Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

sexta-feira, 6 de março de 2015

Daniel Lanois fala sobre "Sweetest Thing"

O lado b mais conhecido do U2 surgiu a partir de sessões de gravações de 'The Joshua Tree'.
"Sweetest Thing" é uma das músicas do U2 daquela época, mais orientada para o pop.
A versão original apareceu no lado b de "Where The Streets Have No Name" e mais tarde tornou-se um single quando foi resgatada, remixada e refeita para a coletânea 'The Best Of 1980-1990'. A nova versão e a antiga versão foram incluídas na compilação.
"O fato é que nunca terminamos ela naquela época", revela o produtor Daniel Lanois.
"Ela sempre teve a parte 'oh-oh- oh, the sweet-est thing' e essa batida. Mas foi muito mais tarde quando Bono adicionou a seção 'oh-la-la'. Há sempre uma parte desconfortável no processo de gravações de um álbum, onde algo que é muito promissor não é concluído e você só tem que aceitar isso e avançar para algo que é mais bem acabado. Nós sempre cortarmos mais do que precisamos para cada registro do U2. Só Deus sabe quantos dias fazemos jams e gravações, e coisas lindas de verdade acabam ficando cruas, mas elas sempre acabam aparecendo no próximo álbum, mais completas. 'How To Dismantle An Atomic Bomb' tem coisas que começamos em 'All That You Can't Leave Behind' e havia restos de 'The Joshua Tree' que fez parte depois de 'Achtung Baby'. Nós nunca nos apressamos apenas para poder ocupar um certo espaço de tempo. No final você quer dar o seu melhor."

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...