Anúncios

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Rivalidade e Reconciliação: Bono, Christy Dignam, U2 e Aslan


Alguns anos atrás, Christy Dignam, vocalista do Aslan, foi diagnosticado com uma forma rara de câncer incurável e houve um tempo em que parecia que ele tinha no máximo, apenas meses para viver.
Um concerto tributo especial foi realizado no Teatro Olympia em 2013. Christy estava passando por quimioterapia na época, em uma cadeira de rodas e incapaz de tocar. Uma banda importante da cena musical irlandesa, apareceu para prestar seu respeito. Eram seus velhos rivais de Dublin, o U2, que gravou uma versão eletrizante de "This Is" do Aslan, que foi apresentada naquela noite.

Em entrevista com a Hot Press, o vocalista Christy Dignam fala sobre a regravação de "This Is", revela o motivo da rivalidade entre Aslan e U2, sua decepção com Bono e a Mother Records no passado, a reconciliação, os dias atuais.

O U2 fez um vídeo para "This Is" para aquela noite, que desde então tem sido viral.

Eu achei brilhante. Tenho de mencionar que o Paul Brady foi brilhante também.

Anos atrás você teve uma discussão com Bono sobre "This Is".

Fomos até ele com o demo da canção para a Mother Records. Ele não estava interessado nela. À partir daquele momento causou um pouco de um vazio entre o Aslam e o U2, por anos. Felizmente, essa merda já passou.

Mas isso te irritou na época?

Claro que sim. Eu pensei que nós nos encaixávamos tudo o que a Mother Records representava, sabe? Nós éramos uma banda irlandesa jovem tentando conseguir uma oportunidade que havíamos perdido por aí. As gravadoras haviam ferrado conosco. Então, não entendia isso. Acho que Bono não viu isso no momento. Para ser justo com ele, acho que demos para ele uma fita com três ou quatro músicas nela e "This Is" era uma delas. Então, ele talvez ele não tenha ouvido todas as músicas. Eu não diria que foi algo malicioso.

As duas bandas eram da área de Finglas/Ballymun. Como resultado disso, houve rivalidade?

Sim, é claro. Quando estávamos começando a surgir, eu lembro de fazer uma entrevista com a NME e durante todo a entrevista, nos perguntaram, "usam a mesma sala de ensaio do U2? Vocês usam os mesmos estúdios do U2?" Tenho uma mania de ferrar com tudo, então peguei um pedaço de papel e escrevi para Principle Management. Eu saí da entrevista. Me ligaram e pediram desculpas. E então eu entrei em um pequeno discurso retórico sobre ser comparado ao U2. Eu disse "nós somos a porra do Aslan. Nós somos a nossa própria banda". Eu disse algo como "Bono está falando sobre Ballymun. As pessoas ainda têm de viver nessas favelas depois que ele está terminando de glorificar o local com as canções". A imprensa pegou e publicou "U2 afirmam que eles são de favelas de Dublin e o recém-chegado Aslan quer endireitar as coisas. Descubra amanhã no NME". Foi a porra da manchete. Eu estava morto. O U2 chegou em nós, "o que é tudo isto? Falando mal de nós na mídia"– e não era bem assim.

Mas deve ser ótimo deixar isso completamente lá atrás.

Quando eu estava no hospital, Bono escreveu-me uma carta adorável. Quando eu saí do hospital, ele foi até a minha casa. Ele me trouxe um livro de poesia de Seamus Heaney e a esposa dele deu à minha esposa um lindo presente. E ele é um cara muito legal, sabe? Acho que ele é uma pessoa maravilhosa. Ele tenta fazer a coisa certa e ele recebe um monte de críticas em cima dele. Fiquei muito surpreso com ele. Eu sou grato que ele foi me visitar.

A maioria dos fãs de música adoraria ser uma mosca na parede para saber o que vocês conversaram...

Ele estava falando sobre o sentimento que você teve quando tinha 18 anos e cheio de veneno e energia e você queria fazer tudo. E ele dizia, "deve haver uma maneira de voltar para essa mentalidade. Como você acha que poderíamos voltar a esse sentimento?" A sensação que ele teve quando ele foi para Londres com o Ali pela primeira vez levando as demos. Nós falamos muito sobre isso.

O que mais vocês conversaram?

Eles estavam gravando um álbum e eu me lembro, ele correu para fora e pegou seu iPad e entrou de novo e me mostrou umas músicas dele. Coisas assim. Nós só estávamos comparando notas. Não há muitas pessoas que o visitariam assim, 20 anos depois de uma briga pública enorme. Ele tinha todos os motivos para não fazer isso, porque eu tinha dito coisas ruins sobre eles ao longo dos anos. Foi muito legal da parte dele. Eu realmente admiro isso nele. Porque no dia seguinte, eu olhei no jornal e ele foi se encontrar com a porra da Michelle Obama (risos). Ele é adorável.

De certa forma, deve ter sido terapêutico para você.

Sim, absolutamente. Porque quando eles estavam tocando na 3Arena em 2015, eles me pediram para subir para cantar "Where The Streets Have No Name", mas eu tinha uma show de caridade que providenciamos naquela noite para duas crianças doentes, e que não podíamos cancelar. Então, eles mandaram ingressos para a noite seguinte para mim e minha esposa.

Bono mudou a letra de "Angel Of Harlem" em sua honra: "Angel of Dublin / This one is for Christy Dignam/ Angel of Dublin/ What a voice/ What a voice/ What a voice".

Foi tudo lindo. Foi muito bom, vindo de alguém como ele.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...