD Original Soundtracks 1, do Passengers.
+++++++++++++++++++++++++++++++
Audio:

Trailer:

O Diabo Veste Prada (The Devil Wears Prada - 2006) - U2/Cinema

Andrea Sachs (Anne Hathaway) é uma jovem que conseguiu um emprego na Runaway Magazine, a mais importante revista de moda de Nova York. Ela passa a trabalhar como assistente de Miranda Priestly (Meryl Streep), principal executiva da revista. Apesar da chance que muitos sonhariam em conseguir, logo Andrea nota que trabalhar com Miranda não é tão simples assim.
A loucura da nova vida de Andy no filme é coroada com "Crazy" na voz de Alanis Morissette, e a chegada à Paris (a Cidade-Luz) é musicada com "City Of Blinding Lights", do U2.
A trilha sonora além destes traz Madonna e Jamiroquai, como destaques.
++++++++++++++++++++++++++++++
Trailer:

Roubando Vidas (Taking Lives - 2000) - U2/Cinema

A agente especial do FBI Illeana Scott (Angelina Jolie) é perita em perfil criminal e não crê nas técnicas tradicionais para decifrar uma mente assassina. Sua abordagem não-convencional é muitas vezes o único meio de descobrir a identidade dos assassinos, para que a polícia os capture. Paquette (Olivier Martinez) e Duval (Jean-Hughes Anglade) são detetives de Montreal que investigam uma morte e se vêem obrigados em aceitá-la para entrar na mente de um assassino. Scott entra no caso e pressupõe que criminoso é um "rouba-vidas", isto é, assume a identidade das vítimas. À medida que aumenta a pressão para a captura do assassino, os métodos nada ortodoxos de Scott a distanciam de Paquette e Duval. Seu comportamento aparentemente frio esconde uma intensa paixão pelo trabalho, mas quando uma atração inesperada a lança num envolvimento amoroso a renomada especialista começa a duvidar de seus instintos.
No início e nos créditos finais, a versão de estúdio de Bad, do U2; é tocada.
O filme não possui uma trilha sonora.
++++++++++++++++++++++
Audio: U2 - Bad



Trailer:

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Forças Da Natureza (Forces Of Nature - 1999) - U2/Cinema

Foi somente a dois dias do seu casamento que os planos de Ben (Ben Affleck) se descontrolaram ao ficar retido em Nova Iorque, sem transporte para ir ao encontro da sua nervosa noiva, em Savannah. Contra sua vontade e seguro das dificuldades que terá de enfrentar ao viajar com Sarah (Sandra Bullock) uma jovem impetuosa e de espírito aberto, dão início à mais turbulenta viagem do ano. A princípio, estes dois opostos atraem tudo o que são problemas numa série de contratempos cómicos e desastres irreais. Mas uma irresistível atração e as forças da natureza, ameaçam afastá-los para sempre.
O U2 participa da trilha do filme com a cover de Everlasting Love, escrita por Mac Gayden e Buzz Cason e gravada originalmente por Robert Knight.
A canção já tinha sido lançada anteriormente em algumas edições do single de All I Want Is You. A canção foi gravada no STS Studios, em Dublin.
Aos 1m:39s da música, claramente percebe-se um riso de Bono.
+++++++++++++++++++++++++++
Trailer:

Três Formas De Amar (Threesome - 1994) - U2/Cinema

Devido à um erro de computador, uma jovem é encaminhada ao alojamento masculino da universidade, onde irá dividir o quarto com dois rapazes e juntos formarão um insólito triângulo amoroso, assim começa a historia de Eddy, Alex e Stuart. Divertida comédia romântica, sobre três estudantes que se tornam mais do simples colegas de quarto e melhor do que bons amigos. A aspirante a atriz Alex (Lara Flynn Boyle) traz uma mudança na vida sexual de Stuart (Stephen Baldwin) e Eddy (Josh Charles). Rapidamente Stuart tenta seduzí-la, mas descobre que ela está realmente interessada em seu amigo Eddy. Mas Eddy tem desejos que até ele mesmo desconhece, o que vira uma verdadeira confusão, e vivem uma história de amor onde três não são demais.
A trilha sonora do filme traz grandes bandas dos anos 80, como Tears For Fears, Duran Duran, New Order, The The, General Public.
O U2 participa da trilha do filme com a versão longa da canção Dancing Barefoot, originalmente gravada por Patti Smith.
Esta versão já tinha sido lançada anteriormente no single de When Love Comes To Town, do U2.
+++++++++++++++++++++++
Audio:

That's Life (A Good Thief Soundtrack - 2003)

