Anúncios

Ainda Não Encontrou O Que Procura? Pesquise Aqui!

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

As revelações de Bono em entrevista no Die Welt da Alemanha


Bono concedeu uma entrevista ao ICON, do jornal alemão Die Welt. Ele fala sobre seus penteados na história, faz uma revelação sobre o significado de seu cabelo loiro na nova turnê, sobre uma banda que influenciou 'Songs Of Innocence' e está sendo influência também para próximo disco, 'Songs Of Experience'; sobre a crítica de Frank Sinatra ao jeito de se vestir da banda na década de 80, o seu guarda roupa atual, sua coragem ao subir no palco e seu eu mais jovem criticando o seu eu mais velho na turnê iNNOCENCE + eXPERIENCE.

Bono concordou logo no início em falar sobre os "pecados da moda", e foi perguntado para ele: "Nos últimos 40 anos de seus penteados diferentes, qual foi o mais embaraçoso?"
Bono respondeu: "Eu não preciso de muito tempo para pensar sobre isso: o mullet. Ainda hoje fico chocado quando vejo fotos minha com um mullet. No entanto, eu tenho que admitir que tenho um estranho prazer ao analisar minha contribuição pessoal para o desenvolvimento deste penteado abominável. Parecia que eu tinha passado à ferro meu cabelo verticalmente. Um homem nunca deve ser associado com seus penteados (risos). Um dos momentos mais importantes da história do U2 foi nossa performance no Festival Live-Aid, em 1985, no Estádio de Wembley de Londres. Quando penso nisso agora, tenho a imagem muito distinta do mullet na minha frente."

ICON: Então você diria que seu penteado mullet na versão do Live Aid é considerado o pior de todos?

Bono: Quando vejo vídeos disto, é uma experiência humilhante. Eu me pergunto: "Quem é esse cara estranho em pé como homem de frente do U2?" Encontrei a paz com todos os meus últimos penteados; cabelo mais longo ou o cabelo cortado, mas só não com o mullet. No momento estou também ouvindo muito sobre meu cabelo loiro. Recentemente um jornalista espanhol zombou de mim, dizendo: "seu cabelo tem a mesma cor de asas de frango.

ICON: E você permitiu isso?

Bono: Enviei-lhe asas de frango depois, para que ele pudesse comparar a cor, mais uma vez.

ICON: Até mesmo o "Wall Street Journal", muito diplomaticamente disse que o novo loiro de Bono "não está funcionando."

Bono: Não me importo. Meu rosto estava me cansando. Sempre que eu via meu reflexo na janela, pensava: "Quem é esse cara?" Para nosso mais recente álbum 'Songs Of Innocence' não só fomos inspirados pela música com qual nós crescemos desde o final dos anos 70, mas também nos inspiramos nas fotos dos artistas da época, e muitos deles tinham cabelo louro platinado. Billy Idol em 'Geração X' ou Gary Numan em 'Tubeway Army ou The Police. Naquela época nós coloríamos nosso cabelo da maneira "faça de seu jeito".

ICON: E foi assim que você fez desta vez também?

Bono: Não. Mesmo os membros de nossa banda, dizem que parece que eu mesmo fiz (risos). Fui a um profissional e disse para o cabeleireiro: "Pinte meu cabelo de loiro, mas faça parecer que fui eu." Ele estava muito confuso: "Você está me pagando muito dinheiro para tingir o seu cabelo, mas quer que pareça como se você mesmo tivesse feito isso?" "Exatamente", eu disse, "faça parecer muito ruim."

ICON: Então o loiro não é apenas uma atitude, mas também um som?

Bono: Bem, nós temos ouvido bastante The Police. Nós temos ouvido os três primeiros álbuns deles – percebendo que esses registros são obras-primas. Eles estão no topo com o melhor trabalho já feito, lá em cima com os Beatles. E isso tornou-se cada vez mais influência para nós. É uma influência no nosso álbum 'Songs Of Innocence'. Mas acho que vai ser ainda mais influência no nosso próximo disco 'Songs Of Experience'.

ICON: Diz a lenda, que Frank Sinatra uma vez repreendeu você e sua banda em público, dizendo: "Vocês parecem como uma banda que não gastam um centavo em suas roupas." Isso é verdade?

