Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Disponibilizada parte da entrevista com The Edge na Revista Guitar World - Edição Outubro/2016


Em 2005, a Revista Guitar World perguntou para The Edge porque ele nunca certificou uma guitarra com sua assinatura.
"Realmente, realmente tem que acreditar na coisa", ele disse pensativamente, em seguida, completando: "não quero ser esse cara nos cartazes: 'Compre esta guitarra' e toda essa baboseira. Falei com algumas empresas ao longo dos anos. Além disso, eu tive um monte de gente fazendo coisas sob encomenda para mim — que é diferente. Novamente, não quero ser um cara em um cartaz em lojas de música."
Este ano, no entanto, o guitarrista do U2 mudou o tom, e ele não se desculpa por dizer: 'Compre esta guitarra' — ou amplificador, para essa matéria. "Estou tão orgulhoso destas duas peças", ele diz sobre a recente anunciada Fender Edge Strat e seu par, o amplificador de guitarra Edge Deluxe. "Cada projeto apresenta algo muito original e atualiza o item original em alguns aspectos legais. Vamos colocar desta forma: eu sei que eu vou estar usando-os um pouco."
Juntamente com Bono, The Edge se juntou a diretoria da Fender em 2014, mas ele salienta que a ideia de implantar os produtos de assinatura essencialmente cresceu por necessidade pessoal. Algumas das suas Stratocasters dos anos 70, que ele depende para performances ao vivo de canções como "New Year's Day", "Pride (In The Name Of Love)", "Sunday Bloody Sunday", "Where The Streets Have No Name" e "Bullet the Blue Sky", apresentaram defeitos e desgastes pelos longos anos na estrada.
"Dallas começou a procurar substitutas, e as coisas meio que cresceram a partir daí", The Edge diz. "A Fender refez algumas peças, o que foi totalmente surpreendente. Após o trabalho nesta guitarra, percebi que este é um grande instrumento e teria muito orgulho de colocar meu nome nela. Quando algo é tão bom, você só tem que compartilhá-lo."



Abaixo, uma parte da entrevista com The Ege. A entrevista na íntegra estará na edição de Outubro de 2016 da Guitar World!

Você começou a usar uma Strat quando era adolescente, mas o seu interesse na guitarra resultou mais de Rory Gallagher do que, digamos, alguém como Jimi Hendrix.

Sim, eu conhecia Hendrix e adorava seu trabalho, mas Rory era o herói local, por isso era um tipo diferente de experiência. Quando eu estava na minha adolescência, eu fui vê-lo tocar, e havia alguns de seus discos ao redor, então eu cerrava meus dentes, aprendendo a tocar guitarra através de alguns de seus licks e canções. Ele na verdade era parte de um power trio originalmente, e acho que ele inspirou-me a olhar para a guitarra como algo que poderia fornecer bastante em termos de dinâmica e texturas. Parecia haver muito mais som que poderia vir de uma guitarra, uma Strat. Isso realmente me impressionou.

Me conte sobre sua primeira Strat. Foi um modelo Sunburst, certo?

É isso mesmo. Foi a primeira guitarra que eu tive que você poderia dizer que era um tipo de um instrumento profissional. Na verdade, naquele tempo eu só possuía 50% dela. Meu irmão, Richard e eu costumávamos juntar nosso dinheiro para comprar e dividir equipamento. Tivemos aquela Strat e também investimos em um amplificador e um par de pedais, e que usamos por alguns anos. Então nós tínhamos uma guitarra tradicional bastante áspera, surrada, e as vezes acontecia de querermos tocá-la os dois ao mesmo tempo. Isso é como as coisas aconteceram um tempo. Depois de um tempo, senti que realmente tínhamos que investir em dois conjuntos completos de equipamento, então nos separamos as coisas. Eu levei o amp e ele levou a Strat. Na verdade, ele ainda tem a Strat.

A Strat '73 preta que você comprou em 1981, o que foi que te impressionou nela?

É engraçado, às vezes é muito difícil definir a qualidade quando você pega um instrumento. Chamo isso de "musicalidade", onde você pega e você imediatamente é inspirado pelo que você está tocando. Sempre falo sobre encontrar as músicas no guitarra, os riffs e partes. Para aquele Strat, só me lembro que era única. Eu estava em Nova York, em uma dessas lojas na 48th Street. Eu peguei algumas guitarras na mão — eles eram todas usadas. Elas estavam na parte de instrumentos de segunda mão da loja — e aquela estava ali. Era um instrumento inspirador e me parecia boa musicalmente, e de repente eu estava tocando partes e ideias. Sabia que era a guitarra para mim.

A Explorer que você usou no primeiro álbum começou a abrir caminho para a Strat.

Sim, naquela época. Como é com a maioria dos músicos, você compra uma guitarra nova e quer realmente usá-la. Então, no segundo álbum, eu tinha a Strat e comecei a usá-la de forma bastante pesada, especialmente em algo como "Gloria". Então em registros subsequentes tornou-se uma importante guitarra para mim, que eu tinha que usá-la.

Em algumas das canções você tocava uma Strat, ou você às vezes tentaria uma guitarra diferente primeiro?

Isso poderia acontecer, mas de 80 a 90% do tempo a guitarra que eu tocava em tempo real com um som particular iria inspirar as partes e ideias. É um processo muito criativo que começa com o som do instrumento e as partes vêm, ao invés de escolher para ver se alguma outra guitarra melhor se adequa. Era raro que eu fosse para outra guitarra, a menos que houvesse alguma deficiência real sônica de algum tipo. Ocasionalmente você pode ir para outra coisa do ponto de vista de produção — para reforçar o som.

Sua assinatura Strat é um Frankenstein (por exemplo, os captadores são DiMarzio) baseado em alguns dos modelos. Quais foram suas principais considerações quando veio com este projeto?

Eu diria que 90% , som. Não estava tentando recriar um instrumento dos anos 70. Eu sabia dos aspectos que eu gostava e queria preservar, e então eu queria ver se eu poderia melhorá-los. Eu experimentei muito. Tivemos 9 ou 10 instrumentos protótipos criados, porque eu realmente queria que eles ouvissem o impacto dos diferentes pesos que teria sobre as mesmas.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...