Anúncios

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Faixa a Faixa: 'Songs Of Innocence', o novo disco do U2


Faixa a faixa do novo disco do U2, pela Rolling Stone:

1. The Miracle (of Joey Ramone)
Produced by: Danger Mouse, Paul Epworth and Ryan Tedder

Mais do que qualquer álbum do U2, antes disso, 'Songs of Innocence' aprofunda Bono e a adolescência do resto dos membros da banda em Dublin nos anos setenta. A primeira música capta o big bang do despertar musical de Bono: a primeira vez que ele ouviu os Ramones. "Tudo o que eu já perdi agora está voltando" Bono canta. "O som mais bonito que eu já ouvi ... Nós éramos peregrinos a caminho." Parece que a banda está muito propositadamente não tentando soar como os Ramones aqui, embora - em vez disso, a faixa começa poderosa, quase como "Mysterious Ways", com a explosão de guitarra do Edge, e é impulsionada por uma melodia cadenciada por Bono e um refrão com voz sobreposta.

2. "Every Breaking Wave"
Produced by: Danger Mouse and Ryan Tedder

A maior balada clássica do U2 em 'Songs of Innocence'. Ela foi originalmente agendada para 'Songs of Ascent' (deixada de fora em 'No Line on the Horizon'). A banda tocou uma versão radicalmente diferente, despida, algumas vezes em 2010. Desde então expandiram ela drasticamente, reescreveram completamente o refrão e consertaram alguns dos versos. 'Songs Of Innocence' não é um registro cheio do conceito sobre a juventude da banda - a letra de "Wave" parece muito mais com preocupações adultas: um relacionamento de longo prazo, as distrações, e as lutas que vêm de ambos: "Estamos prontos para ser varridos fora de nossos pés? / E pare de perseguir / Cada onda que quebra".

3. California (There Is No End to Love)
Produced by: Declan Gaffney, Paul Epworth and Danger Mouse

Um brilhante hino mid tempo que começa com o vocal de apoio em camadas que soam como uma homenagem ao The Beach Boys. É sobre a primeira viagem do grupo para a Califórnia no início de 1980. "Califórnia, pôr do sol laranja sangue traz você de joelhos," Bono canta. "Eu vi por mim mesmo/a tristeza não tem fim."

4. "Song for Someone"
Produced by: Ryan Tedder and Flood

Uma doce canção de um estranho primeiro amor que parece soar como Bono e sua mulher Ali; o casal se encontrou pela primeira vez quando Bono tinha 13 anos e Ali tinha 12 anos. "Se há um beijo, eu roubei de sua boca", ele canta. "E se há uma luz, não deixe ela sair." "Song for Someone" começa com guitarras acústicas suaves antes de construir gradualmente como em "Walk On", crescendo de estilo.

5. "Iris (Hold Me Close)"
Produced by: Paul Epworth and Ryan Tedder

A canção mais emocionalmente crua do álbum,"Iris" confronta Bono com a perda de sua mãe, que faleceu depois de desmaiar no funeral do seu avô, quando ele tinha apenas 14 anos. Bono canta sobre "a dor no meu coração" que "é tanto parte de quem eu sou." Primeiro sucesso do U2 "I Will Follow" de 1980, de 'Boy', e "Tomorrow" de 1981, de 'October, também são sobre a mãe de Bono, Iris Hewson, mas "Iris" é a partir da perspectiva de um homem em seus cinquenta anos olhando para uma mãe que se foi há quatro décadas, e como a perda dela moldou sua vida. "Me abrace forte", ele canta. "Eu tenho a sua vida dentro de mim."

6. "Volcano"
Produced by: Declan Gaffney

Conduzida por um baixo-pesado, "Volcano" poderia ser sobre um jovem, o furioso Paul Hewson, lutando com a morte de sua mãe. "Algo em você quer explodir" grita Bono. "Você é um pedaço de chão acima um vulcão".

7. "Raised by Wolves"
Produced by: Declan Gaffney and Danger Mouse

A única canção abertamente política no registro, esta conta a história real de um carro-bomba em Dublin que explodiu perto de casa. "Qualquer outra sexta-feira eu estaria nesta loja de discos, mas pedalei à escola naquele dia," diz Bono. "A bomba destruiu a rua. Eu escapei, mas um dos meus amigos estava na esquina com seu pai e foi uma coisa muito difícil para ele testemunhar e não tenho certeza se ele realmente superou isso."

8. "Cedarwood Road"
Produced by: Danger Mouse and Paul Epworth

Bono cresceu no número 10 da Cedarwood Road em Dublin ao lado de seus amigos Guggi Rowen e Gavin Friday, com quem ele permanece perto até os dias de hoje ("Cedarwood Road" é dedicada à Guggi). "Você não pode retornar para onde você nunca saiu", Bono canta esta canção sobre amizade e memórias agridoces, "era uma zona de guerra na minha adolescência / ainda estou de pé na rua."

9. "Sleep Like a Baby Tonight"
Produced by: Danger Mouse

Bono brevemente coloca pra fora seu falsete de "Lemon", nesta assombrada canção sobre um homem infeliz, cujos olhos são "vermelhos como o Natal", e que lê "sobre a amante do político" em sua manhã com "torradas, chá e açúcar" – possivelmente o falecido pai do cantor, Bob Hewson.

10. "This Is Where You Can Reach Me"
Produced by: Danger Mouse

Mencionado pela primeira vez por Bono para estar no álbum, em uma entrevista de fevereiro para o Los Angeles Times, "This Is Where You Can Reach Me" é inspirada por um concerto do The Clash que o U2 assistiu em 1977. "Nós assinamos nossa vida fora", Bono canta. "Rendição completa / A única arma que conhecemos."

11. "The Troubles"
Produced by: Danger Mouse

Outra canção com o título divulgado por Bono no início deste ano, "The Troubles" se presumia ser outra canção de U2, sobre a situação política na Irlanda do Norte, mas é mais sobre Bono.

ROLLING STONE
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...