Bono: Sim. Mas foi há muito tempo, quando estávamos começando a fazer sucesso e Frank não estava muito afeiçoado com nossas roupas. Nós parecíamos degradados músicos de rua – em um jantar de Gala com Elizabeth Taylor! Toda a elite de Hollywood estava lá. Só fomos convidados porque nós éramos vistos como a "próxima grande coisa." Estávamos na primeira fila, bem em frente ao palco onde Frank estava de pé. Ele estava em sua melhor forma e nos apresentou para a platéia, pedindo para a gente levantar. Acho que foi quando ele ficou chocado, vendo nossas roupas rasgadas. Então ele falou esta frase lendária na frente de todos e esse foi o começo da minha amizade com o Sinatra. Nós muitas vezes nos encontramos e até cantamos juntos, muitos anos mais tarde ele me disse: "Bono, você é único homem com brincos que eu já gostei."

ICON: Apesar de nessa altura ainda terem uma atitude punk – vocês não ficaram com vergonha de terem sido zombados na frente de todos, por Frank Sinatra?

Bono: Isso não me deixou constrangido em nenhum momento. Eu estava tendo um grande momento tirando sarro de todas as pessoas naquele local – achei que pareciam todos pinguins em seus ternos em tão bom estado.

ICON: O quanto é importante seu modo de se vestir hoje? Você escolhe suas roupas para os shows ou você tem uma estilista?

Bono: Sharon Blankson é parte de nossa equipe e ela é responsável por isso, nós a conhecemos desde que ela tinha 15 anos. Ela estava dentre os primeiros punks em Dublin. Sharon é nossa Guru de moda, ela tem um gosto impecável e podemos confiar nela. Infelizmente, ela tem que lidar com pessoas como nós que às vezes fazem sua vida muito difícil (risos).

ICON: O quanto autêntico são pra vocês seus óculos e seu cabelo loiro?

Bono: Eu uso óculos de sol porque sofro de uma doença ocular, glaucoma. Sou muito sensível à luz. Mas quando estou no palco eu me transformo em outra pessoa, um estranho processo químico ocorre dentro de mim. Fico sem medo e eu saio de mim mesmo.

ICON: Nos últimos concertos você mesmo falou com seu eu mais novo no palco. Por exemplo na música "Bullet The Blue Sky", que descreve um ataque de avião de combate americano na década de 1980 em El Salvador, você agora canta: "Como pode você ver aqueles caças quando você está sentado em seu avião particular?" É você que está em um daqueles aviões particulares, não é?

Bono: Sim, eu entro no meu eu mais jovem, que está criticando fortemente o Bono de hoje em dia.

ICON: Você se lembra a primeira vez que entrou em um avião particular?

Bono: Sim, eu lembro. Foi em um helicóptero, e eu tinha uns 23 anos. Foi quando a banda e eu começamos a viajar dessa forma. Agora temos nosso próprio avião para turnês, eu tenho que aceitar que minha vida não é comum e outras pessoas precisam aceitar que estas coisas são normais para mim.

ICON: O seu eu mais jovem critica agressivamente o Bono mais velho na nova versão de "Bullet The Blue Sky". Você queria exorcizar o Bono "maior que a vida"?

Bono: Sim, o jovem Bono está gritando para mim: "Olhe para você, você é irlandês e agora está posando com um sorriso no seu rosto com os poderosos do mundo. Como se você realmente pudesse ajudar aos pobres e aos fracos." E então ele fica ainda mais furioso: "Você vê os aviões de combate, olhando pela janela de seu avião particular?" Ele está cheio de amargura. Mas este jovem Bono está errado. E então eu discuto com ele no palco, explicando para ele: quando eu tinha sua idade, meu lema era: é nós contra eles.' Hoje a minha posição é diferente: não existe eles, apenas nós."

NOTA:

A matéria fala sobre os atentados em Paris, e diz que Bono escreveu uma nova canção sobre isso, que teria o nome de "Stronger Than Fear".
Na verdade, a canção tem o nome de "The Streets Of Surrender". Bono já revelou que ele está trabalhando na música para o cantor italiano Zucchero. Ele se refere ao título da canção como "SOS" (abreviação de "Streets Of Surrender").
Stronger Than Fear é uma linha da canção "Raised By Wolves", de 'Songs Of Innocence'.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...