Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

domingo, 12 de outubro de 2014

Larry Mullen critica duramente 'No Line On The Horizon'

O The Guardian publicou hoje uma entrevista feita com o U2, quando a banda esteve em Côte d’Azur, parte do litoral sul da França no Mar Mediterrâneo.
O álbum de 2009 da banda, 'No Line On The Horizon', teve vendagem decepcionante e não teve singles de sucesso.
"Foi concebido como um tipo de trabalho mais divertido, improvisado, mas percebemos no final que isso não existe para nós", disse The Edge com tristeza. "Não há nenhum álbum pequeno de nós."
Larry Mullen diz que "não foi divertido" e se refere ao álbum como No Craic On The Horizon (Nenhuma Diversão No Horizonte). "Muito infeliz, miserável. Acontece que não somos tão bons como pensávamos que éramos, e as coisas ficaram no caminho."
Quando a banda finalmente fez sua estreia em Glastonbury em 2011, choveu durante toda a apresentação do U2 e o relacionamento usual de Bono com a platéia não aconteceu.
Foi perguntado para Larry se é verdade que ele disse "nunca mais" após sair do palco. "Não", ele corrige. "Eu disse: Eu nunca, jamais farei isso novamente. Nunca farei um show onde você tem essa distância entre você e o público."
Ele se refere à grade que distancia por metros o palco do público.
Em 2011, o U2 estava trabalhando em três diferentes álbuns simultaneamente: 'Songs Of Ascent' nunca concluído; um registro mais eletrônico com o produtor RedOne; e outro com o produtor Danger Mouse.
"A coisa mais fácil seria uma turnê Greatest Hits" disse Larry Mullen. "Nós poderiamos fazer isso por anos. Eu só não estava preparado para se queimar no último registro. Esta não é a maneira de terminar a sua carreira. Saia com algo que realmente acredita. Havia perguntas como: podemos fazer isso? É possível para nós?"
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...