Anúncios

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

A entrevista de Larry Mullen para a RTE 2FM, nos bastidores da O2 Arena - Parte 02


Larry Mullen concedeu uma entrevista na rádio RTÉ 2FM, no programa de Larry Gogan, que foi transmitida no último sábado.
A entrevista exclusiva aconteceu no backstage da O2 Arena de Londres, algumas horas antes de Larry Mullen subir ao palco com seus companheiros para um show da turnê iNNOCENCE + eXPERIENCE.
O site @U2 (www.atu2.com) fez um excelente resumo.
Larry Mullen disse que o show ao vivo contextualiza o registro: "As pessoas reconhecem que ele coloca um monte de coisas no contexto sobre a banda."
Larry revelou que gostou muito do novo disco de Noel Gallagher (quase amou), e também gostou do novo disco do Royal Blood, mas não amou. Sincero, ele afirma que não é um apaixonado pela música moderna de hoje. Ele ouve coisas antigas, enquanto está na estrada. "Tenho tendência ainda à mergulhar de volta no passado. Eu escuto rádio, um monte de coisas modernas eu gosto, mas eu não amo elas."
Bem humorado, ele diz: "Bem, sou conhecido como metralhadora Mullen..."
Larry brincou sobre querer ganhar um Oscar: "em um papel de coadjuvante, claro!"
Larry revelou que as ideias para novas canções do U2 surgem nas passagens de som: "Passagens de som é um lugar onde as pessoas podem trazer suas ideias e experimentá-las. Quando você termina o trabalho na estrada, você perde aquela coisa. Assim, a estrada é um lugar muito bom para escrever."
Novamente, Larry brinca sobre o novo disco do U2. Ele diz que o novo álbum será entregue de porta em porta. Bono e Edge adquirindo uma nova companhia aérea e agindo como Papai Noel.
Larry também brincou dizendo que ele é um ser humano que age como uma máquina, como sua bateria está tão perto da perfeição. Ele disse que é muito bom em tocar no tempo certo - que os produtores não podiam acreditar como o som de sua bateria soava como uma máquina.

O Irish Mirror falou sobre a parte desta entrevista, em que Larry comenta sobre os tão aguardados shows na Irlanda no final deste mês.
"Dublin é nossa cidade natal, você sempre quer estar no seu melhor momento. Não tem nada a ver com os críticos, é sobre de onde viemos. É uma história com um começo, um meio e um fim. Se passa em Dublin, por isso, para trazê-la para casa vai ser enorme. É a primeira vez que temos que voltar para aquele lugar, nós sempre fazemos referências à Dublin, mas nunca um show todo, e esta turnê é sobre isso."
Larry também deu sua visão sobre o que o público pode esperar destes concertos. "Com 80.000 pessoas em um estádio com uma grande produção, como a turnê 360°, isso se torna parte do espetáculo e às vezes você perde intimidade.
Com essa turnê, que é em arenas de 15.000 a 20.000 pessoas, estranhamente, é possível conseguir de volta esta intimidade.
O projeto para o palco é uma grande parte disso, então há muita gente na fileira da frente.
Por razões de segurança, o design do palco para estes shows foi modificado. Precisávamos manter certas distâncias, e tem mais a ver com o tamanho da The Cage (A Gaiola).
O público irlandês pode esperar um grande show de rock de arena. Nós faremos isso, estaremos lá. "
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...