Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

"Zoo Station": mais um riff do que uma música


O U2 realizou o primeiro de quatro shows em Berlim, Alemanha, pela turnê iNNOCENCE + eXPERIENCE. E toda aquela ligação da capital alemã com o álbum 'Achtung Baby', resultou em uma surpresa no setlist! A banda estreou ao vivo na turnê a canção "Zoo Station".


The Edge: "Nós tínhamos uma canção chamada "Lady With The Spinning Head" que ficávamos discutindo. Acabou ficando como lado B. Mas tentamos e falhamos tantas vezes com o desenvolvimento dessa música, que a mesma acabou gerando três músicas diferentes: "The Fly", "Ultraviolet (Light My Way)" e "Zoo Station". "Zoo Station" foi uma versão que fizemos no sentindo mais industrial. O Danny Lanois saiu com a introdução tresloucada que parece um teclado, mas na verdade é uma guitarra, na qual eu crio texturas invulgares. É uma música que acabou ganhando vida mesmo no final, quando o Flood estava fazendo a mixagem e começou introduzir uma forte distorção na bateria.
Era tão excitante, o som de uma banda se desfazendo. Estávamos nos divertindo muito no estúdio e o Flood era o cara perfeito para o trabalho. A letra surgiu como um manifesto: 'I’m ready, I’m ready for the laughing gas, I’m ready what’s next'...."
Bono: "Uma das coisas fascinantes de Berlim é ter um jardim zoológico no meio da cidade. Foi bombardeado durante a guerra e consta que no dia seguinte, enquanto as pessoas percorriam os fragmentos de suas vidas, havia girafas, leões e elefantes andando sobre os escombros. Essa história ficou gravada na minha cabeça. Havia uma estação de metrô chamada Estação do Jardim Zoológico, porque o metrô parava lá. E a linha do metrô que parava lá se chamava U2. Foi escrita como uma faixa aberta, com os animais selvagens saindo das jaulas. É mais um riff do que uma música. O Flood, Danny Lanois e o Brian Eno juntos com toda a equipe de produção concordaram com isso. Vão ver do que nós somos capazes. A letra tem humor, graça e curiosidade. Sentimos ser capazes de levantar pedras, ainda que por baixo haja um monte de criaturas rastejantes. É subterrânea, mas não é saudosista, nem tristonha. Tem uma parte da guitarra de platina do Edge durante o refrão, com raios de luz penetrando através de uma fenda no teto da razão, surgindo através da escuridão."
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...