Anúncios

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Duas canções do U2 na vida de Daniel Lanois


Em matéria da Revista Rolling Stone chamada 'Daniel Lanois: My Life in 15 Songs', o produtor que trabalhou com o U2 fala de duas faixas do grupo:

"I Still Haven't Found What I'm Looking For" (1987)

"Depois que terminamos The Unforgettable Fire, eu disse para The Edge: "Acho que ainda temos algo mais a fazer, e se você quiser considerar meu nome, me ligue." O U2 sempre deixa muito espaço para a experimentação, para jams e para descobrir novas músicas que não se desenrolaram. Tivemos esta faixa provisoriamente chamada de "Weather Girls", que tinha uma grande faixa de bateria com aquela batida dançante de Larry. Então eu fui o curador daquela batida de bateria e eu sugeri que nós experimentássemos ela em outra canção. Edge tinha uma parte acústica e colocou em cima do som da bateria. Foi Edge que veio com a linha "i still haven't found what i'm looking for" e Bono montou a letra dali. E depois usamos o talento de casa para o backing vocal: Brian Eno, eu, Edge. Nós apenas fomos montando nosso vocal um em cima do outro diversas vezes, até que soou como um coro."


"One" (1991)

"Bono me ligou e disse "Gostaríamos desta vez de fazer um álbum europeu de rock and roll". Então foi ideia dele ir para Berlim e usar o Hansa Studios onde Brian Eno havia trabalhado com David Bowie. É um estúdio grande com uma sala de orquestra belamente ornamentada. O único problema é que a sala de controle fica no corredor, e todas as comunicações acontecem pela câmera.
Naquele registro, nós fomos muito dedicados à experimentação sônica... e nós estávamos tentando encontrar alguns sons novos. Nós sempre fizemos questão de ter alguns sons de assinatura. Tocamos muito em torno de sequências de acordes e no final eu puxei Edge de lado e nós elaboramos uma maneira de usar todas as sequências de acordes, que nos deram a oportunidade de ter mais um balanço dinâmico para a canção. Acho que Bono tinha passado por algo emocional em sua vida, talvez algo com seu pai, e ele queria escrever uma canção sobre rendição e finalmente abordar a questão com alguém. Pelo menos é como eu fiz a leitura.
Fizemos a faixa em Berlim e depois em Dublin em um momento de overdub vocal, era só eu e Bono no estúdio e ele disse: "Dan, porque não tenta tocar uma parte de guitarra e então eu faço alguns vocais" e então eu fiz um overdub da parte final da faixa, aquele pequeno trecho com um tipo de hammer-on da parte tocada com sua Gretsch verde, e que forneceu à Bono algum incentivo. Acho que The Edge está fazendo um bom trabalho agora de copiar minhas partes ao vivo no palco. [Risos]"
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...