Anúncios

terça-feira, 3 de março de 2015

"One", parte três


A nova matéria para o Fã Clube UltraViolet Brasil (www.ultraviolet-u2.com) já se encontra disponível para leitura!

O link se encontra abaixo:

O LINK DA MATÉRIA NO SITE DA ULTRAVIOLET

O primeiro videoclipe de "One" tinha os membros do U2 vestidos de drag queens, e não era o tipo de coisa que a banda imaginou que a MTV iria se importar de colocar no ar.
A segunda versão do videoclipe, era um filme composto por imagens de flores desabrochando, a palavra do título em várias línguas, e cenas de búfalos correndo em câmera lenta até um precipício. Uma bela metáfora para a epidemia de AIDS, talvez, mas não uma grande promoção para a música.
Era preciso de um vídeo que a audiência adorasse, e que fizesse o single vender.
Phil Joanou, que havia trabalhado com o U2 no filme-concerto 'Rattle And Hum', foi quem dirigiu a terceira versão, que é lembrada principalmente por Bono aparecer sentado em um bar na Filadélfia.
Joanou estava sentado em sua casa em uma tarde de sábado, quando recebeu um telefonema de Paul McGuinness, o empresário do U2, perguntando se ele poderia naquela noite pegar um vôo para Atlanta, para discutir sobre a gravação de mais um vídeo para "One". Ele estava trabalhando em um roteiro com Christopher Hampton, mas deu preferência para trabalhar com o U2. Avisou que tinha um convite para viajar e escrever um roteiro para o novo videoclipe da banda, e ouviu de Hampton: "Tudo bem, vai lá, esqueça o roteiro então."
Joanou chegou em Atlanta, onde a banda fazia um show da turnê. E sentou com eles no backstage, como havia acontecido em 1987 quando encontrou a banda pela primeira vez durante a turnê 'The Joshua Tree', para discutir sobre as filmagens de 'Rattle And Hum'.
Phil se sentou com a banda e prontamente perguntou: "Bem, o que faremos desta vez?", e a discussão continuou em um bar em Atlanta até 5, 6 da manhã.
Joanou diz que se recorda de olhar para Bono sentado e ele dizer: "Por que não fazemos um videoclipe como isto aqui?"
Depois de vários drinks, o diretor conseguiu convencer Bono à colocar uma garota junto com ele na gravação.
Com essa decisão, um grupo de travestis se apresentou para fazerem parte da gravação, só que um dos motivos que levou esta terceira versão à ser feita, foi justamente o fato de a banda querer algo diferente dos outros dois vídeos feitos, e o primeiro já tinha tido a banda como travestis.
Vários membros da produção então gritaram para Joanou: "Não podemos ter nenhum travesti neste. Já temos um videoclipe assim."
Phil resolveu acalmar todos: "Eu sei! Não se preocupem! Teremos uma linda garota neste vídeo! Tudo sairá bem!"
Ninguém havia visto ainda essa linda garota, Serena, já que ela havia filmado suas cenas no estúdio na parte da manhã, enquanto todos ainda dormiam.
Algumas das primeiras imagens vista no videoclipe, foi gravada em uma Super 8, câmera que permitia um aumento na área de exposição da película, proporcionando mais qualidade de imagem, dando um ar mais íntimo para as imagens.
Era este grau de intimidade que Phil Joanou queria, ao mostrar as cenas de perfil de Bono, closes nos olhos dele.
Ele optou por essa câmera, por ela captar a coisa crua e real. É bem mais pessoal.
O diretor conseguiu então chegar mais próximo da banda desta vez, pois agora realmente os conhecia muito bem. Até mais do que em 'Rattle And Hum', onde ele apenas havia acabado de conhecer o grupo.
Ele intercalou essas imagens gravadas de Bono, com gravações feitas da banda em shows da turnê ZOOTV.
O U2 havia tocado na Filadélfia na noite em que o videoclipe foi gravado. Sem descanso, chegaram muito rápido ao local, desceram do ônibus e já iniciaram as filmagens.
Gravaram as cenas deles caminhando meia noite na Times Square.
Edge, Larry e Adam ficaram muito contentes com este videoclipe, pois foram registradas entre 8 e 10 horas de filmagens do plano com Bono, e apenas 1 hora com eles três juntos.
O diretor tentou estabelecer uma conexão entre a intimidade da performance solo de Bono, a intimidade do grupo ao vivo, e a intimidade da garota.
Era suposto que aquilo simbolizava o amor perdido, mais do que qualquer outra coisa.
É mais do que claro que Bono normalmente gosta de tocar para seu público, mas neste vídeo ele atua para si mesmo, e para o espectador, e para a câmera. E fez isso muito bem.
Phil Joanou se sente muito orgulhoso por este vídeo.

Dá pra adivinhar a parte preferida de Phil Joanou? Óbvio: a cena quem que Bono diz "you say...", encara a câmera e não continua cantando a letra. Mas música permanece tocando....
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...