Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Bono: raiva reprimida, e a discussão com Paul McGuinness


O U2 tocará em breve no Croke Park pela 'The Joshua Tree Tour 2017', e Bono uma matéria no Independent relembra uma discussão com Paul McGuinness há mais de 3 décadas, envolvendo o local:

"Eu tive uma briga com o Paul McGuinness indo para o Croke Park em 1986, onde nós não conseguimos obter o som correto. E eu fui atrás dele dizendo: 'que tipo de lugar é esse, cara, você realmente espera que façamos música aqui, nesta bagunça de concreto?', e Paul virou para mim e disse: 'Mas você me pediu, você pessoalmente me pediu para tocar neste lugar'."

A matéria relembra também um papo com o vocalista, na época da ZOOTV:

Verão de 1992, por volta da meia noite em um bar em North Beach. Bono está perdido em um devaneio epifânico do passado. "Rock 'n' roll realmente me fez sentir sã porque eu me sentia louco antes", ele diz, tomando mais um copo de vinho tinto. "Como um monte de adolescentes de 16 anos, senti que minha cabeça iria deixar o meu corpo."
"Na América", Bono continuou enquanto a América estava fora das janelas iluminadas por néon do bar, perto de Russian Hill, "as pessoas olham para o sucesso. E na Irlanda, eles olham para baixo. E ambos estão errados. Dublin para mim é uma cabeçada de realidade e isso pode ser parte disso..."
Perguntado à Bono se ele ficava com raiva de que o aborto ainda era ilegal a 5.000 milhas de distância, na Irlanda, ele respondeu: "Irritado não - embaraçado."
"Enquanto isso, você tem uma cerca colocada em torno da Irlanda por medo de um garoto de 14 anos, o que o deixa profundamente envergonhado", ele disse, referindo-se ao que ficou conhecido como o Caso X envolvendo uma menina (chamada apenas como X nos tribunais e os meios de comunicação para proteger sua identidade), que tinha sido estuprada e engravidou e teve que viajar para a Inglaterra para um aborto.
Naquela noite, Bono foi pressionado sobre o por que o sentimento era constrangimento e não raiva. "Não se transformou em raiva comigo, porque ele não rastejou pela minha porta", respondeu ele. "Eu não estou me desculpando. Estou em turnê. A minha cabeça está cheia de canções e essas coisas não estão passando de uma maneira que me deixaria com raiva. Não há defesa para isso. Devo estar com raiva? Sim."
Corta para duas semanas atrás em outra cidade na América: sentado no backstage em Seattle tomando sua sopa antes de um show do U2, Bono revela que há alguém em sua casa em Dublin, que talvez possa ajudá-lo a liberar essa raiva até agora reprimida ...
"Eu vi a minha própria filha com seu punho cerrado e seu chapéu de Pussy Power na marcha das mulheres e eu só pensei: Ótimo! Ótimo!", diz Bono.
"São as mulheres que estão realmente agarrando o protesto e dissidência contra o que está acontecendo agora, Bono continua. "São as mulheres que estão liderando o movimento de protesto. São as mulheres que lideram a dissidência. O movimento das mulheres precisa ser reconhecido e saudado para assumir este papel de liderança. Existe uma espécie de movimento de base contra a estupidez que está acontecendo", disse ele em uma clara referência ao Sr. Trump (antes de acrescentar: "Aqueles que votaram em Trump são bem-vindos em shows do U2. Ele não é.")
Sentado ao lado de Bono, The Edge acrescenta: "a única conexão e a única resposta ao que está acontecendo é proveniente do movimento das mulheres. Eles têm a visão e eles estão fazendo importante trabalho de base."
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...