Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

quarta-feira, 3 de junho de 2015

As revelações da iNNOCENCE + eXPERIENCE, por Willie Williams - Parte 01


O U2 está na estrada novamente, com sua turnê iNNOCENCE + eXPERIENCE, desta vez tocando em pequenas arenas fechadas, ao invés de enormes estádios abertos como na turnê 360°.

O site Live Design se encontrou com o diretor criativo da turnê, Willie Williams, para uma entrevista de várias partes, em trabalho com os cenógrafos Es Devlin e Ric Lipson (Stufish), o designer de som Joe O'Herlihy, a evolução do design desta turnê e a projeção do palco para o U2 sem o falecido Mark Fisher.

Live Design: Então, dada a propensão que você e a banda sempre iniciam bem cedo as ideias, há quanto tempo este trabalho começou?

Willie Williams: A primeira reunião da banda e a equipe de criação foi em março de 2013, então o processo de design foi de um pouco mais de dois anos. Dito isto, a primeira conversa que tive com o Bono sobre "a próxima turnê" foi na última turnê, que tende a ser onde estas coisas começam. Mesmo assim, na turnê 360°, Bono foi perguntando onde deveríamos ir em seguida e sugeriu que, em contraste com os 200 caminhões de aço, deveríamos começar o próximo show sob uma única lâmpada, despida.
A turnê estava prevista para começar na primavera de 2014, mas, por causa de uma coisa e outra, acabou sendo adiada por um ano, então nós tivemos um período muito longo para o design.

LD: Quais eram suas metas de design, bem como da banda?

WW: Como sempre, esse show do U2 nasceu de diálogos com a banda. Cada turnê do U2 teve algum tipo de critério do qual tudo tem crescido — bandeiras brancas, o inesperado, arquitetura, uma reaplicação de trabalho, e claro, uma vez que tudo isso provinha de um par de tons envolventes. Neste projeto, a gênese foi a narrativa. É a narrativa que atravessa o álbum: a história de quatro adolescentes, crescendo em Dublin dos anos 70 olhando pela sua janela do quarto e tentando descobrir como eles se encaixam naquele muitas vezes violento e perturbado mundo lá fora.

LD: Nós conversamos na LDI sobre esta noção de dois shows diferentes, alternando as noites. Isso aconteceu?

WW: Nós iríamos ter sim dois setlists diferentes para os shows e torná-los shows em pares. Esta ideia sobreviveu até o início dos ensaios das músicas, no ponto em que se tornou evidente que não era realmente viável. Eu realmente acredito que eles poderiam ter ensaiado músicas suficientes para dois shows e eu teria tido muito prazer de ser capaz de entrar em todo o catálogo, mas a questão de quais músicas ficariam fora de qualquer um dos shows tornou-se algo muito grande para contornar. O potencial chateamento de uma pessoa que compra um ingresso para o show "errado", dependendo do seu gosto pessoal, começou a tornar aquele ideia um tipo de um campo minado.

LD: Qual é a sensação geral do design?

WW: Nos parece que foi criado uma mistura de desempenho, som, vídeo e iluminação, que alguns dos quais eu honestamente não acho que já tenha sido visto anteriormente. É um show estranho em alguns aspectos, mas o arco dele consegue ficar junto de uma forma inesperada e agradável. O ponto central é esse objeto híbrido de telão-ponte-palco-luz-equipamento, que às vezes é a área de atuação e em outras vezes apaga a área de atuação. Eu digo que é a peça central, mas durante grande parte do show, ignoramos completamente, optando pela posição rock'n'roll mais básica imaginável.
No outro extremo, os momentos mais teatrais combinam todos os elementos de mostrar de uma maneira nova e totalmente moderna. Depois de meia hora de rock'n'roll sem nenhuma besteira, um telão dupla face preenche o espaço aéreo da arena. Mostramos algumas fotos e em seguida o vocalista sobe para o telão, e podemos vê-lo ali, fisicamente como parte das imagens do vídeo, pendurado no meio da arena. É realmente muito estranho, mas totalmente mágico.

CURIOSIDADE: os projetos de palco da Stufish para o One Direction e U2.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...