No filme Lance De Sorte, Bob Montagnet (Nick Nolte) é um americano viciado em jogo e em drogas que vai parar no Sul da França, sem sorte nem dinheiro. Bob elege como ambiente perfeito para exercitar suas habilidades a boate do inescrupuloso Remi (Marc Lavoine). Lá ele se encanta pela jovem Anne (Nutsa Kukhianidze), que tira da prostituição. Depois de uma briga envolvendo a polícia e Remi, Bob salva a vida do detetive Roger (Tchéky Karyo), de quem é amigo de longa data. Após ver seus últimos trocados irem embora nas corridas, Bob recebe um ousado convite: participar de um grande golpe com a ajuda do colega Vladimir (Emir Kusturica), no qual assaltarão um dos principais cassinos de Montecarlo no dia do Grande Prêmio de Mônaco.
Para a trilha sonora do filme, Bono regravou a canção "That's Life", originalmente gravada por Frank Sinatra.
++++++++++++++++++++++++++++++
Trailer:


Curiosidade: A trilha orquestrada do filme foi gravada no Windmill Lane Studios, assim como o vocal de Bono para a canção That's Life.
Neste estúdio, o U2 gravou seus três primeiros albuns e também seu álbum mais famoso, The Joshua Tree.

Johnny Mnemonic, O Cyborg do Futuro (2005) - U2/Cinema

Em 2021, o mundo inteiro está conectado através de uma gigantesca Internet. Metade da população é afetada pela NAS, uma espécie de AIDS do século XXI, que consiste em ter uma alergia fatal às ondas eletromagnéticas. No entanto, um mensageiro cibernético (Keanu Reeves) é contratado para transportar 320 gigabytes que contêm a cura para este mal em um chip implantado no seu cérebro. Entretanto, seu cérebro está saturado e um grupo planeja impedi-lo de levar esta informação. Deste modo, ele tem apenas um dia para salvar a si e ao mundo.
A trilha sonora traz uma canção do U2: Alex Descends Into Hell For A Bottle Of Milk/Korova 1.
A canção foi composta por Bono e The Edge para uma peça de teatro adaptada do livro "A Clockwork Orange", de Anthony Burgess . Aqui no Brasil, ficou conhecido como 'Laranja Mecânica'.
O nome da canção tem citações para Alex (Alexander), que é o nome do 'delinquente social'; e leite; porque Alex e sua turma tomavam 'leite com drogas'.
Antes de fazer parte da trilha sonora de Johnny Mnemonic, a canção entrou no Lado B do single The Fly do U2, em 1993.
+++++++++++++++++++++++++++++
Áudio:

Trailer:

Contagem Regressiva (Blown Away - 1993) - U2/Cinema

Ryan Gaerity (Tommy Lee Jones) escapa de uma prisão na Irlanda do Norte, enquanto que Jimmy Dove (Jeff Bridges), um membro do esquadrão anti-bombas de Boston, se aposenta desta arriscada vida e se casa. Mas estes homens aparentemente desconhecidos estarão brevemente muito ligados, pois Ryan começa a provocar explosões que fazem vítimas, forçando Jimmy a voltar à ativa rapidamente, ignorando que o responsável é um antigo companheiro de lutas.
Os dois participaram do grupo terrorista IRA, o Exército Republicano Irlandês, que atua na Irlanda contra a ocupação Inglesa no país.


No filme tocam duas canções do U2: “With Or Without You” e “I Still Haven´t Found What I´m Looking For”. Mas apenas ''With Or Without You'' está presente na trilha sonora do filme.
O personagem de Tommy Lee Jones compra um brinquedo de uma criança na rua e a mãe desta criança, que vende artigos em uma feira de rua; oferece à ele uma fita cassete do U2 por 1 dólar. Ele pergunta: “U – quem?”, e a mãe diz: 'é U2, todo mundo conhece!'
Ele não conhecia a banda porque passou muitos anos na prisão.
Ele começa à fabricar bombas ouvindo as músicas do U2 deste cassete.
++++++++++++++++++++++++++++++++
Trecho com "I Still Haven't Found What I'm Looking For":

Trecho com"With Or Without You":

Trailer:

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Love Comes Tumbling (Alternate Vocal) / A Sort Of Homecoming (Live From Wembley Different Mix) - Áudio

