Anúncios

quinta-feira, 13 de abril de 2017

O engenheiro de som Andy Munro conta sobre seu trabalho para a gravação de 'The Joshua Tree'


O premiado engenheiro de som do Reino Unido, Andy Munro, compartilha em entrevista para a Rolling Stone da Índia, histórias de estúdio de quando ele trabalhou com as maiores bandas do mundo, e o U2 está no meio!

Conte-nos sobre o Windmill Lane Studios e seu envolvimento com ele! Foi difícil de agradar The Edge?

Windmill Lane Studios foi um dos grandes estúdios icônicos e está indissoluvelmente ligado com o U2 por muitas razões que estão ligadas à vida em Dublin. Eu me envolvi no início dos anos 80, quando o estúdio estava precisando de alguns upgrades acústicos e então o U2 exigiu uma sala maior para gravar o álbum 'The Joshua Tree'. Nós construímos uma nova sala de gravação que ficou muito melhor e fizemos um upgrade na sala de controle para mais equipamentos e melhor monitoramento. Eu me lembro de uma reunião com a banda e o produtor Daniel Lanois antes de trabalharem no disco e me fizeram compreender que não deveria ser nada mais do que o mais brilhante estúdio. Então, sem pressão! Tempos depois, eu trabalhei com The Edge para projetar um novo estúdio para o U2, como sua casa própria, e não o Windmill Lane, quando foi agendado um redesenvolvimento. Esse projeto foi cancelado devido a queda financeira na Irlanda e em outros lugares assim rapidamente, e então colocamos uma nova sala de estúdio no prédio antigo e eles gravaram lá outro grande álbum. Lembro de ir para Nova York para falar com a banda entre os grandes shows no Madison Square Garden e tudo estava um pouco louco naquele tempo, com bancos quebrando, senão os shows teriam vendido 10 vezes mais.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...