Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Histórias De Inocência: tudo sobre a primeira apresentação do Feedback em 11 de Abril de 1977 - Parte 1


Uma versão cover de uma canção Peter Frampton, uma flautista e uma backing vocal feminina de apoio foram todos os elementos do primeiro concerto ao vivo do Feedback. Colm O'Hare relembrou este histórico evento na Hot Press.

"11 de abril de 1977 (uma segunda-feira de Páscoa), para ser mais preciso — era aproximadamente 20:30, o Feedback subiu ao palco na St. Fintan’s High School, Sutton, no lado norte de Dublin. Eles eram os terceiros na lista do "show de rock" organizado por mim e alguns colegas de escola. A atração principal na noite foi uma popular, mas esquecida banda de pub de Dublin, Arthur Phybbes Band, com o suporte de uma banda de rock pesado de Howth, Rat Salad.
Foi a primeira apresentação real do U2 diante de um público pagante. Ao longo dos anos, informações sobre esta apresentação têm aparecido em várias biografias — algumas das quais informando que eles foram a atração principal, outras que eles tinham se apresentado como The Hype. A verdade é que eles foram chamados para se apresentarem, no último minuto. Antes do show vendemos um impressionante número de 400 ingressos por 50 centavos cada, mas precisávamos de mais um 100 ingressos vendidos para cobrir os custos. Um colega de escola (Art O'Leary), que tinha desertado para a Mount Temple de St Fintan no ano anterior, mencionou esta banda, Feedback, que estavam interessados em tocar neste show. Além do mais, ele disse, tinham seguidores e garantiriam levar 100 fãs junto com eles.
Não querendo arriscar, pedi para se encontrar com a banda antes de concordar com sua apresentação. Posso lembrar claramente a visão de um cara com cabelo afro, vestido de afegão, que era Adam Clayton caminhando pelo pátio da escola na quinta-feira antes do show. Ele me presenteou com um setlist em uma folha de almaço, que incluía uma enorme gama de estilos e gêneros. Incluía versões de "Peaceful Easy Feeling" do Eagles, Moody Blues com "Nights in White Satin" e Peter Frampton com "Show Me The Way" — canções reunidas apenas por sua popularidade coletiva na lendária discoteca noturna Grove Saturday nas proximidades da St. Paul’s School em Killester. A única canção que trazia uma vaga esperança no setlist era "Suffragette City" de David Bowie. Concordei em tê-los no concerto — mas sem garantia de pagamento.
No dia, o Feedback foi a primeira banda a chegar, juntamente com uma dúzia de convidados (todos querendo entrar de graça!). A chegada tardia da Arthur Phybbes Band e seu sistema de som, fez com que os atos de apoio tivessem apenas uma rápida e simples passagem de som.
Como a hora do show se aproximava, um nervoso Larry Mullen se aproximou de mim e sugeriu que poderia ser melhor se o Feedback tocasse como segunda banda, ao invés de abrirem a noite. Eles, raciocinaram, forneceriam um contraste entre os dois atos mais pesados. O Rat Salad, no entanto, não quis saber de nada disso e insistiram que o Feedback abriria o show.
Eles então entraram com uma escuridão quase total e tocaram um set caótico de 40 minutos, e como eles prometeram, realmente umas 100 pessoas se reuniram em frente ao palco."
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...