Anúncios

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Uma homenagem à Lou Reed, com uma volta ao passado em show da turnê iNNOCENCE + eXPERIENCE do U2


O U2 realizou ontem o sétimo e penúltimo dos 8 concertos agendados no Madison Square Garden em Nova Iorque, pela turnê iNNOCENCE + eXPERIENCE.
Bono: "Sabia que ontem foi o dia de John Lennon em Nova York? Eu e The Edge passamos a tarde na ilha de Ellis, com a Estátua da Liberdade atrás de nós... e Yoko Ono na nossa frente.
Nós estávamos lá para a Anistia Internacional e eu disse que os Beatles eram na verdade... Irlandeses! Não só John, todos os Beatles eram irlandeses... e eu estou aderindo à isso hoje. Ok? Eu tentei em Liverpool, não foi tão bem, mas em Nova York vai dar tudo certo!'
Iris é para todas as mães, mas em especial a Julia, a mãe de John Lennon."


Foi anunciado ontem que a HBO transmitirá em novembro, um documentário sobre a turnê. E o U2 anda realizando gravações em Nova York.
O show de ontem trouxe algumas coisas, que devem estar sendo gravadas para este documentário. Primeiro, o já conhecido fã Mark Baker (U2Brothr), foi chamado mais uma vez para o palco, na transmissão do Meerkat.
Outro momento que deve ter sido registrado para o documentário, foi a presença de Alyssa, a mulher que ligou para o 911 assim que Bono sofreu o acidente de bicicleta no Central Park em novembro de 2014. E estavam presentes também os dois bombeiros da Engine 44 que responderam ao chamado na ocasião. Segundo ela, muitos nova iorquinos passariam pelo acidente e não parariam para ajudar, mas Alyssa, residente de Virginia, o fez. O público nova iorquino no show se ofendeu com a declaração, e vaiou.
No setlist, uma homenagem ao nova iorquino Lou Reed, com uma volta ao passado: o U2 tocou 22 anos depois, "Satellite Of Love", com o dueto virtual sincronizado entre Bono e Lou Reed, exatamente como acontecia na turnê ZOOTV, e utilizando no telão o mesmo vídeo da época, e somente com Bono e Edge no palco "e". Bono não faz mais o falsete no refrão. Ele adaptou o "bum bum bum" no lugar.
O U2 gravou uma cover da faixa em estúdio e lançou como lado b do single de "One" em 1992.
Antes da performance, Bono disse: "Há 30 anos, completados na semana passada, nossa banda tocou no Live Aid em Londres na Wembley Arena. Na ocasião, enviamos um sinal para alguém que amávamos... em seu apartamento em Nova York. Lou Reed, como toda as pessoas, estava assistindo televisão e encontrou esta mensagem que enviamos via satélite, e nos tornamos amigos. Ele foi o poeta laureado da cidade de Nova York, podemos concordar? E nós temos o privilégio de ter sua companheira aqui, Laurie Anderson, que é outra extraordinária e talentosa amiga nossa. Então queremos tocar para ela e todos vocês, uma música dele, que fala daquele momento quando as amizades começam naqueles momentos aleatórios extraordinários. Então, vamos ver se podemos chamar o espírito de Lou...'


No encore, uma participação: Paul Simon subiu ao palco para uma performance com o U2 de "Mother And Child Reunion", sua canção que o U2 vem usando como introdução para "Where The Streets Have No Name".
Mas desta vez, ela foi tocada com Simon em uma versão um pouco mais longa da que o U2 vem apresentando, com mais linhas da letra original. A introdução de "Where The Streets Have No Name" já havia entrado, quando Paul Simon estava no palco, e Bono pediu para interromper a introdução e Paul poder cantar.


O set impresso mostra que o U2 finalizaria o show com "I Still Haven't Found What I'm Looking For", mas optaram por "One" no palco.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...