Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

20 Anos de 'POP': finalizando o single "Discothèque" e passando por suas versões alternativas


1997 - Estúdio - Dublin

A sessão em estúdio hoje foi para trabalhar o single "Discothèque", canção escolhida para anunciar que o U2 estava de volta à ação, com ecos de hits dance como "Dance To The Music" e "Love To Love You, Baby".
A canção começa com a linha: "você pode alcançar, mas você não pode agarrar isso". Bono descreveu-a como "um sério enigma sobre o amor, embora ela venha com a palavra chiclete".
Nos últimos dias, Flood e U2 tinham reeditado "Discothèque", mexendo em suas seções — a qual tiveram atribuídos nome como "Drogas" e "Religiosa", com um computador. Durante o almoço, ouvindo várias versões, a banda toda tinha aprovado a estrutura. Mas Bono não estava feliz com a maneira que ele tinha cantado a palavra "tonight" três vezes no último verso da canção.
"Certo, Conal, full disco!", Bono encarregou o engenheiro assistente, que tocou alguns switches. Na sala de controle, acima do console, um holofote iluminou uma bola de espelhos, uma máquina projetou o horizonte da cidade na parede.
Bono agarrou um microfone e começou batendo o pé ao som da música. Para gravar três palavras, ele cantou a canção até o fim. Talvez ele assim melhorasse as tomadas existentes. Ele cantava enquanto ia se levantando da sua cadeira, então pisou em cima de uma mesa e trabalhou seus braços e peito como se ele estivesse no palco. Ele tentou cantar num tom alto e melodramático e em seguida em um falsete suave. Ele tentou uma ligeira hesitação antes do terceiro "tonight". Flood ficou espantado e em silêncio até que Bono perguntou o que ele achou. "A primeira linha ficou boa, a segunda..." Ele encolheu os ombros.
Bono dançou e gritou através da música, trabalhando e suando pelo tempo que fosse, até estar satisfeito. No entanto, o single não foi finalizado ainda. Flood e The Edge ainda estavam supervisionando versões alternativas: uma sem vocais para aparições em estúdios de televisão, outra sem samplers caso as permissões de utilização não forem concedidas, e uma terceira, uma versão editada de quatro minutos para estações de rádio. Larry Mullen, que tinha evitado ler a folha com a letra, apenas ouvia para certificar-se de que ele pudesse entender as palavras cantadas. "Eu sou a polícia lírica", ele disse. Na noite seguinte, a banda iria aprovar a mixagem final.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...