"Song For Someone" 360 Version

Anúncios

sexta-feira, 3 de março de 2017

A História: os 30 anos de "I Still Haven’t Found What I’m Looking For"


Larry Mullen Jr. elogiou o produtor Daniel Lanois por seu interesse nos aspectos mais rítmicos do U2. Enquanto o antigo produtor Steve Lillywhite enfatizou a voz do Bono e guitarras de The Edge, Lanois focou mais os elementos de percussão, empurrando Larry Mullen para ser mais criativo no processo.
Uma das mais lendárias músicas do U2 saiu desta parceria entre Larry Mullen e Daniel Lanois. Após ter co produzido o disco 'The Unforgettable Fire' de 1984, o produtor canadense estava de volta para o que se tornaria 'The Joshua Tree'. No início das sessões, Lanois se agarrou a uma batida que Mullen tinha criado para uma demo chamada "The Weather Girls". Lanois não achou grandioso o que tinha no resto da faixa, mas ele gostou daquela batida e incentivou o baterista para manter ela e aprimorá-la.
O processo continuou, com The Edge chegando com uma linha de guitarra áspera, acústica, que combinava com o poder da percussão de Mullen. O guitarrista também tinha uma melodia e um título: "I Still Haven’t Found What I’m Looking For". Bono pegou a ideia e, com alguma orientação de Lanois, começou a trabalhar com temas do Evangelho.
"A música que realmente me excita está correndo em direção a Deus ou para longe de Deus", Bono disse a revista Rolling Stone. E ainda, o cantor descreveu "I Still Haven’t Found What I’m Looking For" como "um hino de dúvida, mais do que fé."
Algumas dessas dúvidas podem ter sido um produto da falta de experiência do U2 na época em termos de trabalhar com o gênero distintamente americano da música black gospel. Musicalmente e liricamente, a banda estava tentando encontrar-se na música de outras pessoas.
"Lembro que um dos problemas que tivemos, quando você tem uma velha canção do Evangelho, o problema é tentar trazê-la para o século ou no momento em que você se encontra", Bono recorda-se em Classic Albuns. "E então eu acho que nós fizemos isso, tecendo junto alguns overdubs."
The Edge foi para a melodia de várias maneiras diferentes, até encontrar o mix que o agradasse (com o efeito chiming, arpejo, guitarra rítmica). Enquanto isso, Bono cantou as palavras absolutamente no topo de seu alcance vocal, trazendo para fora as qualidades melancólicas do Evangelho sem soar como uma imitação. Os co-produtores Lanois e Brian Eno, bem como The Edge, gravaram os backing vocais em multi-track para reforçar o som.
"Eu sempre gostei de música gospel e encorajei Bono para levá-lo para aquele lugar", recorda Lanois. "Ele está cantando no topo de seu alcance e há algo muito convincente sobre alguém empurrando a si mesmo. É quase como ouvir Aretha Franklin. Ele salta sobre você e você não pode ajudar, mas sente aquele sentimento."
Na verdade, os fãs não poderiam ajudar, mas foram atraídos para a canção, que – como segundo single de 'The Joshua Tree' – se tornou o segundo n. º 1 da banda nos Estados Unidos, quando lançado em maio de 1987. Embora "I Still Haven’t Found What I’m Looking For" tenha se tornado uma música popular e importante para o U2, foi notável como ela apontou o caminho a se seguir durante as sessões de The Joshua Tree.
"Estava já enraizando um sentido do tradicional e então tentamos mudar um pouco as coisas", admitiu Bono. "Essa é a ideia de "I Still Haven’t Found What I’m Looking For"."
Tornou-se a ideia para o álbum inteiro. Até mesmo para os visitantes das sessões muitas vezes era oferecida uma rápida performance de "I Still Haven’t Found What I’m Looking For" como um aperitivo para o que o U2 estava tentando criar em seu novo álbum. A canção tornou-se um bloco de construção fundamental para o processo criativo da banda, com os rapazes irlandeses tentado fundir música americana de raiz, política contemporânea, espiritualidade profunda e uma visão de mundo cinematográfico, no curso de fazer seu próximo LP.

Do site: Diffuser
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...