Love Comes Tumbling é uma canção Lado B do U2, e 3 versões diferentes desta canção estão espalhadas em singles, EP e coletânea da banda.
A versão normal de Love Comes Tumbling aparece no EP 'Wide Awake In America' e no single de 'The Unforgettable Fire'.
A versão com o falso início e com a introdução "When you make love, go a little bit faster'' saiu na versão Canadense do single em vinil e cassete single. E posteriormente, esta versão saiu no disco de B Sides da coletânea The Best Of U2 1980 -1990.
E uma terceira versão da música, ainda mais rara que as anteriores; foi lançada apenas no single em vinil Australiano, versão 12''.
Esta versão é conhecida como 'Alternate Vocal', e é um take alternativo da versão normal. Ela contém um vocal diferente de Bono, além de mudanças na letra da canção.
--------------------------------------------
Audio 'Love Comes Tumbling (Alternate Vocal):
------------------------------------------
Observação: Também no single em vinil lançado na Austrália, um mix diferente da versão ao vivo de A Sort Of Homecoming foi incluído. Esse mix tem backing vocais do The Edge, não incluídos nas outras versões dos singles de 'The Unforgettable Fire' e do EP 'Wide Awake In America'.

The Unforgettable Fire - Single



Single de 'The Unforgettable Fire'. Vinil versão 12'' lançado pela Island Records em abril de 1985. Importado da Inglaterra, 45RPM, raridade. Número de catálogo: 12IS220

Tracks:
The Three Sunrises (3:52)
The Unforgettable Fire (4:56)
A Sort of Homecoming (Live from Wembley) (4:06)
Love Comes Tumbling (4:45)
Bass Trap (Instrumental) (5:17)

The Unforgettable Fire é a mesma versão encontrada no album.
The Three Sunrises, Love Comes Tumbling e A Sort Of Homecoming são as mesmas versões lançadas no EP 'Wide Awake In America'.
Bass Trap é o Lado B inédito do single.

The Three Sunrises: Produced by U2 / Brian Eno / Daniel Lanois. Mixed by U2 / Kevin Moloney.
The Unforgettable Fire: Produced by Brian Eno / Daniel Lanois. Additional Engineering by Kevin Killen.
A Sort of Homecoming: Produced by Tony Visconti. Location Engineer: Kevin Killen. Recorded live at Wembley and Good Earth Studios.
Love Comes Tumbling: Produced by U2. Engineered by Paul Thomas. Mixed by U2 / Kevin Moloney.

Ao término da turnê War, o U2 doou para o Chicago Peace Museum todo o cenário utilizado na turnê, para ser exibido em uma exposição muito particular: pinturas feitas por moradores de Hiroshima e Nagasaki à época do bombardeamento das cidades japonesas, na Segunda Guerra Mundial. O nome da exposição era “The Unforgettable Fire”.
A exposição sensibilizou muitos os quatro músicos e acharam que o nome daria uma bela idéia para um novo disco.
A faixa The Unforgettable Fire foi o segundo single do album.
O album representou uma virada na carreira do U2, na medida que as letras de Bono se tornaram mais complexas e sutis e a guitarra de The Edge descobriu novos sons.

Pride (In The Name Of Love) - Single



Single de Pride (In The Name Of Love). Vinil versão 12'', lançado pela Island Records em setembro de 1984. Raridade, 45RPM, importado da Inglaterra. Número de catálogo: 12IS202

Tracks:
Pride (Single Version) (4:40)
Boomerang I (Instrumental) (2:47)
Boomerang II (4:48)
4th of July (Long Version - Instrumental) (2:38)

A versão de Pride do single é diferente da versão encontrada no album The Unforgettable Fire.
4th Of July deste single também é diferente da versão do album. Ela é uma versão mais longa da canção.
Boomerang I e Boomerang II são dois lados B inéditos do single. A versão I da canção é instrumental, enquanto a versão II tem vocais.
=================================
Na contracapa do single, está escrito: "Recuso-me a aceitar a ideia cínica de que as nações têm de se envolver numa espiral militarista até ao inferno de uma destruição termonuclear. Acredito que a verdade desarmada e o amor incondicional terão a última palavra. É por isso que o bem provisoriamente vencido é mais forte que o mal triunfante."
Isto foi dito por Martin Luther King ao receber o Prémio Nobel da Paz em 1964.
=============================
Pride (In The Name Of love) é uma homenagem ao líder negro Martin Luther King. Bono comentou sobre Pride: “Originalmente escrevi ‘Pride” em cima de Reagan. Reagan e sua atitude ambivalente sobre a América e como ele queria construir um imenso arsenal nuclear, mas isso não estava funcionando. Então lembrei uma frase de um velho sábio que havia me dito ‘não tente enfrentar a escuridão com a luz, somente faça a luz brilhar mais intensamente. Foi então que percebi que estava dando importância em demasia a Reagan. Comecei a pensar em Martin Luther King e vi que ele era o homem.”Para The Edge, “Pride” foi a melhor canção pop que já escreveram. “Para mim 'pop' tem a melhor conotação possível, quando você consegue fazer uma idéia ser perfeitamente entendida. Me lembro quando Bono disse que queria fazer uma música falando das lutas pacifistas e queria incluir Martin Luther King. Eu exclamei que isso não ia funcionar, mas de repente ele veio com a letra e percebi que era maravilhosa. Não havia o que retocar. Foi simples assim.”
=================================
Curiosidade: a música tem um 'erro', que pode ser chamado de 'licença poética'. A letra da música diz "Early morning, April 4th, a shot rings out in the Memphis sky" ("cedo pela manhã, 4 de abril, uma bala é disparada no céu de Memphis"), uma referência ao assassinato de MLK. No entanto, ele foi morto no começo da noite. Bono admite que errou mas, se corrige dizendo que colocou "morning" porque só ficou sabendo do acontecido... na manhã do dia seguinte.

