Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

domingo, 25 de setembro de 2016

Especial 40 Anos de U2: 1976-1980 - O Começo


A história do U2 começou em setembro de 1976, quando Larry Mullen colocou um anúncio no quadro de avisos da Mount Temple High School para as pessoas interessadas em formar uma banda de rock.
Nascido em 31 de outubro de 1961, o jovem Dubliner começou a tocar bateria aos 9 anos de idade, mas apesar de um período tocabdo na The Artane Boys Band, desejava ir mais além. O pai sugeriu que formar uma banda poderia ser o próximo passo.

Poucos dias depois de colocar o anúncio no mural da escola, ele foi para a porta da sua casa na Rosemount Avenue n° 60, classe média de Artane, para receber algumas pessoas que eram uma espécie de músicos.

O primeiro era Adam Clayton. Nascido em Chinnor, Oxfordshire em 13 de março de 1960, o filho de um piloto da RAF, o baixista do U2 mudou-se para Dublin aos 5 anos de idade quando seu pai conseguiu um emprego na Aer Lingus.

Educado em vários colégios caros, ele sabotou sua escolaridade com uma campanha de discordância e perturbação que terminou em 1975, quando seus pais o matricularam em uma escola mais liberal, a Mount Temple, onde ele sempre vestido com sua roupa hippie, se interessou pela música e em comprar um baixo.
Ao lado de Adam estava o guitarrista Dave Evans, acompanhado por seu irmão Dik. Nascido como David Evans em Barking, leste de Londres, em 1961, The Edge mudou-se para Dublin com 1 ano de idade e cresceu um garoto solitário, solitário, mesmo.

Originalmente com a intenção de ir para a Universidade e se tornar um médico ou um engenheiro, tudo acabou quando ele escolheu uma guitarra e foi batizado de The Edge devido à sua mente afiada, e seu estilo de guitarra iria se tornar o grande trunfo do U2.

Por cerca de 15 minutos, Larry pensou que ele poderia ser o líder da banda, mas em seguida, um cara chamado 'Bono' entrou, pegou um microfone e proclamou-se o cantor.

Nascido Paul Hewson em Glasnevin, Dublin, em 10 de maio de 1960.
O filho de um casamento misturado, a mãe dele morreu quando ele tinha 14 anos, uma perda que levou o jovem Bono à um turbilhão de raiva e desespero.

Ele apareceu na audição naquele dia depois de ser persuadido pelo amigo Reggie Manuel que lhe disse: "Você tem que comparecer nesta, Paul, porque você sempre teve isso dentro de você."
Larry disse mais tarde: "Desde o primeiro dia nós estávamos previstos para aqueles papéis. Mesmo na escola, Bono já era mais ou menos um personagem. Ele era sempre foi o líder, ele queria estar na frente, enquanto Dave sempre foi o cientista".

Embora o grupo não conseguia tocar muito bem, eles, no entanto, declararam-se uma banda e escolheram o nome Feedback, que mais tarde foi mudado para The Hype.
The Edge recorda: "Por cerca de um ano e meio, nunca conseguimos chegar ao final de uma música. Tocávamos cerca de 1 minuto e meio, porém o esforço de tentar continuar tocando era muito grande e nós parávamos. É por isso que começamos a escrever nossas canções, porque não conseguíamos tocar as das outras pessoas."
No Outono de 1977, a banda fez seu primeiro show em um ginásio de escola em um palco montado com mesas.
Após a apresentação, Dik Evans deixou a banda para se juntar ao Virgin Prunes, citando uma diferença de opiniões entre ele e os outros membros, da maneira como a banda estava indo.
Ele disse: "Eles se tornaram muito intensos sobre isso e eu não, era quase um tipo de conflito de gerações entre nós, do tamanho de um abismo. Eu simplesmente não me encaixava, a atitude mais do que qualquer coisa".
No mesmo ano, a banda mudou seu nome novamente, desta vez para o U2, um nome sugerido por Steve Averill, o vocalista do The Radiators From Space, que mais tarde cuidaria do design das capas dos discos do U2.
Bono comentou sobre a decisão do nome: "Nos chamamos de U2 para para nos tirar da categoria do Sex Pistols, The Clash, até Led Zeppelin - para que as pessoas ouvissem o nome e dissessem: "que tipo de banda seria esta então?".
Este nome incomum também forneceu a banda uma ferramenta de marketing brilhante para se promoverem.
Recuperados da saída de Dik, triunfaram em 1978 quando ganharam o show de talentos The Harp-Lager em Limerick.
Isto foi um choque para a banda inexperiente, como Adam explicou: "Eu acho que no final do dia, há um espírito na banda que vem do outro lado".
Apesar do sucesso inicial, havia um problema. A banda precisava de um empresário.
Embora Adam tenha se destacado em seus esforços iniciais em estabelecer contatos de música dentro da indústria, bem como marcar as datas de apresentações ao vivo, o U2 precisava de alguém mais experiente e alguém que iria levá-los ao topo.
Bill Graham, um jornalista que trabalhava para a revista Hot Press, sugeriu Paul McGuinness.
O produtor de cinema que mais tarde seria conhecido como o quinto membro do U2, colocou seus olhos pela primeira vez nos seus protegidos em 25 de maio de 1978 no Project Arts Centre de Dublin.
Quando ele seguiu o grupo até o pub ao lado, ele descobriu que o U2 compartilhava de suas ambições de conquista e foi contratado como gerente.
Os primeiros desafios de U2 e Paul McGuinness foram um show como ato de suporte ao The Stranglers no The Top Hat Ballroom, em Dun Laoghaire, e uma fita demo gravada com Barry Devlin do Horslips.
Não muito tempo depois, um acordo foi negociado com a filial irlandesa da CBS, que assinou com eles para um single em troca de direitos de material do U2 para os próximos cinco anos.
Seu primeiro EP, o single 'U2-3', foi lançado mais tarde em dezembro, tornando-se seu primeiro sucesso nas paradas irlandesa.
Como resultado de uma estratégia de McGuinness para racionar shows do U2 para apresentações especiais, a banda realizou um show especial para serem mostrados aos homens do A & R no The Inn Baggot em 21 de agosto de 1979,
No entanto, ninguém estava interessado, e para piorar, uma proposta de £ 3000 para um contrato de gravação, que financiaria uma turnê pelo Reino Unido, foi por água abaixo.
Felizmente, família e amigos ajudaram com o dinheiro para atravessarem o mar.
Mas a reação em Londres não foi nada boa, e em alguns casos, o U2 teve que se contentar com um pequeno público, como os nove pagantes no pub Hope and Anchor em Islington.

Ao voltarem para casa, o segundo single "Another Day" novamente liderou as paradas irlandesas, mas sem uma gravadora internacional o U2 entrou a década de 1980 com a moral baixa.
Não foram só más notícias, porque o U2 ainda ganhou nas categorias principais da pesquisa de leitores da Hot Press, e logo o grupo assinou um contrato com uma gravadora internacional, a Island Records, no valor de £ 100.000, a ser dividido entre gravações e turnês.

Do site: The Irish Sun
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...