Anúncios

sexta-feira, 27 de março de 2015

Frank Kearns conta sobre o primeiro concerto do Feedback no ginásio da escola Mount Temple em 1976


Frank Kearns é um contemporâneo e companheiro antigo de escola do U2, amigo mais próximo de Larry na época, membro fundador do Frankie Corpse and the Undertakers, The Modulators e Cactus World News e criador do primeiro Rockschool Irelands.

O site @U2 (www.atu2.com), entrevistou Frank Kearns, e ele fez revelações interessantes sobre aqueles primeiros dias do U2:

"Eu estava no mesmo ano escolar de Larry. Ele sempre estava batendo na mesa. Esta foi a primeira coisa que me chamou a atenção nele.
Ele falava com animação sobre a banda que estava formando. Larry havia colocado o aviso no mural, e eu não era um músico naquele momento, e ele me convidou para assistir os ensaios na Mount Temple, sempre de quarta feira e sábado.
Naquele ponto, Ivan McCormick e Peter Martin tinham ido para as audições, mas não funcionou para eles. Então a banda estabeleceu-se em Adam, Bono, Edge, Dik e Larry.
Eles tocavam alguma coisa de "Brown Sugar" dos Stones, "Show Me the Way" de Peter Frampton, e as vezes até mesmo a melodia do tema de Havaí 5-0.
Eu ajudava os caras à desmontar tudo, e Larry separava seu kit de bateria e colocava no carro de sua mãe. Voltávamos para sua casa para tomar chá e discutir o que tinha acontecido nos ensaios naquele dia. Muitas vezes durante aqueles ensaios, Bono dizia para mim: 'Frank, você é o nosso primeiro fã, não se esqueça disso!'
Não muito tempo depois, em outubro de 1976, a banda tocou seu primeiro concerto no ginásio da Mount Temple, num palco que estava apenas à um palmo do chão. Foi como um dia em um show de talentos, e a banda teve a chance de tocar na frente de um público real. Houve muito barulho quando os amplificadores foram colocados no palco, o kit de Larry foi montado e a batida ocasional na bateria podia ser ouvida, só aumentando a emoção e a expectativa de algo selvagem que estava prestes à acontecer.
Então Edge tocou o famoso acorde D e foi como 2.000 volts atravessados em meu corpo. Havia gritos de alegria das meninas e eles apareceram na frente do palco com seus lenços de tartan de Bay City Rollers, e Larry tinha uma jaqueta tartan com colarinho peludo. Professores pareciam preocupados com aqueles garotos tocando "Show Me The Way" e "Bye Bye Baby". Corpos corriam para a frente do palco.
Esse show realmente causou ondas de choque. Foi um caso de "o que diabos aconteceu?" e todos nós sabíamos que algo estava acontecendo. Havia esta alquimia de sortes, e uma faísca tinha criado um incêndio. Larry olhava para mim, e eu acenava com os polegares para cima, dizendo que "isso é legal, cara!" Os professores estavam ficando um pouco aborrecidos pois o som era muito alto e então eles pararam, mas a multidão gritava para tocarem mais, então eles voltaram e tocaram as mesmas duas ou três músicas novamente. Se bem me recordo, eles tocaram "Bye Bye Baby" do Bay City Rollers, duas vezes! Foi uma grande apresentação para agradar ao público, especialmente entre as meninas.
Depois desse show, eu disse a mim mesmo: "é isso, não me importo com o que preciso, isso é o que eu quero fazer. Vou formar uma banda."
Eu continuei indo para os ensaios com Larry cada quarta-feira e sábado. Não havia mais ninguém lá. Somente eu e os cinco caras.
Naquele momento eles eram chamados de Feedback. Precisavam de um nome para o primeiro show, e no momento eles estavam conectando microfones nos amplificadores de guitarra e todo aquele barulho do retorno preenchia o lugar, era inevitável, e então eles nomearam-se Feedback.
Cada vez que eu ia ao ensaio, Edge tinha um novo gadget, por exemplo uma caixa stomp ou um pedal de distorção e nós todos ouvíamos aqueles sons fantásticos, como distorção."
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...