Jump Start My Heart (Unreleased Song)

Em 2001, como divulgação para o filme 'Million Dollar Hotel', foi produzido um especial para um canal francês de filmes independentes. Esse especial foi chamado de "The One Dollar Diary", um making off do filme 'Million Dollar Hotel'. Neste making off foi mostrada uma canção gravada por Bono, Daniel Lanois e a MDH Band; que não foi utilizada no filme e na trilha sonora.
A canção é 'Jump Start My Heart', com duração de '02:45'. A música é uma versão demo inacabada, com Bono no vocal.

Na época do lançamento do especial, essa canção apareceu em sites no formato Real Audio. E prontamente se tornou mais uma raridade para os fãs.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Fire (Instrumental Hidden Track) (0:30)

Em 1980, algumas versões do album Boy em Vinil, continham raros 30 segundos de uma canção instrumental. Esse trecho aparecia no album logo depois da última canção, Shadows And Tall Trees. Esse trecho não era citado na contracapa, então ficou conhecido como a 'faixa escondida'.
Em 1981, quando o album October foi lançado; uma das faixas do album era a canção 'Fire'. E aquele fragmento de 30 segundos da canção instrumental do album Boy nada mais era que um trecho 'demo' da canção Fire, anteriormente desconhecida.
Esses 30 segundos se tornou uma raridade para colecionadores do U2.

11 O' Clock Tick Tock (Long Version)

==============================================
Para promover o album The Unforgettable Fire, o U2 lançou o single de Pride (In The Name Of Love). Na Versão II do single, lançado na Inglaterra, Japão, Canadá, Espanha e Austrália; a banda incluiu uma versão alternativa nunca lançada anteriormente de 11 O Clock Tick Tock (single de 1980, o primeiro do U2 pela Island Records e a primeira gravação no Windmill Lane Studios).
Neste single de 1984, foi utilizada uma versão mais longa da música, com uma introdução maior e o solo final de guitarra estendido. Este single se tornou raro, assim como a versão da música.


Curiosidade: a capa do single de Pride dá destaque à canção, com os dizeres: 'Contains previously unreleased version of 11 O' Clock Tick Tock'.

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

America's Song - Audio

Will.i.am e o produtor musical David Foster se uniram para criar a canção "America´s Song".
Em ocasião especial da posse de Barack Obama, o programa de Oprah Winfrey mostrou a música, onde vários cantores participaram, para dar as boas-vindas a Barack Obama à Casa Branca. Entre eles Seal, Usher, Anderson Cooper, Mary J. Blige e Bono.

A canção ficou disponível gratuitamente para download por 24 horas no site da apresentadora Oprah.

Observação: O U2 fechou a maratona de shows We Are One realizada dia 18 de Janeiro. O evento marcou o início das comemorações da chegada de Barack Obama à presidência dos Estados Unidos. A posse aconteceu oficialmente na terça-feira, 20 de Janeiro. Durante a apresentação, Bono fez referência ao discurso realizado por Martin Luther King, em 1963, no Lincoln Memorial, mesmo lugar onde aconteceu o We Are One. King, líder norte-americano que lutou pelos direitos civis e contra o preconceito racial, falou sobre o "sonho americano" e a necessidade da igualdade entre os cidadãos.Antes da primeira música, "Pride (In the Name of Love)", Bono disse ao público de mais de 500 mil pessoas (e a Obama e sua família, que estiveram presentes no evento): "Neste ponto onde estamos, há 46 anos o Dr. King teve um sonho. Na terça-feira, aquele sonho vai se tornar realidade".No meio da faixa, Bono acrescentou que "este não é apenas um sonho americano, é também um sonho irlandês, um sonho europeu, africano...um sonho israelense e palestino". Para terminar, o vocalista disse que era "uma emoção honrar" o novo presidente.O evento teve apresentações de diversos artistas, entre eles Bruce Springsteen, Shakira, Usher, Jon Bon Jovi e Stevie Wonder.
---------------------------------------------------
Video ''America's Song'':


