Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Nas gravações de 'POP': Bono, The Edge, Adam Clayton e..... Loops


Assim começou o período mais turbulento da história do U2. A banda construiu uma nova equipe formada por Flood, Howie B. e o produtor do Massive Attack, Nellee Hooper.
As sessões exploratórias iniciais de gravação do disco 'POP' tiveram início no verão de 1995, com loops utilizados como um substituto para Larry Mullen (que se recuperava de uma lesão nas costas). Provou ser algo interessante, mas não demorou muito para o U2 perceber que eles estavam cavando um buraco para eles mesmos.
The Edge explica: "nós estávamos em uma posição onde Larry tinha que tirar um período de folga e parecia como: 'ei, aqui temos um bando de pessoas que..."
Larry Mullen interrompe: ".... que sabem como usar baterias eletrônicas".
The Edge continua o seu raciocínio: "... que geralmente usam samplers, então vamos começar o projeto assim. Mas quando temos mixagens usando os loops, era como se o coração e alma estivessem faltando. Lembro-me de andar ao redor de Flood, dizendo: 'por que esta soando tão flat e sem vida?' E ele disse: 'A banda'! E foi assim de repente: ' Ah... certo... tudo bem.' Ele entendeu isso antes dos outros."
Flood: "Todos os registros que já trabalhei com eles, não importa quanta experimentação esteve envolvida, o núcleo tem sido sempre os quatro tocando juntos em uma sala. Essa foi uma das coisas que jogou o álbum numa tangente que nunca conseguiu voltar depois. A banda estava fraturada. Você tinha o Larry lutando com sua saúde, então Adam e Nellee não se olhavam olho no olho, e então The Edge querendo redescobrir a guitarra e encontrando dificuldades nisto, então a tendência era a entrada de Bono para trazer vibração as coisas."
Adicionado à tudo isso, uma pressão adicional para agendarem uma turnê que seria tão grandiosa quanto a Zoo TV, e o ambiente foi construído para níveis perigosamente tempestuosos. Então o U2 cometeu um pecado capital.
Larry Mullen: "Nós fizemos essa coisa que sempre dizemos às bandas mais jovens para não fazer. Que é agendar uma turnê antes de finalizar o disco."
"Que tal nunca lançar um disco até que você tenha terminado o disco?", o ex empresário Paul McGuinness observa, ironicamente.
Este foi o cerne do problema: o U2 tinha ficado sem tempo e foi forçado a lançar um álbum incompleto.
Flood: "Estava se tornando um pânico. Eu senti a frustração na banda e em mim mesmo. Infelizmente quando você está gravando um disco com o U2, é um lugar de perfil muito alto para se cometer um erro."
Larry Mullen: "Era como: 'oh meu Deus, esse registro não é muito bom. Mas isso foi por causa das restrições de tempo. Se tivéssemos tido um mês à mais, seríamos capazes de fazer muito mais com algumas das canções."
No final, ao que parece, os pontos conflitantes sobre 'POP' são detalhes de produção que não alarmam a maioria dos ouvintes.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...