Anúncios

terça-feira, 6 de setembro de 2016

40 Anos de U2: As Primeiras Gravações - A 7° Sessão


Sétima Sessão: 5 e 6 de Abril, 1980 (Fim de Semana da Páscoa), Windmill Lane Studios, Dublin, Irlanda
"11 O’Clock Tick Tock" (desenvolvida à partir de "Silver Lining")
"Touch" (desenvolvida à partir de "Trevor")

Primeira sessão de gravação do U2 após assinarem com a Island Records teve a banda mais uma vez trabalhando no Windmill Lane Studios, em Dublin na Irlanda. O produtor para a sessão foi Martin Hannett, com mixagem por Paul Thomas, e com assistência de Kevin Moloney. Hannett era um produtor requisitado na época, tendo trabalhado com OMD e Joy Division. O encontro inicial do U2 com Hannett para discutirem trabalharem juntos foi no mesmo dia em que o Joy Division estava trabalhando em sua canção "Love Will Tear Us Apart" com Hannett, e o U2 estava lá para testemunhar as sessões de gravação.

O encarte para a revista Zero discute o trabalho de Hannett com o U2:

Uma sessão de gravação com a banda irlandesa U2 foi mais bem sucedida. Seu segundo single, "11 O’Clock Tick Tock", foi produzido por Hannett no Windmill Lane Studios, em Dublin, durante a Páscoa e lançado pela CBS em maio de 1980. Na época, a jovem banda de Dublin estavam cultivando um interesse atmosférico mais obscuro, com Bono citando Unknown Pleasures e o álbum Low de Bowie como principais influências. O grupo conheceu Hannett em Londres durante as sessões de Closer do Britannia Row, embora – como na América – o produtor se sentiu menos confortável no Windmill Lane, em parte devido a limitações técnicas, juntamente com a influência maligna das drogas.
Esta sessão com Hannett foi a única vez que o U2 trabalhou com o produtor, e várias razões são dadas por que ele não irá produzir o álbum.

Bono em uma entrevista com Ken Stewart da RTÉ Radio 2 em setembro de 1980, falou sobre a decisão de mudar para um outro produtor para seu próximo álbum, 'Boy':

"É interessante notar o surgimento de diversos nomes de produtores nos últimos anos. Steve Lillywhite é quem produziu o álbum, a faixa que você ouviu anteriormente, é um outro nome. Há muitos mais. Para cada nova era, novas pessoas surgem. Mas não tenho certeza se estou satisfeito de que o nome do produtor torna-se mais importante do que o grupo. Essa é uma das razões pelas quais não usamos Hannett para o álbum, foi por causa de seu trabalho com o Joy Division e Magazine. Isso nos hesitou um pouquinho. Seria mais "Martin Hannett" em letras grandes "produz o U2". Como acontece agora, não seria assim. Mas no momento, nós estávamos pensando, estávamos fazendo nossa parada precoce na Inglaterra, tivemos que ter cuidado com as coisas desse jeito."

Lillywhite tinha sua própria visão sobre as coisas, "U2 tinha um produtor que produziu o primeiro single do U2 chamado "11 O’Clock Tick Tock", acho que é uma grande canção, se alguém se lembra dela", Lillywhite explicou em uma entrevista no Kevin and Bean da KROQ em 2013. "E, em seguida, Ian Curtis cometeu suicídio. Martin Hannett, que foi o produtor, decidiu não produzir o álbum do U2." Paul McGuinness ecoou isto no U2 BY U2: "Martin Hannett teria produzido o álbum do U2 [Boy], mas ele estava comprometido com a mixagem do som ao vivo para o Joy Division nos Estados Unidos. Em seguida, Ian Curtis se matou e a turnê nunca aconteceu."

Nick Stewart, o cara que assinou o U2 com a Island, tem suas próprias memórias do incidente que se alinham bem perto do que o próprio Bono diz, que ele compartilhou com a revista Uncut em 1999: "Acho que Hannett era para eles uma figura sofisticada. Eles aprenderam muito com ele – eles aprenderam, na verdade, que não queriam trabalhar com alguém como o Martin, que impôs um pouco seu próprio tabuleiro sônico ou ideias sobre eles. Então, quando ele veio para o álbum, disseram que não queriam trabalhar com Martin – e Martin naquele período estava indisposto. Ele parecia estar sofrendo de uma pequena overdose de uma coisa ou outra. Então olhamos vários produtores e fui para Steve Lillywhite."

Independentemente se a decisão foi do Hannett, ou do U2, ou uma decisão mútua de algum tipo, a banda daquele ponto em diante iria começar a trabalhar com Steve Lillywhite, na preparação para o álbum 'Boy'. Mais lançamentos aconteceriam pela Island Records em todo o mundo, mas permaneceriam na CBS Records na Irlanda até o final do contrato em 1985.

Da nova seção do site: U2 Songs (antigo U2 Wanderer)com colaboração de Ken Kiernan, Paul Mcilwain, Frank Kearns, Valerie Hayde, Chas de Whalley, Mark Peterborough e Eamonn Creevy.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...