Vídeo: 'U2 On We Are One Concert':

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

A Dying Sailor To His Shipmates - Audio

Em 2006, inspirados no sucesso cinematográfico de 'Piratas Do Caribe'; Gore Verbinski, Johnny Depp e Hal Willner juntaram forças com a Anti Records para criar "Rogue's Gallery: Pirate Ballads, Sea Songs & Chanteys", algo como "Galeria do Vadio: Baladas de Piratas, Canções do Mar e Cânticos. Um CD duplo com muitas canções sobre o mar e piratas.
Bono, Sting, Nick Cave e alguns outros cantores emprestaram seus talentos para o álbum. Os artistas gravaram suas canções, normalmente em menos de um dia; com alguma das seis bandas montadas em vários locais pelo mundo. Em um momento, oito canções foram gravadas em um dia por oito cantores diferentes. Mais de 600 canções foram encontradas pelo produtor Willner que explorou lojas de antiguidades, o eBay e a internet para formar a lista. A relação de canções finalmente foi encurtada para 60 canções que foram gravadas, 43 das quais foram inseridas no álbum.
Bono colaborou cantando na faixa 'A Dying Sailor To His Shipmates', canção gravada no Westland Studios, em Dublin; Irlanda.
Hal Willner já tinha trabalhado com Bono na trilha sonora de 'Million Dollar Hotel'.
No encarte, a canção que Bono canta é descrita como: '"A haunting ballad of the 19th century whaling ships. As well as being musical, sailors often displayed great poetic ability, as in the lyrics of this powerful song.'
==================================
Audio 'A Dying Sailor To His Shipmates':

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Joy (Mick Jagger and Bono) - Audio

Em 2001, o vocalista do Rolling Stones lançou seu quarto album solo, chamado 'Goddess In the Doorway'.
Para este album, Mick convidou alguns artistas de renome internacional como: Bono (U2), Lenny Kravitz, Wycleaf Jean (Refugges), Rob Thomas (MatchBox 20), entre outros.
Jagger pediu para Bono cantar nesta faixa porque ela tinha uma forte vibração gospel. "Eu tive que procurar por ele nesta cidade da Alemanha (onde o U2 estava em turnê)", conta. "Nós a gravamos em um pequeno hotel, no meio da floresta, muito gripados. Se eu fosse ele, teria falado para voltar na semana seguinte, mas ele se dedicou ao máximo para conseguir cantar. No final das contas, a voz ficou ótima."
A canção é sobre alguém em busca de Buda... mas no volante de um carro possante!
================================
Audio 'Joy':

================================

Curiosidade: Mick Jagger e sua filha gravaram vocais para a canção 'Stuck In A Moment', do U2. Mas quando o U2 lançou o album 'All That You Can't Leave Behind', essa versão com Mick e sua filha ficou de fora. E permanece inédita até hoje.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band (U2 and Paul McCartney) - Audio

Bob Geldof oficializou o Live 8, um show beneficente inspirado no Live Aid, que aconteceu nos anos 80 reunindo grandes nomes da música. O concerto beneficente "Live 8 - One Day One Concert One World" foi realizado em 2 Julho de 2005, 20 anos após o concerto Live Aid.
Nove concertos simultâneos juntaram os maiores artistas do mundo nos palcos de Londres, Paris, Berlim, Roma, Tóquio, Moscou, Toronto, Joanesburgo e Filadélfia. Os concertos foram o ponto de partida para o movimento "Long Walk To Justice" em apoio às campanhas "Make Poverty History" e "Global Call To Action". Os concertos foram realizados para pressionar os líderes mundiais do G8 (sete países mais ricos do mundo e a Rússia) a tomar atitudes contra a pobreza no mundo, especialmente na África.
Paul Mccartney e U2, que já haviam participado do Live Aid em 1985, novamente estariam presentes neste novo concerto.
Paul McCartney e U2 silenciosamente entraram no palco do Hyde Park de Londres para iniciar os shows do Live8, e cantaram Sgt Pepper's Lonely Hearts Club Band, dos Beatles.
Músicos de apoio entraram vestidos com as fardas utilizadas no album Sgt Peppers.
A letra da música "it was 20 years ago" evocava o que ocorreu "há 20 anos atrás", ou seja; o concerto Live Aid.
Nas telas colocadas no palco, projetaram uma composição inspirada na capa do álbum do Sgt Peppers, atualizada com rostos de celebridades da atualidade, entre elas Britney Spears, Bill Gates e George Lucas.
Paul McCartney se retirou logo depois de cantar Sgt Peppers.
O U2 continuou no palco para executar as canções Beautiful Day, Vertigo e One.
45 minutos depois da apresentação de Sgt Peppers, a canção já estava disponível para venda na loja virtual iTunes. A música bateu todos os recordes de canções compradas pela internet.
======================
Video 'Sgt Peppers Lonely Hearts Club Band':


