Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Bono e o volume implausível de som que ele é capaz de produzir, mesmo sem o maior sistema de P.A. do mundo


Do diário de Willie Williams:

Dublin - Julho de 2009 - Croke Park

A banda veio para a passagem de som, e nos sentamos no camarim por um tempo olhando para possíveis setlists para as três noites aqui.
Tendo tomado uma decisão sobre os setlists para as noites 1 e 2 (todas as apostas agora são para a noite 3 - eu estou pressionando para um novo trio de canções, "October" para "White As Snow" para "New Year's Day", mas vamos ver como isso pode acontecer), Bono e Edge estavam brincando com ideias para outros elementos apropriados para ser tocado em um show em sua cidade natal. "Dirty Old Town"? (um pouco óbvio), "The Boys Are Back In Town"? (nos poupe), "We Are So Young" do The Corrs? (parecia uma ideia engraçada por cinco minutos).
Eles estabeleceram "The Auld Triangle", que Bono, em seguida, cantou acapella no camarim para encontrar uma nota adequada. Fazia um tempo desde que eu tive o prazer de ouvir Bono cantando em sua plenitude em uma pequena sala, a uma distância de cerca de dois metros. Eu tinha esquecido completamente o volume implausível de som que ele é capaz de produzir, mesmo sem o maior sistema de P.A. do mundo. Senti que queria olhar atrás dele para ver onde o alto-falante estava conectado.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...