Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

domingo, 26 de outubro de 2014

MAD Edge


The Edge conta sobre o trauma na sua infância, com sua aparência:

"Eu era um bebê muito fofo, eu vi as fotos. Mas quando eu tinha mais ou menos 5 anos algo começou a acontecer que mudou minha aparência radicalmente. Não estou falando de acidentes ou algum caso clínico, mas uma transformação gradual. E também não quero dizer que eu me tornei uma das crianças mais feias, mas minha aparência começou a alarmar adultos que me viam pela primeira vez e despertou olhares de desapontamento dos meus pais.
Minha cabeça cresceu, muito rapidamente para um tamanho absurdamente grande. Não era uma cabeça desproporcional, em alguns contextos era até bem bonita, mas com esse crescimento incomum, eu comecei a parecer com o garoto da capa da revista MAD.
Juntamente com a cabeça vieram os dentes, ou especificamente os meus dois dentões da frente. Quando eles apareceram saltando das minhas gengivas eu sabia que algo estava errado. O tamanho deles era óbvio desde o início, e eles cresceram de uma forma terrivelmente inevitável. Não importava o que eu fazia com a minha boca, não tinha como escondê-los, então quando eu tinha 7 anos, o look completo da revista MAD estava pronto.
Tudo se tornava mais difícil porque meu melhor amigo Shane, uma pessoa de quem eu era praticamente inseparável desde que tinha 2 anos, lembrava muito o Paul Newman quando era jovem, completo com dentes perfeitos e olhos azuis de cornflower (uma flor azul, conhecida no Brasil como Escovinha). Ele sabia disso, assim como todo mundo também sabia. Um ano mais velho que eu, o Shane era super popular, um grande atleta e de alguma forma meu oposto. É engraçado como até quando se é criança dá para perceber essas coisas. Eu passei por anos de formação (época em que o caráter e conhecimento de uma criança estão sendo formados) como o famoso patinho feio, com o meu amigo Shane como um lembrete constante de que eu não era nada especial. O resultado foi que cresci ainda mais tímido e estranho. Eu acho que esse tipo de experiência ou te constrói ou te quebra. E no meu caso, ter uma família que me apoiava muito ajudou bastante. Eu não percebia isso na época."
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...