Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

terça-feira, 27 de junho de 2017

Na íntegra: o discurso de Adam Clayton na aceitação do prêmio por seu apoio aos programas do MusiCares de recuperação de dependência de álcool


"Obrigado, Chris Blackwell. Ele comemorou seu 80º aniversário na semana passada. O cara mais legal. Ainda no negócio da música. Conheço este homem há muito tempo e além do U2 e Paul McGuinness, ele é o meu relacionamento mais longo no negócio da música e ele me apresentou ao Chronixx que tocou aqui esta noite, então obrigado Chris.
Isso é realmente ótimo. Obrigado. Não estou acostumado a conseguir nada sozinho. Isso é muito incomum. Um prêmio por não fazer nada. Este é um lugar grande para um show solo. Não tem onde se esconder. Eu sou o Adam e levei muito tempo para ser capaz de possuir isso. Sempre achei que tinha o nome de outra pessoa. Não era meu. Eu não conhecia nenhum Adam além de mim e eu era muito auto-consciente para explicar isso a qualquer um. Onde eu cresci, havia Johns, Davids, Pauls, Seans, Kevin e Rorys. Sempre me senti diferente e incapaz de me encaixar.
Sou alcoólatra, viciado. Mas de certa forma, essa doença devastadora é o que me levou para a vida maravilhosa que agora eu tenho. Só que eu não podia levar o meu amigo álcool. Em algum momento eu tive que deixá-lo para trás e reivindicar todo o meu potencial. Minha doença é uma que me obriga a me auto diagnosticar. Passei muitos anos me sentindo diferente, tentando se encaixar, sendo inquieto, irritado e geralmente descontente. Procurei muitas filosofias, atividades, disciplinas. Eu tentei um monte de coisas diferentes para acalmar o meu eu interior. Comparei as minhas ações com as de outros. Julguei o comportamento dos outros para ver onde eu me encaixava. Eu passei muito pelo caminho de cada pessoa que bebe de maneira anormal, para tentar beber como pessoas normais.
Eu estava cheio de medo e incapaz de examinar objetivamente o que estava acontecendo ou ver como esses traços negativos estavam me prendendo. Não pensei que pudesse estar numa banda e não beber. É muito uma parte da nossa cultura. Porque nós trabalhamos à noite, nós saímos à noite. Vivemos à noite, fazemos negócios à noite. Eu pensei que minha vida estaria acabada, mas dois heróis meus estavam lá para mim e significou muito para mim que eles tentaram me convencer de outra forma.
Depois de duas bebedeiras particularmente destrutivas, Eric Clapton estava lá na outra ponta do telefone. Ele não amaciou. Ele me disse que eu tinha que mudar minha vida e que eu não me arrependeria. Ele me deu o número de um centro de tratamento e o poder de fazer uma ligação para eles. Uma vez que eu estava passando por esse programa de reabilitação de cinco semanas, Pete Townshend me visitou e novamente colocou o aço nas minhas costas.
Estes dois talentos foram suficientes para me reiniciar e me convencer de que minha vida não tinha acabado, mas que eu estava no início de uma longa jornada para aprender a me amar. No início foi difícil examinar a evidência de recuperação, mas eu nunca conheci um alcoólatra em recuperação que não acredita que esta é a melhor coisa que eles já fizeram. Eu tive sorte, porque eu tinha três amigos que podiam ver o que estava acontecendo e me amaram o suficiente para me livrarem da culpa das minhas falhas com eles. Bono, Edge e Larry realmente me apoiaram antes e depois que eu entrei em recuperação e eu sou incondicionalmente grato a sua amizade, compreensão e apoio.
Estou impressionado com o trabalho extraordinário que fizemos juntos. Não apenas a música, mas também os nossos relacionamentos com a (RED), Music Rising e Music Generation. Temos um pacto um com o outro. Na nossa banda, ninguém será uma vítima. Todos voltamos para casa ou nenhum de nós volta para casa. Ninguém será deixado para trás. Obrigado por honrarem essa promessa e me deixarem entrar na sua banda.
Eu estive no Brasil e conheci uma advogada que era inteligente e linda. Começamos a namorar. Casei-me em sobriedade com a Mariana. Não pensei que isso fosse acontecer. Ela nunca me viu bebendo, mas me conhec no meu jeito mais louco. Agradeço a você Mariana, pela maravilhosa vida que temos juntos e por fazer cada dia mais significativo.
Uau. Tivemos uma grande noite de música, não foi? Isso é uma coisa que eu nunca quis perder. Isso é uma coisa que me impediu de passar por maus momentos. Eu gostaria de agradecer a Neil Portnow e a equipe MusiCares por organizar esta noite. Gostaria de agradecer à Recording Academy pelo apoio deles. Obrigado Hal Willner e Rachel Fox por organizarem a música maravilhosa que ouvimos. Cat Deeley, obrigado por ser tão generosa e graciosa. É tão grande para nós rapazes irlandeses e qualquer um que está vindo do Reino Unido, vê-la voltar para o seu antigo show no mundo da música.
Eu gostaria de agradecer aos artistas que tocaram esta noite; que performances inspiradoras, uma verdadeira honra estar aqui. Michael Franti, desde o primeiro momento em que ouvimos "Television, the Drug of the Nation" sabíamos que iríamos ouvi-lo por um longo tempo e é ótimo vê-lo aqui. Macy Gray, lembro-me da primeira vez que te vi na TV inglesa. Você me surpreendeu. Muito obrigado. The Lumineers, é um prazer tê-los no palco conosco todas as noites e muito bom vê-los aqui sem eu ter que correr para o meu outro show.
Jack Garratt o que posso dizer? Este homem é extraordinário e parece que cada vez que há um novo desafio ou um novo instrumento para tocar, ele apenas encontra outro braço. E Chronixx, é claro, desde que Chris me tocou sua música na Jamaica há dois anos eu tenho sido um grande fã. Obrigado por mexerem em sua agenda para tocarem para nós. Hal Willner reuniu uma banda maravilhosa. Ótimo ouvir Marc Ribot tocando. São caras como aquele que me lembram que é o que eu quero ser um dia.
Obrigado também para as equipes do palco que fizeram as coisas correrem bem. Os nossos caras vieram de Boston ontem à noite e tenho a certeza que estão ansiosos pelas suas camas. Obrigado a todos. Eu também gostaria de agradecer Guy Oseary, a equipe Maverick, Arthur Fogel e Live Nation. Obrigado ao meu irmão Sebastian, que está aqui esta noite. Ele me conhece no meu melhor e no meu pior. Gavin Friday está aqui esta noite. Obrigado Gavin.
E, finalmente, isso não é realmente sobre mim. Gostaria de agradecer a todos que apoiaram o evento desta noite comprando mesas e ingressos. Sem o seu apoio, nada disso seria possível. Vocês trouxeram esperança e uma segunda chance para tantas pessoas lutando com o vício.
Gostaria de terminar com uma citação escrita por Bono quando tínhamos 18 anos. "If you walk away, walk away, I will follow." Obrigado."



Original da : Rolling Stone
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...