Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

terça-feira, 11 de outubro de 2016

"North And South Of The River" na interpretação de Steve Stockman


Steve Stockman, autor do livro 'Walk On: A Jornada Espiritual Do U2', em seu blog Soul Surmise:

Uma colaboração entre U2 e Christy Moore. Que coisa maravilhosa. Christy Moore é o mais popular cantor de folk da Irlanda, um portador de canções tradicionais, intérprete de músicas contemporâneas, um cantor cujo catálogo é uma história social, política, geográfica e cultural da Irlanda.
Quando U2 e Christy Moore finalmente conseguiram escrever juntos, saiu uma canção sobre o The Troubles da Irlanda. Na verdade nem tanto sobre o The Troubles, mas mais sobre o processo de paz na Irlanda.
O U2 lançou sua versão no lado b do single de "Staring At The Sun". Em suas mãos, é como uma irmã mais velha e madura de "Sunday Bloody Sunday", mais silenciosa, ambiente e mais profunda. "Sunday Bloody Sunday" era inocente, um primeiro grito quase ingênuo do coração, sobre o problema irlandês.
"North And South Of The River" é mais medida e cerebral. Ela vem com anos de pensamento e mais consciência de complexidades, o condicionamento, os medos e as decisões corajosas necessárias "para transformar a história em torno" como um teólogo uma vez descreveu como "arrependimento".
O U2 tocou ao vivo a faixa apenas uma vez e foi no Late Show na RTE, para as vítimas do bombardeio em Omagh em 1998. Um lamento pungente perfeitamente preenchido em resposta para esse acontecimento trágico.
Christy Moore lançou a sua versão em seu álbum King Puck e Christy e a toca regularmente em seus shows ao vivo desde então.
A versão definitiva, para mim, é a versão de Moore em seu álbum ao vivo Live At The Point 2006. Nesta versão a guitarra elétrica solitária de Declan Sinnott define a canção à parte, dando para a coisa toda, um ambiente sério e emocional. No topo do gênio Sinnott, cada linha tem uma imagem que o leva para a frente e para trás e para frente e para trás.



É uma canção baseada na premissa de divisão, mas depois estendendo-se pelo rio metafórico para entender, para confessar, arrepender-se e para ser transformado em um dia melhor.
A canção é sobre o desejo de um novo dia, quando os dois lados vão chegar para o outro, encontrar companheirismo, simpatizar uns com os outros e ficar lado a lado sem ter de desistir das melhores partes de suas identidades, em ambos os lados.
As linhas "Eu quero encontrar com você aonde você está / Não é preciso que eu me renda" são uma brincadeira provocativa com o slogan protestante No Surrender! A canção empresta uma robustez para esta ideia, uma ideia impensável há vinte anos e ainda hoje uma escolha corajosa.
A canção finalmente joga frestas de luz de esperança "Havia a maldade à sua maneira / Mas o amor não foi perdido, o amor apenas foi desviado" ou como o U2 cantou no The Late Show: "o amor terá seu dia." Há um espírito de arrependimento por "ferir você mesmo."
Há uma peneiração daquelas coisas a serem mantidas e aquelas coisas em se deixar para trás no novo dia. Há algo sobre grandes canções quando elas são escritas e apresentadas sobre sua casa, que cria uma energia emocional, e é isso que faz "North And South Of The River". É um toque de clarim de esperança para o amanhã sem ignorar ou menosprezar o passado doloroso. Não é lisonjeiro chamá-la de profética.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...