"Song For Someone" 360 Version

Anúncios

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

30 anos de Dallas Schoo com o U2


Dallas Schoo assumiu como técnico de guitarra de The Edge em 1987 e nunca mais saiu. Figura conhecida entre os fãs do U2 pela simpatia com o público, ele mostra sua enorme admiração pelo "chefe":

"The Edge espera que eu cuide de suas guitarras com tanta responsabilidade como se ele mesmo estivesse encarregado disso. Nem mais, nem menos. Edge quer coerência, mas ele também quer que você saiba o catálogo de músicas do U2 bem o suficiente para, se eles decidirem tocar uma música que não estava no setlist daquela noite, você seja capaz de saber qual guitarra em qual afinação, e que efeito de guitarra será necessário para a música. É confiança e entendimento, e é algo que tem sido desenvolvido ao longo de muitos anos em que temos trabalhado juntos. É claro que eu aprendi, depois de tantos shows, quando ele precisa de ajuda no palco, quer seja algo com a guitarra ou com seu monitor. Às vezes eu erro, mas não mais com tanta frequência. Ele nunca vai dizer que tudo está certo, tudo está bom. Quero dizer, se está bom você nunca vai ouvir isso dele. Se não está bom, aí ele vai pedir por ajuda. Edge usa tantos efeitos de guitarra e tanta coisa, o que é fantástico, e o som dele é fantástico, mas isso tudo tem um preço. O potencial para falhas eletrônicas ou mesmo um colapso é inacreditável, e é inacreditável também que não tenhamos muitos problemas. Meu trabalho é muito intenso, porque o U2 pode ser muito intenso. Ele é o Edge, e ele tem o jeito dele, e eu tenho o meu. Sabe, eu sou um atleta e eu gasto os meus dias nadando em piscinas por esse mundo afora tentando permanecer em forma e combater essa tardia jornada de trabalho no rock´n´roll. Isso é o que faço. Já o Edge, bem, ele vai falar com você quando estiver pronto. Sem papo furado e conversa fiada. O que eu acho é o seguinte: o homem gasta 2 1/2 horas por noite tocando em shows, e mais 2 horas com passagem de som, ensaios, e fazendo o reconhecimento sonoro do estádio ou arena onde vão tocar. Ele é o guitarrista principal; pra mim, ele é o diretor musical dessa banda. Ele não tem tempo pra "tudo está indo muito bem" ou talvez "meu chapéu não tá legal pro show dessa noite". Mas Edge é meu amigo e meu chefe."

Do livro U2 Show - Tradução de Maria Teresa

Blog U2 Vision Over Visibility
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...