Anúncios

terça-feira, 7 de julho de 2015

Histórias do U2 em Boston


Nenhuma outra cidade americana tem tanta conexão com o U2, quanto Boston.
O DJ Alan Carter apresentou ao mundo em 1980 na WBCN, a "maior banda de rock". E à partir daí, o U2 conquistou o mundo. Do Paradise ao Sullivan Stadium em menos de 7 anos!

O ex-prefeito de Boston Ray Flynn, conta como ajudou o U2 à conseguir um visto e a generosidade do Bono:

"Eu batalhei para o grupo conseguir um visto para tocarem no Paradise (em 1980). Bono ficou tão agradecido, ele queria dar para alguns músicos jovens, aspirantes, alguns ingressos para o show, e um número de jovens estudantes de música irlandesa aproveitaram a chance de ver Bono. Ele não era a sensação que ele estava prestes a se tornar, mas já havia talento brilhante no grupo. Eles foram um grande sucesso em Boston. Vários anos mais tarde, depois que fui prefeito, eu estava em Nova York trabalhando no Boys and Girls Club. Bono me viu no Hotel Waldorf, ele veio e perguntou o que eu estava fazendo lá, então eu disse a ele. Ele trouxe um assistente e disse: 'Este é o meu amigo Ray Flynn, pegue alguns ingressos para o show no Madison Square Garden hoje para o pessoal do Boys and Girls Club'. Ele nunca tinha esquecido de Boston e foi sempre generoso nisso."

O guitarrista Roger Miller do Mission Of Burma fala sobre como foi tocar com o U2 em 1982:

"Eles foram muito gentis conosco. O Edge disse que ele gostava de meu som e que o lembrava do Jam. Eu não fiquei muito impressionado com isso, pois eu não era, e não sou um fã do Jam. Mas eles gostavam de nós. Um parente meu os ouviu rezar também para o Mission of Burma depois daquele show em Denver, Colorado"

O DJ Alan Carter da WBCN relembra do estranho e memorável show no Garden:

"O U2 entrou arrasador em 17 de setembro de 1987, no Boston Garden, mas após uma sequência de duas porradas com "Bullet The Blue Sky" e "Where The Streets Have No Name", o equipamento de iluminação da banda ficou completamente escuro. Depois de alguns minutos de escuridão total, Bono pediu para as luzes da casa serem ligadas, e de repente ficou tão iluminado como um jogo dos Celtics lá dentro. "Rock and roll não precisa de todas essas luzes caras e bombas de fumaça", Bono gritou. "Nós temos o espírito de Larry Bird conosco hoje à noite!", e o U2 tocou por uma hora com as luzes da casa acesas até que o problema foi resolvido. Uma vez que aquelas luzes da casa foram desligadas, fiquei realmente decepcionado por não poder ver mais todo mundo dançando em seus lugares e tendo um momento alegre."

Do site: Boston Herald
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Blog U2 Sombras e Árvores Altas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...