Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

terça-feira, 21 de outubro de 2014

O concerto em que o U2 teve que tocar "Bad" sem o loop de teclado da introdução

Em 22 de junho de 1985, pela turnê de 'The Unforgettable Fire', o U2 tocou no concerto 'The Longest Day', um festival de verão na Inglaterra, no Milton Keynes Bowl.
A canção "Bad" em sua versão de estúdio, se inicia com um riff de guitarra de Edge.
Ao vivo, desde sua primeira execução, até os dias atuais, a banda utiliza na introdução, antes de Edge tocar este riff da versão de estúdio, um som de teclado, que é colocado em loop. E ele é ouvido durante a sequência da performance.
Mas esta apresentação no Milton Keynes Bowl talvez seja uma das únicas (ou a única), em que a canção se inicia exatamente como na versão do álbum, sem o loop de teclado.
Proposital? Não! Problemas técnicos!
Bono inicia a canção e a banda fica à espera do loop para dar início à performance, e quando Bono percebe o problema, ri e Larry faz uma contagem com as baquetas e Edge dá início à canção com o riff de guitarra, sem o loop, como no álbum.
Somente uns versos depois, o problema é sanado e o loop entra na canção!

Na época, Steve "Jah" Rainford era um membro da equipe do U2. O roadie. Ele é quem entrava no palco para trocar as guitarras quando Edge quebrava alguma corda ou elas apresentavam problemas.
Ele ao descobrir o U2, descobriu também os computadores. Ele cuidava de qualquer coisa técnica, elétrica ou eletrônica de um show do U2.
"Encontrei-me com o U2 em um show na Irlanda chamado Punchestown Racecourse quando Rory Gallagher era a atração principal e o U2 estava abrindo. Conheci toda a banda e toda a equipe.
Um ano ou mais tarde eu estava em Liverpool com uma pausa com o trabalho para Rory e o U2 estava ensaiando na cidade, e recebi este telefonema em um clube onde esse cara estava dizendo: 'U2 precisa de um roadie de guitarra'. Então deixei essa caixa enorme e pesada que estava carregando, sai do prédio e apareci no Royal Court Theatre com as palavras: 'Eu sou o cara!'... Bem, na verdade, não foi isso. Eu disse: 'Ah, ouvi dizer que precisam de mim!'
Para resumir, eles me colocaram em um período de experiência de um mês e no final eles quiseram que eu ficasse."
Steve foi contratado para cuidar das diversas guitarras de Edge, mas teve de se desdobrar, e com seu conhecimento, passou a cuidar do lado eletrônico.

Em entrevista, foi perguntado para Steve se o erro infame da ausência do som de sintetizador na abertura de "Bad" no show no Milton Keynes foi obra dele. E Steve se defendeu e explicou:
"O erro em Milton Keynes realmente não foi minha culpa e vou me defender amargamente disso, pois o erro foi devido às condições atmosféricas particulares daquele dia. Não poderia ter sido pior. Na verdade, só em Red Rocks o tempo foi pior, a condição climática, e a força disso faz acontecer. Não fui eu."

Aos 46 minutos e 30 segundos, a performance de "Bad" sem o loop:
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...