Video 'Vertigo':

=========================================

Curiosidade: Bono, revelou em entrevista que Paul McCartney se apresentou no Live 8 usando uma de suas jaquetas, mas sem a permissão dele. O cantor revelou que se surpreendeu ao perceber o fato quando se juntou ao ex-Beatle no palco para tocar Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band: “McCartney perguntou ao nosso figurinista de quem era uma jaqueta, e ele respondeu, ‘é do Bono, ela vai usá-la hoje’, aí o Paul disse, ""não, não vai. Eu vou vestir’”.
“Normalmente sou uma figura importante, mas não na frente de um Beatle”, brincou Bono.

This Heart/On Grafton Street/These Days in an Open Book/Don't Forget About Me - Audio

Adam Clayton e Larry Mullen participaram do álbum "Flyer", da cantora de folk music; Nanci Griffith.
Na faixa This Heart, Larry Mullen toca além de bateria, outros instrumentos de percussão. Um deles um bongo.
Em várias outras faixas do album, Larry foi o responsável pela mixagem.
Nas faixas "On Grafton Street", "These Days in an Open Book" e "Don't Forget About Me", Larry Mullen também toca bateria e percussão, e Adam Clayton toca baixo.
Lançado em setembro de 1994 pela Elektra, o album foi indicado ao Grammy de melhor album folk contemporâneo no 37th Annual Grammy Awards em março de 1995.
------------------------------
Video 'This Heart':


Trechos das canções do album: http://www.amazon.com/Flyer-Nanci-Griffith/dp/B000002HG5
------------------------------
Curiosidade: No encarte do album, Larry é creditado na canção 'This Heart', como 'Larry Lastword Mullen Jnr'.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

New Day - Audio

Em 1999, Bono e Wyclef Jean se juntaram e tiveram a idéia inicial de pegar uma canção de Wycleaf chamada 'New Day', e regravá-la adicionando vocais do Bono, com o título de 'War Child'. Um dia depois eles reescreveram partes da letra e gravaram os vocais da canção, que permaneceu mesmo com o título inicial.
O single beneficente de "New Day" foi lançado para ajudar no show de caridade 'NetAid' e a Wyclef Jean Foundation. A canção foi gravada em estúdio no porão de Jean em New Jersey.
A Net Aid é uma organização que luta para eliminar a miséria dos países subdesenvolvidos e a Wyclef Jean Foundation ajuda a montar programas de apoio a crianças e adolescentes dos Estados Unidos e do Haiti.
--------------------------------------------------
Video 'New Day':

Drowning Man (Madelyn Iris Featuring Bono)

Uma versão desconhecida de uma cantora desconhecida. Assim pode ser definida esta cover para Drowning Man, do album War do U2, de 1983.
A belíssima versão para a canção apareceu em 1999 no website (hoje em dia inacessível), de uma cantora chamada Madelyn Iris. Nenhuma informação adicional sobre essa artista é conhecida.
A versão de Drowning Man disponível naquela época no site, foi denominada como o Take 2 da canção; com Bono nos primeiros 54 segundos da canção lendo o poema "The Mother Of God", escrito por William Butler Yeats.
Não se tem informação se essa música saiu em algum CD, se essa cantora chegou a lançar algum album ou qual a origem desta versão. A voz da cantora lembra muito o vocal da líder da banda Clannad. A música ficou bem próxima de uma canção celta.

Os fãs do U2 tiveram acesso à canção, quando ela apareceu no bootleg "Bono: The Complete Solo Projects Vol.3"

