"Song For Someone" 360 Version

Anúncios

terça-feira, 28 de março de 2017

In The Rain We See Their Tears: a chuva cai em "Mothers Of The Disappeared"


As sessões de gravação de 'The Joshua Tree' começaram em janeiro de 1986 na Danesmoate House em Dublin e continuaram durante todo o ano. O U2 interrompeu brevemente estas sessões em junho para participar da turnê Amnesty International's A Conspiracy Of Hope. Após o primeiro concerto em São Francisco, Bono conheceu René Castro, um artista chileno de mural. Castro tinha sido torturado e mantido em um campo de concentração durante dois anos pelo governo ditatorial chileno porque sua arte criticou o regime Pinochet que tomou o poder em 1973 durante um golpe de estado. Castro mostrou para Bono uma pintura de parede no Mission District que retratava a situação em curso no Chile e na Argentina. Ele também aprendeu sobre as Madres de Plaza de Mayo, um grupo de mulheres cujos filhos desapareceram à força pelo governo argentino. Os filhos destas Madres eram estudantes que se opuseram ao governo durante a Guerra Suja e o golpe de estado que levou Jorge Rafael Videla ao poder. As Madres juntaram-se à campanha para obter informações sobre a localização dos corpos de seus filhos e as circunstâncias de suas mortes, acreditando que eles tenham sido sequestrados, torturados e assassinados.
Inspirado pelo mural, Bono fez uma pausa prolongada nas gravações em julho, viajando para a Nicarágua e El Salvador com sua esposa, Ali Hewson. Em El Salvador, Bono se encontrou com membros do Comité de Madres Monsignor Romero, uma organização de mulheres cujos filhos desapareceram à força pelo governo salvadorenho durante a Guerra Civil porque se opunham ao regime militar que estava no poder.
Essas experiências na América Central inspiraram a letra de "Mothers Of The Disappeared".

Bono sempre disse que considera a mixagem de Daniel Lanois em "Mothers Of The Disappeared" mais como uma performance. O vocalista faz uma revelação sobre a gravação da faixa:

"Eu me recordo de Daniel Lanois, quando estávamos finalizando a canção, com sua mente ocupada e trabalhando na mesa de mixagem, como se fosse Mozart ao piano, sua mente em uma brisa imaginária, e fora do estúdio caia uma chuva torrencial e na faixa eu estava cantando a parte 'in the rain we see their tears', as lágrimas daqueles que tinham desaparecido. E quando você escuta esta mixagem, você pode realmente ouvir a chuva lá fora. Foi mágico mesmo..."
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...