Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Segredos Revelados: violência na Revolta da Páscoa de 1916 na Irlanda, serviu de inspiração para a letra de "Sunday Bloody Sunday"


A história que conhecíamos era que "Sunday Bloody Sunday" do U2 foi escrita em memória da tragédia que se abateu sobre os irlandeses no dia 30 de Janeiro de 1972. O massacre em Derry, Irlanda do Norte, teve 14 manifestantes mortos e 26 feridos, quando o 1° Batalhão do Regimento de Paraquedistas do exército britânico dissolveu uma manifestação pacífica a favor dos direitos civis e contra o governo da Irlanda do Norte.
Agora, uma nova revelação sobre a letra da música. Em novo vídeo divulgado para a exposição 'Louder Than Words', Bono conta a origem da letra, citando mais um fato histórico ocorrido em 1916 na Irlanda, que serviu como inspiração na composição: "quando escrevemos algo como "Sunday Bloody Sunday", que na verdade não tem muito de uma letra, mas tem um pensamento original, para contrastar a não-violência de um Domingo de Páscoa, com a violência na Revolta da Páscoa de 1916, em que a Irlanda se revoltou à dominação britânica, e o massacre do Domingo Sangrento de 1972 em Derry, Irlanda do Norte, quando um protesto pacífico contra o domínio britânico terminou com o assassinato dos protestantes nas mãos dos membros do corpo de paraquedistas britânicos."
A Revolta da Páscoa (em irlandês: Éirí Amach na Cásca) foi uma rebelião na Irlanda durante a Semana Santa, em 1916. A revolta foi uma tentativa por parte de militantes republicanos irlandeses para ganhar a independência em relação ao Reino Unido. Foi a mais importante revolta na Irlanda desde a rebelião de 1798.
Organizada pela Irmandade Republicana Irlandesa, a revolta decorreu entre a segunda-feira de Páscoa, 24 de abril a 30 de abril de 1916. Os membros dos Voluntários Irlandeses, liderados pelo professor e advogado Patrick Pearse, juntou-os ao Exército Civil Irlandês de James Connolly, junto com 200 membros da Cumann na mBan, que ficaram em locais-chave de Dublin e proclamaram uma República da Irlanda independente da Grã-Bretanha. Houve algumas ações em outras partes da Irlanda, mas, exceto para o ataque ao quartel RIC em Ashbourne, no Condado de Meath, eram menores.
A revolta foi suprimida após seis dias de combates, e os seus líderes foram condenados num tribunal marcial e executados, mas ele conseguiram trazer a força física do republicanismo de volta à vanguarda da política irlandesa. Nas Eleições Gerais de 1918, a última eleição realizada em toda a ilha da Irlanda para o Parlamento do Reino Unido, os republicanos ganharam 73 cadeiras das 105, numa política de abstenção a partir de Westminster e da independência irlandesa. Esta foi conseguida dois anos após a revolta. Em janeiro de 1919, os membros eleitos do Sinn Féin que não tinham ido para a prisão na época, incluindo sobreviventes da revolta, convocaram o Primeiro Dáil e criaram a República da Irlanda. O governo britânico recusou-se a aceitar a legitimidade da recém-declarada nação, levando à Guerra de Independência da Irlanda.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...