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

What's Going On - Audio

"What's Going On" é uma canção de Marvin Gaye lançada em 1971. A música obteve um grande sucesso comercial, chegando ao segundo lugar da lista pop da Billboard, o primeiro da lista R&B e, em 2003; ocupou a quarta colocação na lista de melhores canções de todos os tempos da revista norte-americana Rolling Stone.
Para provar que no universo musical artistas não se reúnem somente em premiações ou para festejarem, mas também em prol de causas beneficentes; uma das maiores reuniões de artistas no século XXI (antes do Live Earth) se deu na regravação do sucesso-social de Marvin.
Em outubro de 2001, um grupo de artistas com o codinome de "Artists Against AIDS Worldwide" (Artistas Contra AIDS no Mundo) lançou um álbum com várias versões de "What's Going On". O intuito era beneficiar programas de AIDS na África e em outras regiões pobres no planeta. Jermaine Dupri produziu o álbum, que contou com as participações de P. Diddy, Bono, Gwen Stefani (No Doubt), Nona Gaye (filha de Marvin Gaye), Backstreet Boys, Britney Spears, Christina Aguilera, Destiny’s Child, Jennifer Lopez, Nelly Furtado, Michael Stipe (R.E.M.), Ja Rule, Alicia Keys, ‘NSYNC, Mary J. Blige, Nelly, Nas, Eve, Gwen Stefani, Darren Hayes (Savage Garden) e Fred Drust (Limp Bizkit). O single lançado trazia a participação de todos esses artistas cantando trechos da música. O videoclipe produzido inicia-se com um homem envolvido por faixas pretas com palavras escritas nelas. Nas sequências seguintes, os artistas aparecem em um estúdio com um simples pano no fundo e alguns carregam faixas com frases, como: “Drop the bept”, “Stop global AIDS” e “Treat the people”; e em outras, apresentam-se vendados pelas mesmas faixas que amarram o homem do início e vão retirando-as, revelando as palavras, como: negro, branco, mulher, revolucionário, liberal e anarquista. Para terminar, o homem liberta-se de todas faixas.
Como a canção foi registrada logo antes dos ataques de 11 de setembro de 2001, foi decidido depois que ela também beneficiaria a Fundação da Cruz Vermelha em prol dos ataques ocorridos nos EUA, além do Artists Against AIDS Worldwide. Para esse novo momento, o grupo foi intitulado: All Stars Tribute. Com isso, mais tarde, foi lançado um vídeo que alterna imagens dos escombros dos prédios do World Trade Center em Nova York, bombeiros realizando resgates dos feridos, fotos e homenagens prestadas às vítimas, com cenas feitas durante a gravação da canção no estúdio e os encontros entre os artistas, como Britney e as integrantes do grupo Destiny’s Child.
Junto com Leigh Blake, Bono é o produtor executivo do projeto e das faixas do album. Ele contribuiu com o vocal em algumas versões da canção.
-------------------------------
Video "What's Going On - All Star Tribute':

-----------------------------------------
Video 'What's Going On':

----------------------------------------
Video 'What's Going On Alternate Version':

----------------------------------------
Curiosidade: A 'London Version' traz The Edge tocando baixo, guitarra e fazendo backing vocais.

Slide Away - Audio

Michael Hutchence era maior que a vida. O talento e carisma desse performer e compositor permanece no imaginário coletivo dos que vivenciaram os anos 80 e 90. Como tantos outros ícones da história da música, teve uma morte precoce e trágica. Líder do INXS, uma das bandas pop mais famosas do mundo; deixou como herança um álbum solo inacabado, que estava gravando desde 1995 ao lado dos produtores Andy Gill e Danny Saber.
Michael cometeu suicídio pouco antes do fim das gravações do album.
A idéia de chamar Bono partiu dos produtores, porque sabiam que Bono e Michael eram grandes amigos. Após terminar a música, Bono disse: "sinto Michael dizendo adeus nessa música".
Bono gravou os vocais e escreveu partes da letra da canção.
Todas as letras do album são muito pessoais. O disco soa como um desabafo e reflete o estado de espírito de Michael Hutchence na época do trágico suicídio, já que esse trabalho começou a ser desenvolvido nos dois últimos anos de vida do cantor. Segundo Danny Saber, Michael ficou no estúdio com os produtores gravando e compondo durante toda a semana antes de sua morte.
Em seus últimos anos de vida, Michael Hutchence teve de conviver com a pressão dos tablóides ingleses, que não davam trégua a ele e nem a sua família. Morando em Londres desde 1995, travava uma luta diária com a mídia mais agressiva. Michael expôs em algumas canções do álbum solo a opressão e o sofrimento que vivenciava, vendo sua vida ser fragmentada, por ser tão perseguido pela mídia.
Aos 37 anos de idade, Michael Hutchence foi encontrado morto na suíte 524 do hotel Ritz-Carlton, em Sydney, na Austrália, estrangulado com um cinto em volta do pescoço.
---------------------------------------------
Audio 'Slide Away':

When the Stars Go Blue/Summerwine - Audio

Em 2002 a banda The Corrs gravou um especial de TV para o programa VH1 Special, no Ardmore Studios em Co. Wicklow, Irlanda. Bono foi convidado para um dueto com Andrea Corr em duas canções covers: "When The Stars Go Blue" de Ryan Adams, e "Summer Wine", famosa originalmente através de Lee Hazelwood e Nancy Sinatra. A performance do The Corrs neste especial foi gravada e lançada em CD.
Video 'Summerwine' - 'When The Stars Go Blue':

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

When Love Comes To Town - Compacto



Compacto americano de When Love Comes To Town, versão 7". Lançado em 1989 pela Island Records. 45 RPM. Raridade.

Country: USA
Label: Island Records
Catalog: 7-99225
UPC: 0 7567-99225-7 1

When Love Comes To Town é o terceiro single do album Rattle And Hum.
A versão de When Love Comes To Town do compacto é a mesma versão encontrada no album.
Dancing Barefoot é a versão longa da música. A canção original é da cantora Patti Smith.
----------------------------------------
When Love Comes To Town é um dueto do U2 com a lenda do Blues B. B. King. Músicos americanos de Blues foram uma grande influência para o U2, e o grupo tinha uma grande admiração por King. Em 1987, King fez um show em Dublin e descobriu que a banda estava sentada na platéia. Isso o deixou nervoso, porque naquele momento ele sabia que o U2 tinha estourado com o álbum Joshua Tree e era a sensação do cenário musical. Após o show, B.B foi homenageado pela banda, que revelaram ser grandes fãs dele. Tudo sobre grande aplauso da platéia.
Ele pediu para o Bono pensar nele em algum momento que fosse escrever uma canção. E When Love Comes To Town foi o resultado.
B.B tocou a canção com o U2 pela primeira vez num concerto da turnê Joshua Tree, em Fort Worth, Texas; em 24 de Novembro de 1987. Trechos deste show e da passagem de som com B B King entraram no filme Rattle And Hum. A versão utilizada no album Rattle And Hum foi gravada com BB King no Sun Studios, em Memphis, onde King é uma lenda.
Isto foi um grande impulso para a carreira de B. B. King. Embora ele fosse venerado na comunidade do Blues, ele não era bem conhecido no mundo do Rock e Pop. Sua associação com o U2 trouxe um enorme número de novos fãs, e mudou a dinâmica da sua platéia, que ficou dividida entre puristas do Blues e fãs de Rock. King ficou espantado como Bono poderia escrever letras maduras com sua idade.
No MTV Video Music Award de 1989, o vídeo da canção foi premiado.

A Day Without Me - Compacto




Compacto de A Day Without Me, lançado em 1980 pela CBS Records. Vinil de 7 polegadas, importado da Irlanda. 45RPM. Raríssimo. Número de Catálogo: CBS 8905.
--------------------------------------------------------
A Day Without Me é a primeira parceria do U2 com o produtor Steve Lillywhite. Steve era conhecido por ter trabalhando anteriormente com Ultravox, Siouxsie and the Banshees e Peter Gabriel. Steve era um dos cotados para produzir o que seria o primeiro disco da banda, principalmente depois que Martin resolveu se afastar dos estúdios, chocado com o suicídio de Ian Curtis, do Joy Division. Para ver como fluiria o trabalho, concordaram em trabalhar neste compacto, lançado em agosto de 1980.
A Day Without Me é uma canção com muito volume sonoro, tanto na guitarra quanto na bateria. O tema abordado é o mesmo de “Out of Control”: a visão juvenil do conceito de vida e morte, além do suicídio. O disco acabou sendo votado como a segunda melhor música de 1980 pelos leitores da Hot Press. O lado B trazia “Things To Make and Do”.
O Lado A do compacto foi cartão de visitas da banda na América, quando o DJ Alan Carter de uma rádio de Boston comprou o disco, e gostou tanto que passou a incluí-la em seu programa. Foi a primeira canção do grupo a ser veiculada nas rádios norte-americanas.
Steve Lillywhite confessa que não gostou da música quando a ouviu pela primeira vez, mas simpatizou com a banda e por isso aceitou a tarefa.
“Quando começamos a gravar ‘A Day Without Me’ achávamos que ela estava boa, mas quando ouvimos depois, me parecia ingênua. Mas o grupo tinha uma grande determinação e essa ingenuidade era uma marca forte deles. Por isso, mesmo não sendo minha canção favorita, resolvi não mexer muito no que havíamos gravado.”
------------------------------------------------------
A Day Without Me marca o início dos compactos promocionais do U2. Foi o primeiro single do album Boy.
A canção é a mesma versão encontrada no album.
O Lado B do compacto é Things To Make And Do. É uma canção instrumental e chegou a ser tocada em alguns shows do U2. Foi a única canção instrumental da banda que já entrou no setlist de shows do U2.

Compacto nunca relançado em CD. Um dos itens mais raros da discografia do U2.

Curiosidade: a versão do compacto tem escrito o nome da banda como U-2.

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...